24.04

padrao_willtessa

Agora a pouco, Cassandra Clare usou seu tumblr para responder suas perguntas sobre um possível filme de “As Peças Infernais”. Ela falou sobre sua ideia de adaptações literárias, sobre a dinâmica Will-Tessa-Jem e até mesmo sobre o que ela gostaria de ver na tela, sem nunca deixar de dar sua opinião honesta.

Confira a seguir:

Olá Cassie, tem havido um monte de drama no fandom a respeito do filme de “As Peças Infernais”. Embora eu concorde que “Os Instrumentos Mortais” é mais ação do que romance, portanto, o tornando mais atraente para o público, os pontos principais de “As Peças Infernais” são o poder das palavras… O que fez você aceitar um potencial filme? Você acha que um filme de duas horas que você vai fazer justiça aos personagens? – dumbledors

Oi, Cassie! (Posso te chamar assim?) Então, eu ouvi que “As Peças Infernais” já tem uma roteirista e está atualmente à procura de um diretor. Eu espero que eles não bagunçem a dinâmica Will-Tessa-Jem. A série não é sobre o triângulo amoroso. Eu também espero fervorosamente que eles estraguem o elenco e que eles sejam capazes de retratar Tessa como a garota forte, uma nova garota corajosa que ela realmente é. Ela é minha personagem favorita feminina absoluta, junto com Hermione Granger. Isso é tudo, eu estou esperando seus próximos livros! Eu te amo! — iamflameandiamfire

Houve drama? Eu perdi. Ah bem. Uma coisa a ter em mente é que nenhum filme está sendo feito até que as câmeras estejam filmando, por isso é cedo para surtar. Espere até que alguém realmente seja escalado, pelo menos. 🙂

O que me fez aceitar um potencial filme? Eu acho que: Eu gosto de filmes. Eu não acho que filme é menos arte do que os livros. Apenas uma arte diferente. Eu não acho que adaptações de livros para o cinema estão condenadas a serem ruins. Eu acho que muitas delas são boas. Acho que “O Senhor dos Anéis” foi bom. Eu acho que “Psicose” e “Tubarão” e “O Iluminado” e “Apocalypse Now” e “Desejo e Reparação” e “Laranja Mecânica” e “Los Angeles – Cidade Proibida” e mais um milhão que eu poderia citar são bons filmes.

Acho que as pessoas dizem que os filmes arruínam livros, muito por duas razões: Muitas adaptações de livros são ruins. Não é fácil adaptar um livro. Não é fácil traduzir o que acontece em uma página para um meio visual. E as coisas que são difíceis de fazer são muitas vezes mal feitas. E em segundo lugar, um monte de vezes as pessoas simplesmente classificam um filme por quanto ele diverge do livro. Mas todos os filmes vão divergir dos livros que são baseados. Eles têm. A questão é se eles divergem de formas inteligentes (como, eu acho, “Senhor dos Anéis” fez, escalando Elijah Wood como Frodo. Frodo é suposto ter cinquenta anos. Elijah Wood tinha dezenove anos. Mas, como um símbolo visual de inocência corrompida, alguém com 19 anos de idade funcionou muito melhor. Nos livros, os hobbits têm um espírito jovem. Na tela você tem que escalar as pessoas que realmente aparentam serem jovens ou o que você vai acabar com o que se parece com um monte de pessoas de meia idade pulando perturbadoramente) ou em formas que pioraram a história. E a única maneira de saber é assistir o filme todo.

Olha, eu também espero ardentemente que se fizerem um filme de “As Peças Infernais”, eles não baguncem o elenco, e que eles entendam com precisão a dinâmica dos personagens certo, e que o amor a leitura dos personagens sejam preservada, e que Tessa seja retratada como a inteligente, forte, corajosa, garota que é. Eu adoraria ver os autômatos em uma tela. Se os atores certos forem escolhidos, eu adoraria ver Tessa, Jem e Will. Eu acho que o diretor certo poderia fazer cenas surpreendentes de coisas como a visita de Will ao cemitério, e a festa vampírica, e a luta na Ponte Blackfriars. Uma das alegrias do filme é ser transportado para lugares que você nunca pode ir, como a Londres vitoriana.

A química do diretor certo, os atores certos, o roteiro certo, é muito difícil de conseguir. Mas isso não significa que não vale a pena tentar. E não há uma maneira de se tentar fazer um bom filme sem o risco de ter um ruim. Simplesmente não há. Há muitos fatores em jogo.

E, no final, um filme ruim é apenas um filme ruim. Um filme ruim não muda o que está dentro de um livro. Não faz o livro pior. Não faz mal a carreira do escritor. (Talvez a única vantagem do fato de que os escritores realmente não tem muito a dizer sobre a forma como adaptações de seus filmes vão, em geral, é que, correspondentemente, até mesmo um filme que seja enorme bomba é irrelevante para a sua carreira. Ele simplesmente é. Não é você que você está arriscando quando fazem um filme de seus livros, e não o seu dinheiro, e não a sua reputação, e não são as suas vendas. É uma chatice se ele não vai bem, mas é só isso). Mas um bom filme – um bom filme é uma coisa maravilhosa. Isso significa que seus personagens ganham vida na tela para você, para todos. Ele traz milhares, milhões mesmo, de leitores para seus livros que de outra forma não os teriam conhecido. E os escritores querem serem lidos.

E, de fato, enquanto “As Peças Infernais” é mais sobre o drama dos personagens do que “O mundo vai explodir?”, drama que 1) tem muita ação e 2) não é exatamente um livro melhor do que “Grandes Esperanças”, “Jane Eyre”, “Razão e Sensibilidade”, ou qualquer de outras dezenas de livros que foram adaptados para filmes muito bons. Acho que se eu pegasse o caminho de que meus livros são bons demais para serem filmes, eu iria soar meio que como uma erva daninha. Embora eu acho que se há um “Não faça um filme!” drama, se origina a partir de um amor de fãs protetores dos livros, que eu respeito. Não querer vê-los mal adaptados é compreensível. Eu também não quero vê-los mal adaptados. 🙂 Mas eu quero vê-los bem adaptados, e você não pode conseguir um sem arriscar o outra.

Espero que isso faça sentido!

E então, Shadowhunters, vocês concordam com a opinião de Cassie? Deixe seus comentários!

O original você encontra em inglês aqui.

Arquivado nas categorias: As Peças Infernais , Cassandra Clare com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
06.05
Grandes chuvas atingiram o Estado do Rio grande do Sul e afetaram diretamente centenas de milhares d...
08.04
Cassie mandou uma newsletter hoje, dia 08/04, falando sobre publicações e editoras. Logo depois el...
05.04
Cassie enviou uma newsletter hoje, dia 05/04, fazendo um anuncio sobre livros. A newsletter também ...
01.04
Cassie enviou uma newsletter hoje, dia 1º de abril. Vem ver a tradução feita pela nossa equipe: ...
21.02
Cassie saiu em uma matéria do site Il Post da Itália, falando sobre “O Portador da Espada”. ...
12.12
Cassie enviou uma nova newsletter, recheada de coisas. Vem ler tudo traduzido pela nossa equipe: ...

Deixe seu comentário

1 comentário em “Cassandra Clare fala sobre um possível filme de “As Peças Infernais””



  1. janerson disse:

    Realmente anjo mecanico nso tem muita ação



Os comentários estão desativados.





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook