04.04

padrao_lily

 

O site Page to Premiere junto com uma representante do site Fangirlish, fizeram uma entrevista com a nossa querida Lily Collins na WonderCon 2013, falando mais sobre Cidade dos Ossos. Como foi interpretar a Clary, como foi trabalhar com Godfrey Gao, e é claro mais sobre como Jamie é o Jace!

Confiram após o mais:

Eu tive que conversar com Lily Collins na WonderConno fim de semana passado, junto com Erin do Fangirlish. Nós conversamos sobre o que a desafiou em interpretar Clary, sua parte favorita sobre sua personagem, o que pra ela faz Jamie perfeito para ser Jace, e sobre fazer acrobacias em um mini vestido!

Como foi vestir aquela roupa antes de tudo?
Bem, é engraçado porque na série, eu digo para Isabelle quando ela está me dando esta roupa, algo como, “Isso é um top”, e ela é diz, “É um vestido.” Então, você já sabe que ele é bem curto e, por isso, fizemos um monte de sequências de luta onde estou neste vestido. E ainda eu tenho botas de salto alto de couro com este mini vestido.. Você pode imaginar fazendo acrobacias, caindo no chão… Tudo isso é muito estranho quando você está usando uma roupa minúscula. Mas tivemos uma versão, aparentemente, que foi maior – mas era como poucos centimetros mais longa – para acrobacias. Realmente não foi muito maior. Mas todos tiveram que reconhecer que era difícil, não tinha como mudar, assim as acrobacias não foram muito coordenadas por causa do vestido em algumas situações. Mas valeu a pena usar, porque, você sabe, isso só mostra a transformação de Clary, que era uma espécie de menina moleca em uma mulher, e depois empurramos para essa situação com saltos, botas de couro e vestido. É meio… estranho.

O que é que você mais admira sobre sua personagem?
Admiro como ela é tenaz. Ela nunca desiste, mesmo que ela esteja nestas situações que nenhum adolescente normal jamais passaria. Não só ela está passando por uma espécie de, você sabe, a questão de quem ela gosta, e não que ela não gosta – coisas de mulher normais- ela também tem que resolver essas questões de, você sabe, como é que eu vou salvar minha mãe de todo esse mal? E ela é capaz de passar por isso, e ela não desiste.

Você pode nos contar um pouco sobre o treinamento que você fez para o filme?
Foi um treinamento insano. Eu fiz treinamento da aptidão física três meses antes de filmar e, em seguida, a cada dia iamos treinar, e isso significava que eu literalmente levantava às 4:30 ou 5:00 da manhã antes de filmar, e íamos treinar, e depois tivemos  coordenação de dublê, e treinamento de dublê e luta de espadas, combate com faca, algumas acrobacias, o trabalho com arame, treinamento de luta – como combate… Então foi realmente muito intenso, mas eu amei isso. Eu comecei a fazer acrobacias no meu segundo filme e, desde então, tem sido algo que eu sempre quero tentar fazer sozinha. Se eu não pudesse fazer tudo isso sozinha, quero dizer, nós temos o departamento de dublês mais incríveis nos bastidores. Eu realmente confio neles.

Os cenários ficaram incríveis, por sinal.
Obrigado! Sim, eu sei, o Departamento de Arte foi fenomenal. Quer dizer, sua atenção aos detalhes, tudo sobre as cenas, você realmente sentia que você fazia parte desse mundo, que é o que você espera.

Não houve muita controvérsia sobre você ser do elenco, claro, mas havia muita controvérsia sobre Jamie. Quando fomos ao set (de filmagens), ele me convenceu totalmente em uns cinco minutos. Eu disse para Cassie, porque eu tinha dito que eu era uma das que mais falei mal dele, e então eu virei para a Cassie, eu disse: “Eu realmente sinto muito”, e escrevi-lhe uma carta de desculpas.
Oh, você é a garota que enviou a carta de desculpas! Oh meu deus, que engraçado!

É, era eu! E eu era como, hoje, eu não posso entender isso, de jeito nenhum! Mas o que faz  Jamie ser Jace para você?
Bem, eu acho que foi evidente a partir do segundo – e eu já disse isso –  do segundo que ele entrou, ele tem esse tipo de mistura perfeita de ser – ou ele faz Jace com esta mistura perfeita de idiota, arrogante, um cara muito sarcástico, mas ao mesmo tempo que não tem medo de ser vulnerável. Então ele tem esta mistura de ser, você sabe, o sarcástico, tipo de cara arrogante, e ao mesmo tempo ser esse cara vulnerável, sensível, que se abre e não permite que alguém possa ajudá-lo enquanto é esse cara que quer ajudar. Então ele realmente teve esse tipo de união dessas duas qualidades sobre Jace dentro dele de qualquer maneira. Ele nunca teve que tentar. Ele nunca teve que fingir . É só que, ele trouxe essas qualidades para a tela  naturalmente, já era dele, e ele era  muito obcecado sobre fazer suas próprias cenas de ação e tipo, o mortal… Você sabe, o mortal que ele faz no filme foi realmente ele fazendo isso, e ele estava muito dedicado.

Foi realmente ele? Eu não sabia disso.
Sim, o mortal no trailer, eu acho. No teaser. Ele fez aquilo. Estávamos assistindo e ele simplesmente pulou e capotou… Quero dizer, ele queria fazê-lo. Assim, sua dedicação ao papel é, assim, fora de série.

Eu sempre pergunto isso quando fazemos entrevistas, e nosso próximo bate-papo é com o Kevin [Zegers]. O que devemos perguntar para o Kevin?
Eu amo o Kevin! O que você deve perguntar para o Kevin… Como foi trabalhar com Godfrey Gao? E que tipo de diversão tínhamos fora do set, quando estávamos todos brincando? Porque ele era um piadista.

Você chegou a trabalhar com Godfrey? Como foi trabalhar com ele?
Sim, não, foi muito divertido. Quer dizer, Magnus é um personagem tão incrível e ele é selvagem e excêntrico. Godfrey veio  só por dois ou três dias e eu não sei como ele conseguiu fazer tudo.Mas foi divertido trabalhar com ele porque, obviamente, nós temos uma relação estranha em que eu não sei nada sobre toda a minha vida e ele sabe, e ele está tentando me dizer coisas, mas não sendo tão óbvio. Eu tenho um bloqueio em minha mente, você sabe… Portanto, há todos estes tipos de fatores que fizem  nossa relação, mas as cenas que tivemos juntos foi muito divertida, brinquei muito com ele. Seus cenários eram tão loucos, como seu apartamento de solteiro com essas meninas de aparência estranha correndo por aí, você sabe. Só era como todas as criaturas e outras coisas, por isso sempre foi divertido de filmar.

Qual foi a parte mais desafiadora de interpretar Clary?
Bem, ela está constantemente atirada para estas situações, como, o que me sentiria como se a cada cinco minutos durante as filmagens eu me perguntasse o que está acontecendo, o que você quer dizer que não é verdade, o que está acontecendo? Há o que é e tantos porquês em seu enredo. Ter que ser capaz de interpretar cada novo que ou por que de uma forma diferente, em vez de ser apenas levada o filme inteiro, tinha que me descobrir mais: era confusão, raiva, tristeza, nervosismo… Você sabe, o que quer que fosse, tentando fazê-lo de modo que não parecesse que ela era constantemente uma vítima, pois Clary não é contantemente uma vítima. Ela realmente, você sabe,  quer encontrar sua mãe e ela nunca deixa as coisas detê-la, mas ela também é uma garota normal passando por uma situação louca, então eu queria fazê-la o mais real possível, mas também não, como eu continuo dizendo, fazendo-a este tipo de “Oh, pobre de mim” na situação porque não é ela.

Se você fosse fazer uma tatuagem de uma das runas, que  runa você escolheria e por quê?
Eu gosto muito desta que é “o dom” – que significa “o presente” – e eu acho que do jeito que ela é elaborada é realmente bonita, mas eu também adoro a idéia de que se você está fazendo uma tatuagem em si mesma, é um presente para si mesma, e é como se cada vez que você olhar para ela você se lembre que seus talentos e as coisas que te definem, que você começa a fazer, são realmente um presente e não tirar vantagem disso para apreciar a cada dia.

Com Cassie no set, ela deu muitos conselhos?
O que foi interessante é que ela … Você sabe, quando eu esperava um escritor para vir em junto para uma franquia como essa, eu pensei que seria mais um tipo de reclamona que ficaria dizendo: “Oh, você está fazendo isso errado” ou “Faça isso!”. Mas Cassie era tão admirada com seus livros que estavam sendo trazidos para a vida que ela realmente gostava, respeitava o processo de transformar o livro em filme. Porque isso é muito difícil, quando você tem que editar ou você tem que… Você tem que escolher o que você pode ter em uma hora e meia a duas horas de filme, certo? Porque ela tem um livro enorme. Ela ficou de acordo com todos nós e realmente encorajou as escolhas que estávamos fazendo. Seu conselho menos: “Você deve fazer isso” ou “Faça isso melhor”, ou tipo, algo por ai. Era mais “Mantenha o que você está fazendo. Estou tão orgulhosa de você. Estou muito animada”. Por isso, foi mais como palavras de incentivo, e ela simplesmente respeitava-nos como atores assumindo seu personagem ao contrário de ” Você deve fazê-lo desta forma”, o que foi muito bom, porque o incentivo estava lá, mas não era como se ela estivesse tentando nos mudar.

Qual a diferença entre o Jamie e o Jace? Como, quais são as maiores diferenças? Porque parece que ele é o Jace quando nos encontrarmos.
Certo. Eu acho que Jamie tem um humor mais para ele mesmo do que Jace tem. Jace é engraçado, mas sobretudo o Jace é bastante sarcástico, e apesar de Jamie ter um senso de humor sarcástico, ele também é justo, como uma pessoa engraçada, e ele também é muito bem-humorado às vezes, e não há realmente muito sobre Jace ser alegre. Ele é muito mais mau-humoradoe, assim, intenso. Jamie pode trazer isso, e não é, obviamente, elementosque são dele, mas eleé bem divertido, como é uma pessoa bem animada também.

FONTE

Postado por:
Você pode gostar de ler também
25.03
Em uma nova entrevista para a Teen Vogue, Cassandra Clare falou sobre “Chain of Gold”, o 1º liv...
27.02
O site publishersweekly postou uma matéria que eles fizeram com Cassandra em especial para o lança...
20.03
Durante o evento que aconteceu em Londres da turnê “King and Queen”, com Cassandra Clare e Holl...
23.01
Cassandra Clare deu uma longa entrevista falando sobre o que podemos esperar de seus próximos livro...
17.01
Cassie deu uma entrevista ao Writer's Digest onde ela fala bastante sobre o processo de escrita dela...
27.11
Com o lançamento de "Queen of Air and Darkness" se aproximando, Cassie deu uma entrevista para ...

Deixe seu comentário

1 comentário em “Fangirlish & PageToPremiere entrevistam Lily Collins sobre "Cidade dos Ossos"”







Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook