25.09

padrao_TDA

Como recentemente a Cassie fez um post explicando as semelhanças que a série The Last Hours (As Últimas Horas) terá com o livro Grandes Esperanças de Charles Dickens, uma fã perguntou à Cassie sobre as semelhanças entre The Dark Artifices (Os Artifícios das Trevas) e o poema Annabel Lee de Edgar Allan Poe, que ela já revelou que serviu de inspiração para a criação da série (clique aqui para acessar).

Confiram abaixo a tradução completa.

Oi, Cassie! Depois do post de ontem sobre The Last Hours e Grandes Esperanças (clique aqui para acessar), eu estava pensando se você poderia falar um pouco mais sobre The Dark Artifices, e como é parcialmente baseada no poema de Edgar Allan Poe, Annabel Lee. Eu não sei exatamente que perguntas fazer, já que há muitas coisas que você ainda não está preparada para nos contar, mas você poderia ao menos falar um pouco sobre o que são para você o “esqueleto” no poema, e quais partes você quis explorar na releitura? Eu sei que no caso do Jem, a morte na história original (Um Conto de Duas Cidades) não significou a sua morte na releitura (As Peças Infernais), mas a morte e o amor que continua vivo em um dos amantes são basicamente os pontos centrais de Annabel Lee. A maioria dos outros temas, como os personagens sendo amigos de infância em um reino à beira do mar, a existência de um amor que os anjos não olham de uma maneira boa, e a recusa de serem separados por anjos e demônios, são todos temas em que parece que combinam bem com o que acontece entre Jules e Emma. Mas isso não são as “roupas” ao invés dos “esqueletos”? Eu adoraria saber mais sobre a sua interpretação. Ou então você vai abordar isso de uma forma diferente de As Peças Infernais e The Last Hours, já que é “parcialmente baseada”, ao invés de ser uma “releitura”?

Fazendo uma pergunta completamente diferente, o Julian tem outras tendências autodestrutivas no lugar de seu vício por fumar, ou é só seu impulso por roer unhas (e um pouco de imprudência com seu próprio bem estar)? Não estou perguntando para saber quais são esses vícios, só gostaria de saber se existem algum.— tlgrande

Eu sempre amei Annabel Lee – tem uma grande parte de romanticismo. É bonito e sombrio de formas que eu espero reproduzir em Lady Midnight e nos outros livros de The Dark Artifices. O oceano, amor proibido, uma perda devastadora, a recusa de aceitar a morte, e amantes sendo forçados a ficarem separados são uma parte do “esqueleto” do poema que é compartilhado com The Dark Artifices.

Eu não posso entrar muito nos detalhes sobre as conexões, porque eu não quero dar spoilers, mas eu posso dizer um pouco sobre a relação entre as duas obras:

1. Os temas, ambientação, e atmosfera geral de The Dark Artifices são influenciados e inspirados pelo poema. Há aspectos do enredo que se relacionam com o poema, e há aspectos do enredo que não são nem um pouco relacionados. O som do oceano, o reino perto do mar, a tumba perto do mar, todas essas coisas são importantes em The Dark Artifices – a proximidade do oceano é de grande significância para os personagens e para a história. Há também problemas de amor proibido e perda devastadora em que… eu provavelmente não posso entrar em muitos detalhes ainda.

2. Como em Um Conto de Duas Cidades e As Peças Infernais, há uma conexão textual direta entre os dois. Os personagens de The Dark Artifices vão encontrar o poema. O Poema será importante para o enredo. O poema é algo real no livro, e nele é uma obra que os personagens pegam referência e discutem sobre.

3. Julian não se machuca fisicamente. Eu não tenho certeza se ele é imprudente, já que ele tem plena consciência de sua necessidade de estar perto de seus irmãos e irmãs. Mas ele é imprudente com sigo mesmo emocionalmente e mentalmente, e ele se machuca de maneiras que não são imediatamente visíveis.

O primeiro livro da trilogia The Dark Artifices, Lady Midnight (Senhora da Meia-Noite) será lançado em março de 2016, ainda sem previsão para o Brasil.
Os outros livros serão Lord of Shadows (Lorde das Sombras) e Queen of Air and Darkness (Rainha do Ar e das Trevas).
Os principais personagens dessa série foram introduzidos ainda em Os Instrumentos Mortais, principalmente Cidade do Fogo Celestial.

Postado por:
Você pode gostar de ler também
15.02
Atendendo a pedidos em seu tumblr, Cassandra Clare postou uma cena entre Julian e Emma em “Rainha ...
10.11
Em novas respostas em seu tumblr agora à tarde, Cassandra Clare falou sobre os personagens dos “A...
05.11
O Goodreads, a maior rede social literária do mundo, promove uma votação anualmente para premiar ...
30.10
Cassie respondeu várias perguntas em seu tumblr hoje, 30/10, durante o dia e a noite, onde ela fala...
28.10
Cassie respondeu algumas asks em seu tumblr onde ela falou sobre George Lovelace, sobre algumas cois...
22.09
Cassie enviou uma nova newsletter e nela nós vemos mais sobre a Graphic Novel de “Os Instrumentos...

Deixe seu comentário

2 comentários em “Cassie fala sobre as conexões entre Os Artifícios das Trevas e poema de Edgar Allan Poe”



  1. Joana D'arc disse:

    Quem é a lady midnight que é descrita? Pensara eu que fosse a Emma, até eu ver as linguagem das flores e a imagem dessa personagem, mas nada sei sobre a mesma! Ela por acaso apareceu em cidade do fogo celestial? Obrigada de antemão.

    1. Ana Cruz Heronchild disse:

      Gostaria de saber tbm, mas não tem nenhuma informação sobre ela. Não apareceu em CFG.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook