11.12
padrao_cassie

Questionada por uma fã sobre as diferenças entre os laços parabatai de Will e Jem com o de Jace e Alec, Cassie aproveitou a deixa e escreveu um pequeno texto em seu Tumblr sobre a amizade dos dois “quase-irmãos”, explicando o porquê das diferenças entre eles. Além disso, ela postou um pequeno trecho, escrito por Sarah Rees Brennan, de um universo alternativo de As Peças Infernais, confiram traduzido pela nossa equipe abaixo:

Jace e Alec
alexander-lightworm disse: Oi, Cassie! Eu tenho uma pergunta sobre Jace e Alec – Jace sempre foi tão absorto aos sentimentos de Alec (não necessariamente algum relacionado a ele) ou houve um tempo antes de Clary/Magnus/O Fim do Mundo como conhecemos quando eles foram mais próximos? Eu sei que eles /são/ próximos, mas eu observo as amizades entre Clary e Simon, Will e Jem, e sem aquelas cenas tocantes que eu conheço bem, nem parece que eles são amigos/parabatai/irmãos.”

Comparada com o laço entre Jem e Will, a amizade de Jace e Alec pode parecer algo completamente diferente, ou algo sem comparação. (Apesar de que no quesito de ser absorto, Jem nunca percebeu que Will estava apaixonado por Tessa, e Will nunca percebeu que Jem estava apaixonado por Tessa, uma desatenção fatal que cria um triângulo amoroso inteiro. O que não é algo que já aconteceu com Jace e Alec.) **

O fato é que, Jace e Alec possuem uma amizade completamente normal, e um laço parabatai completamente normal. Você diz “Sem algumas cenas tocantes, e sem saber direito, eu não pensaria que eles eram amigos”, mas você possui as cenas tocantes, e você sabe direito. Você parece estar dizendo que se grandes partes dos livros, como todas as cenas de interação entre Jace e Alec, todas as cenas em que eles se mostram importar um pelo outro, e todas as cenas onde eles mostram e evidenciam essa importância, fossem removidas, não pareceria que eles são amigos. Não posso fazer nada senão concordar, mas é exatamente por isso que as cenas estão lá… E se os livros não as tivessem, seriam livros completamente diferentes.

O problema, eu acho às vezes, em ter um personagem se desculpando por alguma coisa (no caso de Jace, em Cidade do Fogo Celestial, se desculpando por ser insuficiente ao se importar com os sentimentos de Alec quando Magnus foi sequestrado) é que a maioria das vezes os leitores pegam como sinal de Culpabilidade Total. Por exemplo, Jace se desculpou, então ele deve ser irrevogavelmente o errado. Ele não estava apenas se desculpando pelo esquecimento em uma situação a parte, ele estava se desculpando por ser um terrível não amigo sempre.

O ponto é, isso não é como os relacionamentos humanos funcionam – onde há usualmente uma falta em ambos os lados e os relacionamentos são moldados nas falhas individuais de cada um. Jace devia ter se desculpado? Sim! Ele possui uma série de outras coisas acontecendo em Cidade do Fogo Celestial, que pode o ter distraído, como estar com o fogo, que pode ser seu fator de desculpas? Sim! Ele e Alec não são amigos? Isso seria estranho, dadas as coisas que eles fizeram um pelo outro. Jace desmorona quando Alec é ferido em Cidade dos Ossos, Alec desafia a Clave para ajudar Jace a escapar em Cidade das Cinzas. E, em Cidade de Vidro, Jace prova o quão não esquecido ele é por (rudemente, mas eu acho que ele estava tentando passar por cima) apontar para Alec, que Alec estava apaixonado por Magnus. Jace não é só absorto, ele só conhece Alec melhor em determinadas ocasiões do que o próprio Alec se conhece.

Jace olhou para ele firmemente. “O que há entre você e Magnus Bane?”
A cabeça de Alec recuou para trás. “Eu não – não há nada –“
“Eu não sou estúpido.” (Cidade de Vidro).

Depois Jace continua contando em detalhes o que está acontecendo com ele. E ele está certo. Então não é como se Jace fosse uma vez próximo de Alec e subitamente tivesse parado de prestar atenção em seus sentimentos. Ele sempre prestou atenção em como Alec estava se sentindo, e continua prestando após a aparição de Clary. Ele sabia que Alec era gay muito antes de Alec contar a ele. Foi algo que ele observou em Alec e não comentou com ele até que Alec tivesse um namorado, em respeito aos seus sentimentos, mas ele obviamente sabia disso, e diz a Clary em Cidade das Cinzas.

Clary e Simon são amigos com uma proximidade normal. Will e Jem possuem uma história desesperadamente próxima tecida pelo fato de que eles literalmente não tiveram ninguém mais além de um ao outro por anos, e Will pensa que ele não pode se importar com ninguém, e Jem acha salvar Will é a única coisa que faria sua vida ter um significado antes de morrer. É verdade que Jace não descreveria Alec como “seu grande pecado” mas – ele não acha que está sob uma maldição.

De fato, Jace é alguém que está explicitamente lidando com trauma e é afastado dos outros: é claro que até seus relacionamentos amorosos são diferentes dos das outras pessoas. Humanos são diferentes e possuem relacionamentos diferentes. Eu acho que não é uma boa ideia compará-los – Eu acho que não há comparação entre Will e Jem; Jace e Alec, nunca houve uma dúvida de que eles fossem próximos, amigos próximos.

** Eu também compartilhei isso com Sarah Rees Brennan em uma discussão sobre o que o pedido de desculpas de um personagem significa na estrutura da história, e ela foi atacada por uma visão alternativa de As Peças Infernais, na qual Jace, romanticamente astuto, corta todo o negócio de triângulo amoroso pela raiz. Ela escreveu isso:

JACE: Ah, não, Alec, eu adivinhei através de um meticuloso exame do seu comportamento recente, escoltando sagazmente o senhor Magnus Bane em cada canto de Londres, que você está ENAMORADO por ele.
ALEC: Er…
JACE: Péssimas notícias, querido amigo! Nesse século eu sou bissexual e eu também adoro aquele templo bem-vestido!
ALEC: Oh? ):
JACE: Companheiro, estamos em um triângulo amoroso. Um dia obscuro para os mais corajosos e atraentes times de Caçadores de Sombra.
JACE: Bom, não há nada a ser feito além de visitar o senhor Bane em sua residência e colocar a escolha em sua frente.
ALEC: Sinto que isso não será bom para mim.
JACE: É verdade que eu sou uma lâmina arrojada e bastante admirada por todos. Eu lamento sua rejeição iminente como pretendente, meu amigo.
MAGNUS: EU ESCOLHO ALEC.
ALEC: Eu estou paralisado pela minha boa sorte, como se tivesse sido estapeado na cara com um salmão de alegria!
JACE: Eu estou de coração partido e de certo modo surpreso, mas eu serei forte! Como um verdadeiro guerreiro eu irei encaminhar todo o meu desapontamento em forma de amor para o meu trabalho: derrotar a ameaça demoníaca mecânica rápida e inteligente.”

Hm. Jace e Alec em roupas vitorianas, não é uma má ideia…

Fonte

Postado por:
Você pode gostar de ler também
01.07
Conforme anunciado em sua newletter (leia clicando AQUI), Cassandra Clare revelou a capa de “Chain...
25.05
A live de Cassandra Clare aconteceu hoje e foi um sucesso: mais de 1.900 pessoas assistindo simultan...
25.05
A pré-venda do box da trilogia “As Peças Infernais”, com as novas capas e lombada que formam u...
20.05
A Editora Galera Record anunciou que fará uma live em seu Instagram na próxima segunda-feira, dia ...
13.05
Em uma resposta longa sobre uma pergunta sobre como se deve construir um mundo, já como construiu o...
06.05
Pegando todos de surpresa, o site The Cinema Spot postou com exclusividade que a trilogia “As Peç...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook