12.12

E claro, como todo Shadowhunter sabe, a fandom de “Os Instrumentos Mortais” se apega a coisas que nenhuma outra fandom se apega, que orgulho! como por exemplo patos e o misterioso “Cara das Costeletas”. Isso tudo começou com as filmagens, aonde sempre víamos “esse cara” do lado de Lily Collins, Jamie Campbell Bower, Robert Sheehan e ele foi o único a ter uma foto com o Godfrey Gao! Só você olhar a foto acima que você provavelmente vai se lembrar dele.

Mas o mistério em torno dele continuava: quem era esse homem misterioso com essas costeletas tão grande, que você via frequentemente com os atores? Cassie já havia postado, em seu tumblr, uma conversa com ele, mas hoje o TMI Examiner nós trouxe uma entrevista com ele, aonde ele fala da produção, da fama que ele ganhou e até mesmo sobre o processo de filmagens.

Então agora com vocês, conheçam Jeff, o “Cara das Costeletas” – que na verdade é um dos diretores assistentes de nosso tão aguardado filme!

Durante as filmagens do tão aguardado “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”, fãs perseguiram pela Internet (e às vezes as locações) por qualquer imagem do elenco, equipe e filmagens do filme da Screen Gems.

O Diretor Harald Zwart e a autora Cassandra Clare foram muito generosos em compartilhar notícias e qualquer imagens que podiam, mas um homem rapidamente se tornou um tema improvável entre os fãs apaixonados. Jeff, o diretor assistente do projeto, muitas vezes apareceu em fotos e suas costeletas únicas e largas o fizeram fácil de se lembrar. Em um ponto, “O Cara das Costeletas” tornou-se um trending topic no Twitter. O fandom ficou intrigado.

O que nós realmente sabemos sobre o Jeff, o “Cara das Costeletas”? Cassandra Clare falou com Jeff durante suas visitas ao set em Toronto e dividiu parte da sua conversa no Tumblr. Mas os fãs queriam mais. Quem foi o Jeff “Cara das Costeletas” e como era o seu tempo em no set de “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”. Eu dou à vocês as Perguntas e Respostas que todos nós estávamos à espera. Conheçam o Jeff, o “Cara das Costeletas” em entrevista exclusiva.

P: Fale pra gente sobre o seu verdadeiro trabalho que não aparece nas fotos com o incrível elenco “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”.

R: Meu trabalho de verdade é aparecer em fotos com o elenco! Bem, na verdade, muito do meu trabalho envolve o elenco e levá-los pronto para o ‘filme’. Eu sou o diretor-assistente que está no acampamento base, onde trailers dos atores, cabelo, maquiagem, fantasias e próteses estão todos estacionados. Este lugar é geralmente um pouco de distante do set de filmagens que estamos filmando. O que isto significa é que alguém tem que ser capaz de falar entre os dois mundos e levar informações nas mãos das pessoas que precisam delas. Essa é uma parte importante do meu trabalho, a comunicação entre set de filmagens e acampamento base e vice-versa. Sou um homem de logística. No lado mais “mundano”, eu também faço um monte de papelada, incluindo o preenchimento de folhas de tempo para todo o elenco.

P: Como é a sensação de ter se tornado uma celebridade entre os fãs de “Os Instrumentos Mortais”?
R:
Estou honrado que vocês tenham tido um interesse em mim e terem tentando alguns palpites tentando entender minhas costeletas. Falando nisso…

P: Qual foi sua inspiração para essas costeletas?
R:
Eu não diria que foi inspiração que as trouxeram. É realmente por necessidade. Eu tenho algum tipo de cabelo facial desde que eu tinha 12 anos. Eu já passei por cavanhaques, bigodes, barbichas, e muitos tamanhos diferentes de costeletas e formas. Eu não consigo dormir muito (geralmente entre 4 e 5 horas por noite) neste trabalho, então pra poupar tempo de me barbear, as costeletas são a solução….. menos pra cortar a grama. Eu também estou mantendo comprido porque ele é filme lobisomem.

P: O que você gosta trabalhando nesse set de filmagens?
R:
Primeiro e antes de tudo, eu amo trabalhar na comunidade de cinema de Toronto. Somos um pouco como uma grande família, cheio de força e personalidade. Eu também estou feliz de estar trabalhando com um elenco tão bom que Harald Zwart, Robert Kulzer, Don Carmody e Martin Moszkowicz trouxe para a família de Os Instrumentos Mortais.

P: Você já era fã dos livros de Cassandra Clare antes de trabalhar nas filmagens? Será que você tinha ideia da popularidade da série, antes de se envolver?
R:
Eu realmente não sabia nada sobre a série antes de começar este projeto. Eu sou mais um Jay McInerney, Isaac Asimov, Jim Thompson tipo de leitor. Antes de começar a trabalhar neste filme, um amigo meu me disse um pouco sobre os livros e eu estava mais interessado no projeto. Agora que eu vi o quanto os fãs adoram os livros e conheci Cassandra Clare, eu sei que vou ler pelo menos um dos livros em respeito, quando as filmagens estiverem encerradas.

P: Qual é a coisa mais desafiadora sobre seu trabalho?
R:
É mais ou menos se dividir entre duas coisas:
1) Coordenar todas as mudanças de cabelo, maquiagem, fantasias e próteses para as muitas cenas diferentes e algumas vezes de muitos membros do elenco.
2) Manter o elenco que come bastante (uma das coisas que realmente surpreenderia você) bem alimentado e feliz.

P: Qual é a coisa mais emocionante sobre o seu trabalho? Sobre este set de filmagens? E em qualquer outro set de filmagens?
R:
A coisa mais emocionante sobre o meu trabalho é ajudar de um jeito mínimo a alcançar seus objetivos artísticos. Eu já trabalhei em muitos set de filmagens por cerca de 15 anos e agora meu objetivo é geralmente o mesmo. Algumas produções são mais ambiciosas (leia-se: de baixo orçamento), por isso é um pouco mais difícil de alcançar um produto final de qualidade, mas nós normalmente chegar lá de alguma forma, apesar das restrições.

P: Que conselho você daria para qualquer pessoa interessada na indústria cinematográfica?
R:
Quando você pergunta sobre o conselho, eu estou supondo que você quer dizer para entrar na indústria de mídia. Então, tudo realmente depende do que você quer fazer o que na indústria. Se é dirigir e produzir, não há caminho claro. O que funciona para uma pessoa não funciona pra outra. Uma coisa que é um pouco consistente para se tornar um cineasta é estar constantemente estar fazendo suas próprias coisas. Nunca parar de fazer seus próprios projetos, se a sua paixão é dirigir e produzir. Também é útil trabalhar em set de filmagens em outras funções também (como trabalhar no departamento de câmera) para entender exatamente o que se acontece ao fazer um filme de grande vendagem como “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”.

P: O que você acha que os fãs ficariam surpresos em ouvir sobre a época das filmagens?
R:
É um ritmo muito mais rápido do que você pode ver de fora do set de filmagens. Nós geralmente movemos a câmera de lugar 20-50 vezes em um dia. Isto também significa que vamos mudar todas as luzes também. Também costumamos mudar as roupas os atores e cabelo e maquiagem cerca de 3-5 vezes em um dia também. Dependendo do que eles precisam parecer, este processo pode levar de 15 minutos até algumas horas para ser concluído.

P: Quando você primeiro soube de sua popularidade com os fãs e como você levou?
R:
Eu primeiro ouvi falar pela Senhorita (Lily) Collins no 3º ou 4º de filmagem. Eu estava um pouco confuso no início de por que os fãs estavam interessados em mim, mas depois fez um pouco mais de sentido quando eu percebi que estou mais próximo do elenco como qualquer fã gostaria de estar.

P: O que você quer dizer para os fãs de “Os Instrumentos Mortais?”
R:
Obrigada aos fãs por serem genuinamente legal e ter dado à nós cineastas a capacidade de fazer o filme que nós esperamos que vocês queiram ver.

E então, o que vocês acharam? Nunca tínhamos imaginado que se mudava tanto de locações por dia. E o Jeff é um amor, não é?

Fonte

Arquivado nas categorias: Entrevistas com as tags: .
Postado por:
Você pode gostar de ler também
25.03
Em uma nova entrevista para a Teen Vogue, Cassandra Clare falou sobre “Chain of Gold”, o 1º liv...
27.02
O site publishersweekly postou uma matéria que eles fizeram com Cassandra em especial para o lança...
20.03
Durante o evento que aconteceu em Londres da turnê “King and Queen”, com Cassandra Clare e Holl...
23.01
Cassandra Clare deu uma longa entrevista falando sobre o que podemos esperar de seus próximos livro...
17.01
Cassie deu uma entrevista ao Writer's Digest onde ela fala bastante sobre o processo de escrita dela...
27.11
Com o lançamento de "Queen of Air and Darkness" se aproximando, Cassie deu uma entrevista para ...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook