07.04

Cassie continua respondendo perguntas sobre “Chain of Gold”, o 1º livro da trilogia “As Últimas Horas”, falando sobre parentesco entre os personagens e sobre outros filhos de Tessa e Jem, chegando a dar mais um pequeno trecho de “Chain of Iron” (o 2º livro da trilogia).

Dividimos as asks, e por enquanto você, pode ler as seguintes sem spoilers. Quando as com spoilers sobre “As Últimas Horas” começarem, avisaremos!

Genealogia

Rorochan92: Hey, Cassie! Eu li sobre pessoas preocupadas que Jesse e Lucie são primos. Eles são primos? Eu não consigo entender. Além disso, se James e Cordelia se casam, e se eles têm filhos, como Jace não sabe que ele tem parentesco com os Carstairs quando ele conhece Emma? Por que eles não falam mais sobre isso?

Ok! Vamos abordar isso em duas partes.

Jesse e Lucie: Eu… acho que deve ter sido um mal-entendido? Eles não são de forma alguma parentes. O tio de Jesse é Gabriel Lightwood. Gabriel Lightwood é casado com Cecily Herondale, que é tia de Lucie. A única maneira deles serem parentes seria se Cecily e Gabriel fossem parentes, o que não são. Jesse e Lucie estão distantemente conectados pelo casamento, o que não é estranho, especialmente em uma comunidade menor como a dos Caçadores de Sombras, que são uma pequena fração das pessoas no planeta. Ela é tão parente com Matthew ou mais (ou seja, não muito).

(E antes que haja muita discussão sobre isso, isso meio que me lembra as pessoas na minha inbox preocupadas sobre se Kit e Ty seriam parentes se Jesse e Lucie terminassem juntos. Eles não seriam de maneira significativa. Os ancestrais estão longe o suficiente para que qualquer geneticista os considerem não parentes, e pelos termos dos Caçadores de Sombras, eles são praticamente estranhos. Já é uma comunidade pequena, boa sorte em encontrar alguém que não compartilhe um ancestral comum com você (Eu sou judia Ashkenazi. um grupo que engloba 0,2% das pessoas no planeta): a suposição é que, se eu encontrar outro judeu Ashkenazi, ele será meu primo em décimo grau. Ou seja, compartilhamos algum ancestral em comum lá atrás mas não somos parentes. Me deixe colocar desta maneira: se Lucie e Jesse terminam juntos ou não, se os Blackthorns atuais descendem ou não do ramo dos Blackthorns de Jesse, Kit e Ty terão a mesma quantidade de parentesco, que é: nenhuma.)

Outra regra prática é que “é provável que tipo 99,9999%… qualquer pessoa que você conheça seja pelo menos uma prima em 16º grau de alguém. E 97,2% provavelmente são primos em 15º de alguém”– e essa é a população em geral, não uma comunidade menor como a dos Caçadores de Sombras ou Ashkenazi. Não é algo que me preocupa, nem deveria te preocupar vocês! Há uma razão pela qual nenhum enredo de novela se transforma na descoberta de que alguém é seu primo em décimo quinto grau. Eles são essencialmente não seus parentes. Isso é como pirar que Magnus e Alec tenham um ancestral em comum. Eu garanto que eles tem. Todos nós temos. Como o LA Times diz: “Todo mundo tem parentesco com todo mundo“.

Ninguém nesses livros se casa com um primo de primeiro ou mesmo de segundo grau, embora eu indique que é exatamente o que Elizabeth deveria estar fazendo em “Orgulho e Preconceito” com o Sr. Collins, e exatamente o que o Sr. Darcy deveria estar fazendo com Anne de Burgh, e exatamente o que Edmund e Fanny fazem em “Mansfield Park” (eles são primos em primeiro grau). Essa era considerada uma maneira de manter a riqueza da família, e era mais comum, é claro, nas famílias reais, que deveriam oferecer algumas coisas chocantes historicamente divertidas. 🙂

Quanto a Jace – quero dizer, não, eu consideraria isso muito bizarro se as pessoas nos tempos de TMI/TDA fizessem uma grande coisa em ter ancestrais comuns distantes. Ok, então, SE Jace é descendente de Cordelia, ela é uma dos dezesseis tataravós que ele tem. Ela é uma de muitos, muitos outros ancestrais: literalmente centenas. Eu acho que as pessoas podem estar comprimindo o tempo em suas cabeças e não pensando no crescimento exponencial de gerações. Cordelia é um trigésimo segundo da composição genética de Jace, se é que eles são parentes.

Além disso, Jace não apenas mal sabe quem são Stephen e Marcus (seu avô), mas também não tem motivos para memorizar sua árvore genealógica. Por que diabos ele iria? Não sei quem são meus tataravós. Eu sei o nome de exatamente um bisavô. Eu não sei por que Jace, que não sente grande conexão com os Herondales, estaria pesquisando essas coisas? E memorizando isso? E aparentemente se preocupando mais com alguém distante dele por cinco gerações do que ele se preocuparia, digamos, com os parentes de sua avó? Por que ninguém está reclamando que ele não está rastreando os Whitelaws ou os Montclaires? (Ele não se importa, mas todos estão mais intimamente relacionados a ele do que os Carstairs.)

A resposta para isso é: porque os leitores leram os livros, e para eles Herondales e Carstairs são sobrenomes significativos, e esses nomes têm uma conexão. Mas os personagens não leram os livros. Seria tão bizarro para Jace sair agarrando todos os Carstairs que ele encontrasse como seria Alec chorar por todos Monteverdes. Jace não é parente próximo de Emma para ele pensar nela como uma parente, independentemente de James e Cordelia terminarem juntos ou não.


Nós temos de lembrar: esses personagens não sabem que houve séries de livros anteriores em que nomes como Lightwood e Blackthorn são importantes. Quando Jace descobre que é um Herondale, ele não pula em Alec, exclamando que agora eles estão parentes ou algo assim porque, cento e cinquenta anos atrás, eles tiveram antepassados que se casaram. Eles não são parentes, e nenhum deles provavelmente saberia sobre esses casamentos. Para nós, esses personagens são importantes: para Jace e Clary e todos, eles não devem ficar preocupados sem destruir a sensação de verossimilhança de que são pessoas reais com preocupações reais, não pessoas em livros cujas preocupações são sobre outras séries de livros.

blackvthorn00: Oi, Cassie! Não sei se você pode responder essa pergunta! Tessa e Jem terão outros filhos? Ou os descendentes Carstairs terminam com Emma e Mina (de acordo com o fato de que mulheres não passam os sobrenomes para os filhos)?

Nós não sabemos ainda! Pode ser que sim, pode ser que não…

Todas as perguntas e respostas a partir daqui tem SPOILERS, então aqui fica o aviso para quem não quiser saber informações sobre a trama do livro e nem futuros spoilers sobre “Chain of Iron”.

we-are-half-bloods: Oi, Cassie! Já como sou obcecada com a amizade de Lucie e Cordelia, eu estava querendo saber se elas vão contar os segredos delas uma para a outra logo. Lucie contará para Cordelia sobre Jesse e Cordelia contará para Lucie que ela está apaixonada por James?

Eu acho que é importante se lembrar que as duas tem boas razões para manter esses segredos. Elas não estão fazendo isso para abalar a amizade delas ou causar problemas. Cordelia está tentando salvar o próprio orgulho. Ela absolutamente não quer que sintam pena dela ou até mesmo simpatia pela forma que ela se sente por James; faria ela se sentir péssima. É por isso que ela não conta. Lucie está tentando proteger Jesse, e Cordelia também — ela quer trazer Jesse de volta a vida, o que seria desaprovado pela Clave, e qualquer um que soubesse sobre isso estaria em apuros.

Essa é a coisa com segredos, e porque uma série sobre segredos tem que examinar eles de uma forma complexa — não pode ser só “Bom, eles deviam contar a verdade uns aos outros, isso arrumaria tudo”. Em muitos casos, não arrumaria. As vezes nós mantemos segredos porque as coisas são muito pessoais. As vezes nós temos que esperar para que nós mudemos ou as circunstancias mudem, antes que um segredo possa ser contado. As vezes segredos precisam ser contados, mesmo quando fazendo isso cause dor.

E as vezes um segredo não é nosso para contar.

taco-taco-belle: Oi, Cassie! Matthew é um dos meus personagens favoritos que você já escreveu e eu queria saber se vamos ver mais do ponto de vista dele no próximo livro? Também queria te agradecer por responder perguntas durante esse tempo ruim, está fazendo ser muito mais fácil pra gente lidar com as coisas acontecendo lá fora. Espero que esteja sempre segura e saudável. Obrigada por responder! <3

Obrigada! Isso é super doce e eu também estou pensando em todos vocês.

Eu realmente sinto muito, mas estou evitando responder perguntas sobre pontos de vista nos livros futuros. Eu já disse antes, mas eu entendo completamente que vou ter que repetir algumas vezes porque tem muitas coisas online. Ninguém pode acompanhar tudo.

Tudo que posso dizer é: eu encontrei um problema no passado quando precisei cortar o ponto de vista de um personagem e notei que eu tinha dito que ele estaria no livro e as pessoas estavam esperando por isso. Eu quero poder servir o livro primeiramente — é por isso que eu sempre digo que as coisas que eu falo aqui online são secundariamente canon e podem mudar — assim não desaponto ninguém.

Eu não acredito que você apenas conhece um personagem pelo ponto de vista dele: alguns dos meus personagens favoritos nos livros nunca tiveram uma cena com ponto de vista. Então eu estou colocando um fim em falar sobre ponto de vista nos próximos livros. É um processo!

Já como não posso responder isso, vou deixar aqui pra você um trecho de Matthew em “Chain of Iron”:

Os olhos de Alastair pousaram em Matthew. “Por que“, ele começou, “você não está usando um chapéu?

E cobrir esse cabelo?” Matthew indicou seus cabelos loiros com um aceno. “Você bloquearia o sol?

Lembrando que aqui no Brasil, a Galera Record já anunciou que “Chain of Gold” será publicado somente no 2º semestre de 2020 – para ler, venha AQUI. Você pode comprar “Chain of Gold” EM INGLÊS, versão do UK capa dura por um valor mais barato, na Amazon com o extra do casamento Wessa e a gravura de Cassandra Jean, que acabou de ser lançado, clicando AQUI, ou compre a versão digital do livro, também em inglês, clicando AQUI.

Algumas informações adicionais: O segundo livro da trilogia se chamará “Chain of Iron” e o 3º e último livro se chamará “Chain of Thorns”. Já “Fairy Tale of London” é o conto que virá na 1º edição de “Chain of Gold” contando o casamento de William Herondale e Tessa Gray.

O 1º livro da série “As Maldições Ancestrais” foi lançado no Brasil e se chama “Os Pergaminhos Vermelhos da Magia“: para comprar na Amazon com capa metálica e o conto extra com Magnus conhecendo Catarina Loss que virão somente na 1º edição, basta clicar AQUI.

Ainda algumas informações importantes para quem desejar comprar na Amazon: o livro somente é cobrado na sua fatura quando enviado. Se nesse período de tempo o preço baixar, você paga o preço mais barato. E você ainda pode ter frete grátis em todos livros independentemente do valor assinando o Amazon Prime, que também te dá acesso ao streaming Prime Video, músicas no Prime Music, livros e revistas para leitura no Prime Reading, jogos no Twitch Prime e promoções exclusivas, e você ainda pode cancelar a qualquer momento. Para começar a aproveitar, clique a seguir e quando a página abrir, em “Teste grátis por 30 dias”: AQUI.

Para saber tudo sobre a trilogia “As Últimas Horas”, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre a trilogia “As Maldições Ancestrais”, mais conhecida como a trilogia Malec, basta clicar AQUI.

Fontes: [1]; [2]; [3]; [4].

Postado por:
Você pode gostar de ler também
27.10
Este post está sendo atualizado a medida que mais novidades estão sendo divulgadas. A pré-venda ...
27.10
“Corrente de Ouro”, o 1º livro da trilogia “As Últimas Horas”, foi indicado na categoria ...
23.10
Cassie enviou a newsletter de outubro e nela a nossa rainha fala sobre “Chain of Iron”, com um t...
21.10
Nós, do Idris Brasil, vamos sediar uma leitura coletiva de “Corrente de Ouro”, o mais novo lan...
19.10
Cassie postou hoje um novo trecho de “Chain of Iron”, o 2º livro da trilogia “As Últimas Hor...
16.10
A Editora Galera Record anunciou a volta do box “Os Instrumentos Mortais” com as novas capas met...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook