12.01

padrao_TID

Cassie respondeu uma fã sobre sentimentos de Tessa Gray por James Carstairs. Ela mencionou algumas partes da trilogia As Peças Infernais e explicou um pouco sobre o desenvolvimento dos sentimentos de Tessa por Jem. Confiram a tradução feita por nossa equipe:

Questão Jem/Tessa

Oi Cassie! Eu li “As Peças Infernais” há um mês e só recentemente terminei “Os Instrumentos Mortais”, e eu os amei!! Eu tenho uma pergunta sobre Tessa e Jem. Não estou dizendo que Tessa ama Will mais que Jem, mas quando Tessa realmente desenvolve sentimentos por Jem? Eu não vejo nenhum sinal dela pensando em Jem de uma maneira romântica até aquela cena em Príncipe Mecânico quando eles se beijam. – nialilac

Existem muitas maneiras diferentes de se apaixonar. Às vezes a pessoa apaixonada é consciente disso. Às vezes isso é algo inconsciente até o
momento da realização. Às vezes isso fica claro no texto. “Uau”, pensou Bob. “Tenho certeza que estou apaixonado”. Às vezes, o sentimento fica subentendido na maneira com que os personagens se comportam com relação um ao outro quando estão próximos e como eles pensam. Em gestos e olhares que não são platônicos – em reações físicas como sentir algo intenso quando alguém te toca. Em se preocupar com sua
aparência, se você está atraente, quando topa com ele de uma maneira inesperada. Em sentir prazer nas situações que requerem que vocês estejam próximos. Em sentir saudade quando vocês acabaram de se separar. Eu acho que podemos concordar que esses – todos juntos – são sinais que há algo além de interesse platônico. 
Usualmente não há só um momento quando os sentimentos são desenvolvidos – usualmente é um processo, e diferentes leitores podem interpretar isso de maneira diferente. Por exemplo, algumas pessoas viram Jem como um interesse romântico bem cedo:

Anjo Mecânico, página 114:
“- É melhor tomar um pouco de café da manhã antes – sugeriu Charlotte, empurrando o prato de bacon na direção dele. Jem se sentou e sorriu para Tessa do outro lado da mesa. – Ah, Jem, esta é a srta. Gray. Ela…
– Já nos conhecemos – disse Jem, baixinho, e Tessa sentiu uma onda de calor no rosto. Não pôde deixar de encará-lo enquanto ele pegava um
pedaço de pão e passava manteiga.”
Tessa enrubesce quando Jem diz que eles já se conhecem – e não consegue parar de encará-lo quando ele passa manteiga em seu pão, que não é a coisa mais fascinante do mundo. A menos que seja uma metáfora, como, “Eu passarei manteiga no seu pão”.

Alguns outros também pensaram algumas coisas sobre essa cena:


Anjo Mecânico, página 187:
“Ele acariciou a mão dela de maneira cuidadosa e reconfortantemente, e a olhou com os olhos prateados. A expressão não tinha
mudado com a transformação dela; ele a olhava como fazia antes, como se ainda fosse Tessa Gray.
– Você está viva – disse, com a voz tão suave que só ela escutou – Está com uma pele diferente, mas é Tessa, e está viva. Sabe como eu sei disso?
Balançou a cabeça.
– Porque disse a palavra “Deus” agora mesmo. Nenhum vampiro conseguiria dizer isso. – Apertou a mão dela. – Sua alma continua a mesma.
Ela fechou os olhos e ficou parada por um instante, concentrando-se na pressão da mão de Jem na sua própria, a pele morna contra a dela, gelada. Lentamente, o tremor que sacudia todo o seu corpo começou a diminuir; ela abriu os olhos e deu um sorriso pequeno e trêmulo para Jem.”

Jem consegue acalmá-la quando ninguém mais consegue. Ela percebe a cor de seus olhos, a maneira como ele acaricia suavemente a pele dela e aperta sua mão. Como ele é quente. Mas ela começa a desenvolver os sentimentos então? Bem, talvez, ou então pode ter sido mais pra frente.

Anjo Mecânico, página 281:
“Pareceu ter doído”
Tessa virou. Jem tinha vindo atrás dela no corredor, silencioso como um gato. Ele tinha mudado de suas roupas. Ele usava  calças escuras amarrado na cintura, e uma camisa branca apenas alguns tons mais claros do que a sua pele. Seu brilhante cabelo fino estava úmido, enrolando contra as têmporas e na parte de tras de seu pescoço.
“E doeu” Tessa embalou a mão contra o peito. A luva que ela usava tinha suavizado o golpe,  mas os nós dos dedos ainda doíam ….
Havia algo sobre a maneira como Jem olhou para ela, ela pensou. Como se ele pudesse ver dentro e através dela. mas nada dentro dela, nada que ele viu ou ouviu, poderia incomodar ou chateado ou desapontá-lo.

Ela percebe Jem fisicamente do jeito que ela nunca percebe alguém além do Will – a maneira como seus cachos de cabelo se curvam, o pescoço … Ele olha para ela como ninguém a olha. Ele pode vê-la, que é como nós muitas vezes descrevermos o amor: duas pessoas vendo o outro. Mas ela tem sentimentos por ele, então? Bem, ela sente claramente algo, mas poderia ser uma muito intensa e admirável amizade, onde você acha a outra pessoa relamente muito atraente. Esse tipo de amizade. Aquela em que eles são a única pessoa que vem procurando por você quando você está chateado…


Anjo Mecânico 306- 309
“Eu sei o que você está pensando.” A voz que vinha da porta atrás de Tessa era suave o suficiente para que ela pudesse quase ter sido parte do vento que sacudiu as folhas nos ramos da árvore.
Tessa virou. Jem estava no arco do portal, o branco da luz de bruxa atrás dele iluminando seu cabelo fazendo com que brilhasse como metal.

Tessa continua a notar de forma consistente até mesmo pequenos detalhes sobre como Jem parece.


Tessa deu uma risadinha. “Então, onde está? Este seu lugar favorito? “
Por um momento, Jem olhou pensativo. Em seguida, ele saltou para os seus pés, e estendeu a mão que não segurava a bengala. “Venha comigo, e eu vou te mostrar. “
“É longe?”
“Nem um pouco.” Ele sorriu. Ele tinha um sorriso encantador, Tessa pensou – e um contagiante. Ela não pôde deixar de sorrir de volta, pelo que parecia ser a primeira vez em muito tempo.
Tessa deixou-se ser puxada para seus pés. A mão de Jem estava quente e forte, surpreendentemente reconfortante. Ela olhou de volta para o Instituto uma vez, hesitou, e então se deixou puxar através do portão de ferro e saiu para as sombras da cidade.

E o seu sorriso encantador. Além disso, isso, que eles estavam fazendo, é flertar. A cena inteira é um longo flerte. Em seguida, eles vão para a ponte, e eles flertam um pouco mais.


Anjo Mecânico: 313-320:
“Se ele quisesse que eu soubesse, ele me dizia,” disse Jem. “Você perguntou
por que eu acho que ele me tolera um pouco mais do que outras pessoas. Eu imagino que seja precisamente porque eu nunca lhe perguntei porquê. “Ele sorriu para ela, ironicamente. O ar frio tinha chicoteado cor em suas bochechas, e seus olhos estavam brilhantes. Suas mãos estavam perto das do outro no parapeito. Por um momento breve, levemente confuso, Tessa pensou que ele poderia estar prestes a colocar a mão sobre a dela, mas seu olhar deslizou por ela e ele franziu a testa.

… Oh, quase! Eu não sei, eu não passo muito tempo me perguntando se meus amigos platônicos estão indo para me tocar. A menos que eles estejam com raiva de mim sobre algo e estejam ativamente me perseguindo ao redor da sala de estar com um rodinho.

Anjo Mecânico: 325:
Jem e Tessa atingiram os passos no final da ponte,
e Jem manteve um controlado aperto sobre a mão de Tessa subindo as escadas.Suas botas escorregaram na pedra úmida, e ele a pegou, sua bengala fazendo barulho desajeitadamente contra suas costas; ela sentiu o peito dele subir e descer contra a dela, com força, como se ele estivesse ofegante.

Ooh, o velho movimento de “escorregar e cair contra arfando o peito para que eles tenham de colocar seus braços em volta de você”. Funciona sempre.”

Anjo Mecânico 341-342:
“Você disse que a droga significava uma morte lenta,” Tessa disse. “Então você quer dizer que a droga está lhe matando?”
Jem assentiu, mechas de cabelo brilhante caindo por sobre sua testa. Tessa sentiu seu coração saltar uma batida dolorosa. “
“Bem, eu não quero que você morra,” Tessa disse. “Eu não sei por que sinto isso tão fortemente—acabei de conhecer você—mas não quero que você morra.”
“E eu confio em você,” ele disse. “Eu não sei por que—acabei de conhecer você— mas eu confio.” As mãos dele não estavam mais agarrando o travesseiro, e sim descansando espalmadas e paradas na superfície franjada. Elas eram mãos magras, as articulações um pouco grandes demais para o resto delas, os dedos afunilados e delgados, uma grossa cicatriz branca correndo pela parte de trás de seu polegar direito. Tessa queria deslizar sua mão por cima da dele, queria segurar a dele fortemente e confortá-lo—

Normalmente quando um personagem tem reais sentimentos fortes por outro personagem, mas não entende porque eles são tão fortes, ou a natureza deles, isso é o indicador de que algo profundo está acontecendo. Eu não acho que Tessa desenvolveu sentimentos fortes por Jem nessa cena, mas eu acho que isso demonstra que eles vão se desenvolver. Novamente, fica atraída por ele fisicamente e quer tocá-lo.

Anjo Mecânico página 343:
Jem deu a ela um olhar saudoso. “Você precisa ir? Eu estava realmente esperando que você ficasse e fosse um anjo auxiliador, mas se você precisa ir, você precisa.”
“Eu ficarei,” Will disse um pouco atravessadamente, e se jogou na poltrona que Tessa havia acabado de esvaziar. “Eu posso ministrar angelicamente.”
“Não muito convincentemente. E você não é tão bonito de se olhar quanto Tessa,” Jem disse, fechando os olhos enquanto se encostava contra o travesseiro.

Jem acha Tessa bonita! Ele flerta! E não de um jeito ruim, tampouco. Encantador.

Anjo Mecânico página 359:
, ela sentiu uma mão em seu braço, um toque tão leve que ela quase poderia não ter notado. Era Jem. “Espere,” ele disse. “Apenas um momento.”
Ela se virou para olhar para ele. Pela porta aberta ela podia ouvir um murmúrio de vozes—o barítono amigável de Henry, o falsete ansioso de Jessamine aumentando quando ela disse o nome de Nate. “O que é?”
Ele hesitou. A mão dele no braço dela estava fria; seus dedos pareciam como finas hastes de vidro contra a pele dela. Ela se perguntou se a pele sobre os ossos das bochechas dele, onde ele estava corado e febril, seria mais quente ao toque.
“Mas minha irmã—” A voz de Nate flutuou no corredor, soando ansiosa. “Ela irá se juntar a nós? Onde ela está?”
“Esqueça. Não é nada.” Com um sorriso tranquilizador, Jem deixou a mão cair. Tessa imaginou, mas se virou e foi para a sala de estar, Jem atrás dela.

Outra razão para Nate ser odioso. Interrompendo apenas o momento que Tessa está pensando o que as mãos do Jem nela a faz sentir, e como seria se ela acariciasse seu rosto. Você sabe, como você pensa sobre pessoas que você não tem sentimentos platônicos. 😛

Anjo Mecânico página 390-391:
Foi Jem que fugiu e subiu as escadas correndo até ela. Quando ele a alcançou, ela viu que ele tinha uma cor forte no rosto, e seus olhos estavam brilhantes e quentes. Ela se perguntou quanto da droga Will o havia deixado tomar, para que ele estivesse preparado para lutar.
“Tessa—” ele disse.
“Eu não queria dizer adeus,” ela disse rapidamente. “Mas—parece estranho deixá- los partir sem dizer nada.”
Ele olhou para ela curiosamente. Ele fez algo que a surpreendeu então, e pegou a mão dela, virando-a. Ela baixou o olhar para ela, para suas unhas roídas, os arranhões ainda cicatrizando nas costas dos dedos.
Ele beijou as costas da mão dela, apenas um leve toque de sua boca, e seu cabelo— macio e leve como seda—roçou o pulso dela quando ele baixou a cabeça. Ela sentiu um choque passar por ela, forte o suficiente para surpreendê-la, e ela ficou sem fala enquanto ele se levantava, sua boca se curvando em um sorriso.
“Mizpah,” ele disse.
Ela piscou para ele, um pouco atordoada. “O quê?”
“Um tipo de adeus sem dizer adeus,” ele disse. “É uma referência a uma passagem da Bíblia. ‘E Mizpah, porquanto disse: Atente o Senhor entre mim e ti, quando estivermos apartados um do outro.’”

Anéis e broches Mizpah eram trocados por casais na era Vitoriana. Era um jeito de dizer “Eu te amo, pense em mim” quando eles estiverem separados. Isso não era algo que se dá a amigos. Mas mesmo permitido, o conhecimento é esotérico, o beijo na mão, o deslizar de seu cabelo sobre a pele dela, o choque físico que passa por ela quando ele a toca — nada disso é uma reação platônica.

Anjo Mecânico 467-472

“Will é… difícil,” Jem disse. “Mas família é difícil. Se eu não achasse que o Instituto fosse o melhor lugar para você, Tessa, eu não diria que era. E pode-se construir a própria família. Eu sei que você sente desumana, e como se você estivesse separada, longe da vida e do amor, mas…” Sua voz falhou um pouco, a primeira vez que Tessa o tinha ouvido soar inseguro. Ele limpou a garganta. “Eu prometo a você, o homem certo não se importará.”

Eu gostaria de saber quem poderia ser?

Príncipe Mecânico 7-8

“Oh, sim. Ele realmente se parece exatamente como eu imaginava,” Tessa disse, e virou-se para sorrir para o rapaz que estava ao seu lado. Ele ajudou-a sobre uma poça, e sua mão descansou educadamente em seu braço, logo acima da dobra do cotovelo.
James Carstairs sorriu para ela, elegante em seu terno escuro, seu cabelo prata era chicoteado pelo vento.
Jem está sendo um cavalheiro Vitoriano aqui, ajudando Tessa passar pela poça. Tecnicamente ele deveria fazer isso por qualquer dama, mas….
“Vou contar isso como uma bênção” disse Jem.
“Eu estava começando a me preocupar, você sabe, que tudo o que você encontrasse em Londres estivesse se encaminhando para ser uma decepção.”
Um desapontamento. O irmão de Tessa, Nate, já havia prometido a ela tudo em Londres, um novo começo, um lugar maravilhoso para se viver, uma cidade de grandes edifícios e parques lindos. O que Tessa tinha encontrado em lugar foi terror, traição e perigo além de qualquer coisa que ela pudesse ter imaginado. E ainda. . .
“Nem tudo tem sido. “ Ela sorriu para Jem.
“Fico feliz em ouvir isso.” Seu tom era sério, não provocando.

Se ele flertasse assim com qualquer mulher, ele seria condenado a ser considerado um gigolô, salafrário e desonesto. Na era vitoriana, era como cair de joelhos em público e criar uma arena.

9-10
Ela olhou para ele, e sentiu-se corar.
“Eu não posso explicar isso. É como estar entre amigos, estar entre esses nomes. Bobo, eu sei. . .”
“Não bobo em tudo.”
Ela sorriu para ele.
“Como é que você sabe exatamente o que eu gostaria de ver?”
“Como eu não poderia?” disse. “Quando eu penso em você, e você não está lá, eu vejo você em minha mente sempre com um livro na mão.” Ele olhou para longe quando ele disse isso, mas não antes que ela pegasse o leve rubor em suas bochechas. Ele era tão pálido, ele nunca poderia esconder mesmo o menor blush, ela pensou e ficou surpresa como o pensamento carinhoso.

Então, Jem diz a Tessa que ele pensa sobre ela — pensa muito nela — e pensar nela o faz corar. Algo me diz que ele não está realmente pensando nela lendo. Ou pelo menos, isso provavelmente não é só o que ela está fazendo. Na verdade, os dois estão corando. Eles estão ali, corando um para o outro, enquanto Tessa exclama maravilhada que Jem a conhece tão bem. Mais uma vez, eu acho que isso é parte do desenvolvimento de seus sentimentos – o maior contexto da cena discute todos os lugares que eles estiveram juntos, tudo o que viram, as coisas Jem tem feito para animá-la – mas já há um desenvolvimento de sentimentos ali.

Principe Mecanico 35-36:

“Vem.” Jem a pegou pelo braço levemente. Um cavalheiro não iria normalmente tocar uma senhora em público, mas aqui no Instituto do Caçadores de Sombras estavam mais familiarizados uns com os outros do que eram os mundanos lá fora. Quando ela se virou para olhar para ele, ele sorriu para ela. Jem colocou toda a sua força em cada sorriso, de modo que ele parecia estar sorrindo com seus olhos, seu coração, todo o seu ser.

Príncipe Mecânico 35-36:46:

“Eu sei o que Jessie vai dizer. Ela vai dizer a única coisa em que ela precisa de ajuda para se livrar é de pretendentes bonitos.”
“Ela não precisaria de ajuda para se livrar de pretendentes não bonitos?”
“Não se eles forem mundanos.” Tessa sorriu. “Ela prefere um mundano feio do que um Caçador de Sombras bonito.”
“Isso me coloca fora da competição, né?” disse Jem com uma cara de desgosto de mentira, e Tessa riu novamente.
“Isso é bem mal,” disse ela. “Alguém tão bonita quanto Jessamine deve ter que escolher, mas ela é tão determinada que um Caçador de Sombras não vai—”
“Você é muito mais bonita”, disse Jem.

Flertes, flertes, flertes. Quero dizer, eu acho que dizer a uma amiga o quão bonita elas são de um jeito puramente platonico não é possível, mas isso é um trecho real, e teria sido ainda mais estranho na era vitoriana. Adicione a isso todo o rubor e isso seria um comportamento bem estranho pra um “amigo”. Nós podemos ver como Jem se comporta com suas amigas — Sophie, Charlotte — e não é desse jeito.

Os sentimentos de Jem pela Tessa são muito mais claramente delineados do que os dela pode ele, principalmente porque ela está em negação. Jem, por outro lado, não. Toda vez que ele aparece, ele tem pequenos desenhos de coração em seus olhos. Embora eu ache que a pergunta seja sobre os sentimentos de Tessa, podemos levar em consideração que os de Jem são óbvios. A essa altura os de Tessa são bem óbvios também.


Príncipe Mecânico 51-52:

Sophie deu um pequeno grito de surpresa e se apoiou enquanto uma das cordas penduradas começaram a balançar e uma forma escura apareceu sobre suas cabeças. Era Jem, escalando para baixo com a agilidade graciosa de um pássaro. Ele pousou levemente na frente delas, e sorriu. “Me desculpe. Eu não queria assustá-las.” Ele estava vestido com engrenagens também, embora, ao invés de uma túnica, ele usava uma camisa que batia só até a cintura. Uma única alça de couro atravessava o seu peito, e o punho de uma espada projetava por trás de um ombro. A escuridão das engrenagens fez a pele dele parecer ainda mais pálida, seus olhos e cabelos mais pratas do que nunca.

Ele estava bonito. Tessa notou, e…


Seus olhos se encontraram, e em outro momento de comunicação sem palavras, Tessa ouviu o que eles estava realmente dizendo: Eu não estou bem o suficiente, muitas vezes o suficiente para treiná-la de forma confiável. Sua garganta doía de repente, e ela trancou os olhos com Jem, esperando que ele pudesse ler sua simpatia silenciosa neles. Ela não queria desviar o olhar, e viu-se perguntando se a forma como puxou seu cabelo pra trás, prendendo-o com cuidado em um coque do qual não havia fios soltos escapou, parecia terrivelmente pouco lisonjeira.

Tessa se preocupa se ela está bonita na frente de Jem, que está muito bonito. Seus sentimentos estão começando a realmente empurrar contra a base da negação que ela construiu. Ela não consegue parar de olhar para ele. Se ela realmente pensou sobre por que ela estava se preocupando como aparentava na frente de Jem… Bem, ela certamente não se sente assim na frente de Gabriel ou Gideon.


Príncipa Mecânico 59:

“Há uma pomada que os Irmãos do Silêncio fazem, para dores musculares. Bata na porta do meu quarto antes de ir dormir, e eu vou dar-lhe um pouco. “Tessa corou ligeiramente, em seguida, perguntou por que ela tinha corado. Os Caçadores de Sombras tinham suas formas estranhas. Ela tinha estado no quarto de Jem antes, até mesmo a sós com ele, até mesmo sozinha com ele em seu pijama, e nenhum alvoroço tinha sido feito sobre isso. Tudo o que ele estava fazendo agora era oferecer a ela um pouco de remédio, e ainda assim ela podia sentir o calor subir em seu rosto — e ele parecia vê-lo, e corou também, a cor muito visível contra sua pele pálida.

Neste ponto, os sentimentos estão lá. Eles estão desenvolvidos. Esta é a tensão, do tipo sexual – Jem mencionou algo sobre os músculos doloridos e pomada, e Tessa se transformou na cor de um tomate e está pirando. Mais uma vez, eles estão lá, corando um para o outro. Este é o problema quando todos os envolvidos são tímidos. No entanto, se este fosse um livro sem Will nele, ninguém sequer consideraria qualquer possibilidade exceto que este era um livro sobre como Tessa e Jem estão se apaixonando.


Príncipe Mecânico 99: “Vamos entrar, minha noiva?” Jem disse baixinho no ouvido dela. Ela podia sentir o riso nele, vibrando através de seus ossos, comunicando-se com ela. Ela quase sorriu. “Vamos desafiar o leão no seu covil juntos.”

Isso é Jem se divertindo muito com o seu falso casamento. E isso é Tessa não se importando.


135:
Jem parecia não doente, mas muito cansado, apesar de que sua exaustão só serviu para apontar a delicadeza de seus traços. Sua beleza não brilhava como Will fez em cores ferozes e fogo reprimido, mas isso teve sua própria perfeição silenciada, a beleza da neve caindo contra um céu cinza-prata. “O seu anel!” Ela começou de repente enquanto ela se lembrava de que ela ainda estava usando. Ela colocou o botão de volta em seu bolso, então alcançou para tirar o anel Carstairs de sua mão. “Eu tinha a intenção de devolver-lhe à você mais cedo”, disse ela, colocando a tiara prateada na palma da mão. “Eu esqueci …” Ele fechou os dedos em torno dela. Apesar de seus pensamentos de neve e um céu cinzento, sua mão estava surpreendentemente quente. “Está tudo bem”, disse ele em voz baixa. “Eu gosto do jeito que ele fica em você.” Ela sentiu o rosto quente. Antes que ela pudesse responder, o apito do trem soou.

Jem está fazendo Tessa corar tanto que é de se admirar que ela não invista em uma máscara prática. Jem tem, reconhecidamente, um tipo de flerte mais sutil que Will, mas “Eu gosto da forma como meu anel de casamento fica em você” é bem evidente. E Tessa com certeza tem muitos pensamentos sobre o quão bonito ele é.


Príncipe Mecânico 165-166:
Tessa olhou em volta, prestes a dizer algo para o garoto com os braços em volta dela, e parou. Ela tinha esquecido que era Gabriel ao seu lado, não Jem. Ela tinha se acostumado tanto com a presença de Jem, a facilidade com que ela pudia conversar com ele, no conforto da sua mão em seu braço quando caminhavam, o fato de que ele era a única pessoa no mundo que agora ela sentiu que poderia dizer absolutamente nada. Ela percebeu, com surpresa, que embora tivesse acabado de vê-lo no café da manhã, ela sentia falta dele, o quase parecia como uma dor interior. Ela estava tão obcecada por essa mistura de sentimentos — com saudades de Jem, e um sentimento de protecionismo apaixonado sobre Sophie — que seu próximo lançamento alcançou vários metros, voando pela cabeça de Gideon e saltando para fora da janela.

Gabriel tem seus braços em torno de Tessa, mas ela está imaginando alguém mais está abraçando ela. Jem. Jem, a única pessoa no mundo que ela pode dizer qualquer coisa. Ela só o viu no café da manhã, e ela sente falta dele. Aparentemente, é muito doloroso esperar o almoço. Eles devem considera tomar um segundo café da manhã, como hobbits.
Ai de mim, pobre Gideon sofre com as agonias do amor dela, que quase teve uma flecha em sua cabeça. É difícil ser um Lightverme.

Príncipe Mecânico 175-176:

“Eu devo ir.”
“Você não quer dizer “nós”? Você não estava pensando em ir à procura de Will sem
mim, não é?” Ela perguntou maliciosamente, e quando ele não disse nada, ela disse:
“Essa carta foi dirigida a mim, James. Eu não tinha que mostrar isso para você.”
Ele meio que fechou os olhos por um momento, e quando os abriu, ele estava sorrindo torto.
“James,” disse ele. “Normalmente só Will me chama assim.”
“Eu sinto muito.”
“Não. Não sinta. Eu gosto do som dele em seus lábios.”
Lábios. Havia algo estranho, delicadamente indelicado nesta palavra, como um beijo
em si. Ele parecia pairar no ar entre eles, enquanto ele tanto hesitou. Mas é Jem, Tessa pensou em confusão. Jem.

Esta é uma daquelas cenas em que o leitor sabe mais do que o narrador: neste caso, Tessa. Jem só tem de dizer a palavra “lábios” e que ele e Tessa desmoronam em tormentos de desejos socialmente desajeitados. Tessa pode estar pensando: “O que? Mas é Jem! “, Mas tudo o que ela pensava, sentia e fez indicava que Mas é Jem de um jeito que está prestes a tornar-se Sim, Jem, sim.

Príncipe Mecânico 180-181:
“Na verdade, ela disse. – Isso não é nenhum mistério, não é? Will faria qualquer coisa por você.
– Eu não tenho certeza se eu faria isso também. O tom de Jem foi irônico.
– Claro que você faria, disse Tessa. – Qualquer um faria. Você é tão gentil e tão bom.
Ela parou, mas os olhos de Jem já tinham alargado. Ele pareceu surpreso, como se ele não nunca tivesse escutado tal elogio, mas com certeza ele deve ter, Tessa pensou na confusão. Certamente todos que te conhece sabem a sorte que têem. Ela sentiu o rosto começar a esquentar novamente, e se amaldiçoou. O que estava acontecendo?”

Corar, corar, flerte, flerte.

Príncipe Mecânico 187:
“Diga alguma coisa em mandarim, disse Tessa com um sorriso. Jem disse algo
rapidamente, que soava como um monte de vogais e consoantes executadas juntas, sua voz subindo e descendo melodicamente: “Ni hen piao liang.”
– O que você disse?
– Eu disse que o seu cabelo está se desfazendo. “Aqui “, disse ele, e estendeu a mão e colocou uma onda que escapou atrás da orelha. Tessa sentiu o derramamento de sangue quente até suas bochechas, e estava feliz com a penumbra do carro.
– Você tem que ter cuidado com isso, disse ele, pegando suas mãos lentamente, seus dedos demorando contra sua bochecha. – Você não quer dar a oportunidade do inimigo de te agarrar.”

Toques, corando, paquera, frases sensuais em mandarim. Jem apenas disse a ela que ela era bonita, e, enquanto ela não sabe, ela sabe. Há, claro, um pouco mais após a cena em que eles ficam juntos, mas eu disse a mim mesma que eu parar por aí.
Eu não poderia dizer qual dessas cenas – e eu deixei um monte de outras para fora – é aquela em que Tessa se apaixona. De certa forma eu acho que é totalmente aberto para o leitor escolher qual delas eles querem que ela seja. Acho que ao invés de ser um relâmpago, este é o tipo de amor que é como uma tempestade de recolhimento. Tessa começa a conhecer Jem, a se preocupar com ele, a respeitá-lo, a valorizar-lo como um amigo, então a valorizar-lo como seu melhor amigo, e paralelamente a isso, ela percebe que ele é bonito, e, em seguida, que a beleza deixa de ser abstrato e torna-se algo que fisicamente e imediatamente afeta ela. Ela fica mexida e atraída. Ela quer, ela deseja. É por isso que a cena em que eles finalmente ficam juntos é um pouco explosiva e repentina: é o acúmulo de um monte de desejo reprimido que temos visto crescer em ambos os lados para muitas centenas de páginas. Quero dizer, é por isso que foi divertido para mim escrever, de qualquer maneira. 🙂

Fonte

Arquivado nas categorias: As Peças Infernais , Cassandra Clare com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
02.09
Cassie deu uma entrevista para o site booktopia, respondendo 10 perguntas que eles fizeram pra ela! ...
17.08
Cassie anunciou hoje em seu twitter que estará no festival internacional do livro de Edimburgo, no ...
01.07
Conforme anunciado em sua newletter (leia clicando AQUI), Cassandra Clare revelou a capa de “Chain...
25.05
A live de Cassandra Clare aconteceu hoje e foi um sucesso: mais de 1.900 pessoas assistindo simultan...
25.05
A pré-venda do box da trilogia “As Peças Infernais”, com as novas capas e lombada que formam u...
20.05
A Editora Galera Record anunciou que fará uma live em seu Instagram na próxima segunda-feira, dia ...

Deixe seu comentário

1 thought on “Cassandra Clare responde questão de Tessa e Jem”



  1. brenda disse:

    ♥♥♥♥♥





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook