08.07

Na tarde desta segunda-feira, Cassie respondeu algumas perguntas em seu Tumblr e já avisamos que a ansiedade para “O Último Rei das Fadas”, o 1º livro da trilogia “Os Poderes Perversos”, que será a última série do Mundo das Sombras, só aumenta!

O Último Rei das Fadas” será publicado em inglês entre março e junho de 2026. Aqui no Brasil, a Editora de Cassie, a Galera Record, ainda não divulgou nada sobre a publicação. Os 3 livros dessa série se chamarão, em ordem: “The Last King of Faerie” (“O Último Rei das Fadas“, em tradução livre), “The Last Prince of Hell” (“O Ultimo Príncipe do Inferno“, em tradução livre) e “The Last Shadowhunter” (“O(A) Último(a) Caçador(a) de Sombras“, em tradução livre).

Cassie também falou sobre “The Ragpicker King” (que provavelmente se chamará “O Rei dos Ladrões” aqui no Brasil), o 2º livro da série “As Crônicas de Castellane”, sua falta fantasia não relacionada ao Mundo das Sombras.. O livro será lançado em inglês em 4 de março de 2025 e já está em pré-venda na Amazon – clique AQUI para garantir o seu. A Editora Galera Record também não deu nenhuma data para publicação do livro até esta dada.

Confiram as perguntas e a respostas e avisamos que há POSSIVEIS SPOILERS, então leia por sua conta e risco!

frankieboo77: Você está planejando fazer uma turnê de autógrafos pela Latam?

Eu adoraria, mas os tours de autógrafos são organizados pelas editoras. Eles têm que convidar você. Então, se você quer que eu vá a algum lugar, incomode minha editora, essa é a melhor coisa a fazer. 😀

jaimrennnn: Nós veremos Diego como o inquisidor em “os Poderes Perversos”????

Não tanto, mas ele é o Inquisidor! É uma pena que o cargo tenha uma história tão sombria.

flornsummer: Olá, Cassie. Eu não sei se teremos o relacionamento de Anush e Ty em “Os Poderes Perversos”, mas quão importante é a amizade deles? Ty finalmente tem um bom amigo?

Desculpe pelo meu inglês ruim

Eu diria que Ty tem um bom amigo em Anush, mas há o problema – sempre – de que o relacionamento de Ty com as pessoas é limitado pelo que ele pode ou não dizer a elas. Esta não é uma série especificamente sobre segredos, mas o fato de Ty quase sempre também estar com o fantasma de Livvy molda sua vida, e não é algo que ele possa contar a Anush.

rainintothesea: Ok, eu estou ridiculamente curiosa sobre se/como você vai retratar Lúcifer nos próximos livros de TSC, e gostaria de saber se você pode nos dar alguma informação, trechos, qualquer coisa sobre ele e/ou os outros Príncipes de Inferno. Provavelmente é muito spoiler e provavelmente muito cedo para qualquer coisa, mas eu estou realmente fascinada em como você incorporou os Príncipes do Inferno no mundo de TSC, bem como nas outras dimensões. Eu adoraria saber mais. Obrigada! Espero que você esteja bem! ♥️

Hmmm. Eu não achoque possa dizer especificamente, mas posso dizer que “Os Poderes Perversos” é uma espécie de retorno ao mito bíblico/demoníaco de “Os Instrumentos Mortais”. Muito do que acontece gira em torno de várias partes da mitologia bíblica (já que estamos lidando com Lúcifer!) e referências a Paraíso Perdido/Dante.

tu-vieja-steve: Nós saberemos alguma coisa sobre meu precioso menino Rafe?

Nós definitivamente checaremos os Lightwood-Banes.

jacelips: Oi, Cassie! Nós vimos que Dru chamou Mark de consorte do Kieran, isso significa que tivemos um casamento no chalé poliamoroso?

Eles não são casados, não. Eu não acho que a Corte Unseelie aceitaria isso (não por causa dos poliamor, mas por causa dos Caçadores de Sombras).

lillmorph: Hey, Cassie! Eu li sua resposta e comecei a pensar na resposta de Julian ao trauma, que você disse que “é muito intensa” e concordo totalmente. Então, quero perguntar a você sua opinião canônica sobre isso, ou o que você estava pensando enquanto escrevia sobre a situação mental de Julian: você acha ou deixou claro em sua cabeça que ele tinha depressão? Eu tenho lido “Os Artifícios das Trevas” enquanto lidava com minha própria depressão em seus estágios iniciais, e comecei a me relacionar muito, mas minha opinião pode ser extremamente tendenciosa, porque Julian é um personagem que me dá conforto e compartilhamos alguns traumas, então é por isso quero saber sua opinião sobre isso.

Eu sei que você talvez queira evitar dar um diagnóstico porque não somos ninguém isso, e eu entendo isso completamente, então eu estou apenas curiosa para saber seus próprios pensamentos enquanto escrevo. Talvez você estivesse pensando sobre a Depressão enquanto escrevia sobre, mesmo que não tenha sido canônico. Ou talvez você estivesse pensando em outra coisa ou apenas em alguns sintomas ou em nada ☺️ Isso é apenas por curiosidade e se relacionar emocionalmente. De qualquer forma, a “tristeza” dele não parecia uma “tristeza normal de adolescente perturbado e traumatizado” para mim, considerando a insônia, a culpa irracional, o desespero e muitas outras coisas (desde “Dama da Meia-noite”). Mas, novamente, eu posso ser extremamente tendenciosa.

(De qualquer forma, sua anedonia em “Rainha do Ar e da Escuridão”, quando ele tira suas emoções, foi definitivamente codificada e eu adorei a representação. Mas não podemos definitivamente chamar isso de “Depressão”, dada a “razão mágica”)

Eu acho que uma das coisas interessantes sobre Julian é que, embora muitos personagens sofram frequentemente nesse tipo de livro de aventura/fantasia, poucos demonstram seus sofrimentos de forma tão visível quanto ele, especialmente os personagens masculinos.

Quando escrevi Jules, estava pensando em Estresse pós-traumático. E essas coisas que você lista – insônia, culpa irracional e desespero – são sintomas de estresse pós-traumático. Mas a depressão também é um sintoma de estresse pós-traumático. Parece que você sabe bastante sobre saúde mental, então quando digo que quando você olha para algo como depressão, muitas vezes você está pensando em “Essa depressão é o sintoma de alguma condição ou causa raiz?” – acho que você concordaria. Então embora muitas vezes eu me sinta um pouco estranha ao fazer diagnósticos psicológicos clínicos de meus personagens de uma forma que possa excluir qualquer pessoa que se identifique com esse personagem, eu diria que Julian sofre de sintomas depressivos causados pelo estresse pós-traumático. Se isso faz dele um personagem te dá conforto, isso é ótimo, e realmente não há como estar errado ao se relacionar com um personagem!

“The Ragpicker King”
Clémence: Olá, Cassandra! Eu amei muito “O Portador da Espada”, obrigada por criar este mundo e esses personagens. Eu tenho algumas perguntas sobre “The Ragpicker King” que acho que você poderia responder (e espero que ainda não tenha respondido):
– Você disse que vamos acompanhar o ponto de vista de Lin e Kel, não vamos ter o de Andreyen, mas haverá outros? Como o de Connor ou o de Antonetta?

No texto principal temos apenas o ponto de vista de Lin e Kel, assim como no livro um. Mas há trechos entre cada capítulo (como havia no livro um, aqueles relacionadas especificamente à história da Deusa e do Livro de Makabi) e algumas deles contêm pontos de vista de outros personagens.

– Haverá uma passagem de tempo após o término de “O Portador da Espada”? Tipo dias ou semanas? Mais?

Há um salto temporal de cerca de três meses entre “O Portador da Espada” e “The Ragpicker King”.

– Como está o nosso querido Conor? Deprimido depois do que aconteceu? Ou determinado a consertar as coisas?

Conor está… lidando! Ele está determinado a ser melhor – especificamente como governante, já que seu pai se retirou para uma solidão quase total – então ele fez coisas como mudar uma mesa para seu quarto para poder trabalhar mais. (Isso é um grande coisa para ele!) Como isto se desenrola, já que há muitas forças unidas contra ele (incluindo as falhas da sua própria natureza dele!) ainda está para se descobrir. 🙂

light-black-stairs: Oi, Cassie! Parece que há um tópico sobre o qual o fandom está dividido agora: altura. Você pode finalmente pôr fim à discussão? Adoraríamos saber as alturas canônicas para Dru, Ty e Kit no início de “Os Poderes Perversos”.

PS. Muito obrigado por incluir um casal poliamoroso, um personagem autista e uma personagem trans em “Os Artificios das Trevas”. Eu não consigo explicar o quão importante é me ver representada no meu universo ficcional favorito.

Eu diria que Kit e Ty têm quase a mesma altura (por volta de 1,80 metro) e Dru é baixinha – 1,65 metro, talvez. Embora eu prometo a você que raramente penso muito sobre altura, a menos que alguém seja bastante alto ou baixo e isso os afete de alguma forma!

Obrigada pelas suas amáveis palavras <3

kitherondaleinspace: Como está a escrita de “O Último Rei das Fadas”? Você já fez uma cena engraçada de Kit e Ty? Eu vou só sofrer?

Há MUITAS cenas engraçadas. Há algo intrinsecamente engraçado em road trips*, para começar.

*: Road trip é uma viagem por terra, podendo ser por carro ou ônibus. Por isso deixando amplo, já como ainda não foi divulgado a forma como Ty e Kit viajarão.

spring2026: Você acha que Kit Herondale tem TDAH? E você acha que por Ty ser autista, seu ponto de vista é muito diferente quando ele escreve?

Eu acho que diria que se você, como alguém com TDAH, se identifica com Kit, isso é legal. Como eu disse, não existe uma maneira errada de se relacionar com um personagem. Mas não o escrevi conscientemente como alguém com TDAH porque, se o tivesse feito, teria feito o que fiz ao escrever Ty – meses de pesquisa e não escrever o personagem sem consultar leitores sensíveis, que também eram pessoas com autismo. Eu não teria sentido que estava fazendo justiça a um personagem com TDAH sem fazer todas essas coisas.

Eu realmente acho que a neurodivergência de Ty impactaria sua narração de uma história, sim, então não estarei (e não estou atualmente) escrevendo quaisquer partes sobre Ty (seja ele as narrando diretamente ou não) sem consulta de vários leitores sensíveis antes que sejam editados. É por isso que você não viu muito trechos de Ty em “Os Poderes Perversos”. Eu nem gostaria de publicar publicamente um primeiro rascunho sem consulta, dada a possibilidade de magoar ou incomodar alguém com uma representação que não parece certa.

O Portador da Espada” é uma alta fantasia de Cassie Clare, que se passa completamente fora do mundo das sombras e é o 1º livro da série “As Crônicas de Castellane”. Vocês podem garantir o livro em português na Amazon clicando AQUI.

Fontes: [1]; [2]; [3]; [4]; [5]; [6]; [7]; [8]; [9]; [10]; [11].

Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.07
Começou hoje, 16/07, a meia-noite, o Prime Day Amazon, que irá até 21 de Julho, às 23:59. Há g...
15.07
Em um evento dia 12 de julho na Espanha, em diculgação a publicação no país de “O Portador da...
10.07
Os livros da campanha do Kickstater começaram a serem enviados, sendo o primeiro a versão física ...
20.06
Além da divulgação da capa de “The Ragpicker King”, o segundo livro da série “As Crônicas...
20.06
Ontem, em seus stories, Cassie divulgou a capa provisória de “The Ragpicker King”, o segundo li...
08.06
Cassie respondeu perguntas em seu tumblr onde ela fala sobre Jem, os tempos entre as sagas e mais. V...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook