29.09

padrao_TMI

Para aqueles de vocês que não sabem, Cassadran Jean é uma artista. Ela trabalha com muitas coisas como graphic novels, e faz desenhos para YA, como Beautiful Creatures, The Lynburn Legacy, Shades of London e The Raven Boys.
Recentemente ela tem trabalhado com Cassandra Clare em um calendário dos homens Caçadores de Sombras!

Qual é a sua experiência com arte? Quando isso se tornou algo pelo qual você é realmente apaixonada?
CJ: Eu sempre quis ser uma artista, desde que eu era criança. Eu acho que pode ter havido um ano no Ensino Fundamental onde eu considerei ser veterinária, mas não durou muito. Eu sempre quis desenhar. Eu venho de uma família artística então eles têm sido grandes influenciadores e sempre encorajam meu lado artístico. Minha mãe escreve, meu pai pinta, meus avós eram professores de arte, fotógrafos, escritores, costureiras… Então, é, eu basicamente sempre estive na arte. Eu me formei em ilustração na faculdade e comecei a trabalhar com graphic novels logo depois.

Como você se envolveu com as artes para Cassandra Clare e as crônicas dos Caçadores de Sombras?
CJ: Atráves da minha fã arte, na verdade. Ela gostou de um desenho que eu havia feito de Will Herondale e me abordou sobre trabalhar no Shadowhunter’s Codex. Eu disse SIM (é claro!) e o resto é história! Desde então eu tenho o prazer de ilustrar um monte de coisas para ela. Ela é muito divertida.

Como você aborda a arte baseada em algo que já foi escrito?
CJ: Trabalhar em algo que alguém escreveu é bem diferente de criar sua própria história. Enquanto trabalhar em uma arte original você está usando um personagem que é desconhecido e você tem total controla sobre quem eles são e como eles se parecem. Mas trabalhar com algo que alguém já escreveu, você está interpretando algo que já existe. Nenhum é melhor que o outro, mas ambos os processos têm seus prós e contras. Quando eu trabalho em algo já escrito, eu tenho pulo toda a parte do processo de escrita! Mas há muita pressão para fazer as coisas da maneira certa. Porque há personagens sobre os quais as pessoas já leram sobre e se apaixonaram, e os fãs irão notar se você bagunçar algo. Eu registro seus nomes, suas familias, suas aparências (cabelo, olhos, estrutura facial, estilo de moda, peculiaridades, habitos, etc) então quando eu os desenho mais tarde, posso consultar minhas anotações.

Muitas pessoas conhecem você como a artista por trás das cartas de Tarô dos Caçadores de Sombra, os pedacinhos de Cidade do Fogo Celestial e agora o calendário de Caçadores de Sombras masculino, mas que outras artes você faz?
CJ: Bem! No momento minha vida são basicamente Caçadores de Sombras! Mas eu trabalho como ilustradora para a YenPress. Eu fiz as adaptações para as graphic novels de “Beautiful Creatures” e “Miss Peregrine’s Home for Peculiar Children” e uma pequena chamada “Something Wikkid”. E eu tenho mais livros marcados!

Como é seu processo? Que tipo de atmosfera você usa?
CJ: Hum… pergunta difícil! Bem, eu leio os livros primeiro e principalmente. Esse é o melhor jeito de conhecer um personagem. Quando eu os desenho, eu tento manter em mente sua personalidade. Se eles são sexy e flertadores, ou tímidos ou quietos e mal-humorados. Nossas personalidades, ou as personalidades dos personagens afetam como eles se vestem ou como vou posicioná-los. Quando eu desenho algo eu tento focar no humor. Tipo se eu estou afim de desenhar algo triste, feliz ou doce. Então eu tento escolher os personagens que estão de acordo com o meu humor. Parece funcionar mais naturalmente dessa maneira.

Você trabalhou em tantos projetos além de Os Instrumentos Mortais como mangas, Beautiful Creatures, e Raven Boys.  Há algum desafio em fazer coisas tão diferentes ou você gosta desse desafio?
CJ: Eu gosto do desafio. Na verdade, eu meio que preciso disso. Não importa o quanto eu ame algo, eu posso ficar exausta desenhando isso de novo e de novo sem nenhuma variedade. Esse é meio que o tipo de coisa que me faz entrar em crise. Então é por isso que eu desenho tantos sujeitos. É refrescante, e eu sinto que me mantém de pé. Especialmente quando se trata de comics. Um comic pode levar 8-9 meses para que eu termine, e cada página é preenchida com tons de desenhos dos mesmos personagem. Então trabalhar em uma variedade de fã artes e projetos ao mesmo tempo me impede de cair no costume.

Quais são os projetos nos quais você trabalhou que algumas pessoas não conhecem mais você realmente gostou?
CJ: Eu costumava ilustrar uma comic online chamada Land of Lions! Eu não sou capaz de trabalhar nisso por muitos anos agora, desde que a Yan Press começou a me alugar para trabalhar, e eu tenho me aperfeiçoado muito ultimamente então a arte feita nisso é um pouco velha. Mas eu ainda tenho orgulho do que eu fiz com isso. Está em um site chamado MangaMagazine.net, na verdade o site tem um monte de coisas incríveis, você deveria checar qualquer hora dessas se você tem interesse em ler coisas originais online.

Quais são os seus hobbies além de arte? Você lê e você leu os livros para os quais trabalhou?
CJ: A arte meio que domina minha vida. É meu trabalho E meu hobby. Mas eu leio um monte também, é claro que eu li todos os livros para os quais trabalhei. Eu tento não desenhar personagens de coisas que não li porque eu acho que se eu não li, eles não ficarão corretos. Eu não teria um bom domínio de como os personagens se parecem, como agem ou como se vestem… (com exceção de Dark Artifices e TLH que eu não li ainda, mas Cassandra descreve detalhadamente os personagens para mim então eu os faço certo). Então é! Todas as séries para qual desenhei eu li. E li muitas para as quais não ilustrei também. As vezes eu apenas gosto de ler. Eu também jogo muito vídeo game quando eu tenho chance. E arrumo minhas prateleiras de livros. Isso conta como um hobby? Porque eu amo fazer isso!

O que você pode nos dizer sobre The Secret Treasons, e o que e quando nós podemos esperar disso?
CJ: Eu não posso falar muito disso além do que você já sabe. É sobre Valentim e o Ciclo de volta a seus anos de juventude. Eu estou ansiosa para desenhar não apenas a versão nova de Valentin, Jocelyn e Luke mas também desenhar os personagens que nunca conhecemos nos livros porque eles já morreram. Stephen, Michael… Eu estou tão ansiosa em trabalhar em uma Shadowhunter comic. Espero que cedo, a editora (Yen Press) vai divulgar mais informações para vocês festejarem.

Uma ótima e divertida pergunta que faço a todos que entrevisto: Quem é sua “quedinha” fictícia?
CJ: Quedinha? Apenas uma? Hum… Ragnor Fell! Meu grande e irritadiço cara. O que é isso? Não, ele não está morto! Ele está apenas… hibernando.

Fonte

Postado por:
Você pode gostar de ler também
25.03
Em uma nova entrevista para a Teen Vogue, Cassandra Clare falou sobre “Chain of Gold”, o 1º liv...
27.02
O site publishersweekly postou uma matéria que eles fizeram com Cassandra em especial para o lança...
20.03
Durante o evento que aconteceu em Londres da turnê “King and Queen”, com Cassandra Clare e Holl...
23.01
Cassandra Clare deu uma longa entrevista falando sobre o que podemos esperar de seus próximos livro...
17.01
Cassie deu uma entrevista ao Writer's Digest onde ela fala bastante sobre o processo de escrita dela...
27.11
Com o lançamento de "Queen of Air and Darkness" se aproximando, Cassie deu uma entrevista para ...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook