20.03

Durante o evento que aconteceu em Londres da turnê “King and Queen”, com Cassandra Clare e Holly Black, que promoviam seus livros “Queen of Air and Darkness” (“Rainha do Ar e da Escuridão”) e “The Wicked King” (Continuação de “O Príncipe Cruel”), Cat do TMI Source teve a chance de entrevistar Cassie, que falou sobre “As Últimas Horas”, a edição especial de 10 anos de “Anjo Mecânico”, “Rainha do Ar e da Escuridão”, “Red Scrolls of Magic” (o 1º livro da trilogia Malec), sobre co-escrever seus livros e contos e ainda sobre “Sword Catcher”, seu primeiro projeto adulto.

A entrevista é bastante longa e tivemos de alterar a ordem das perguntas por um simples motivo: como “Rainha do Ar e da Escuridão” foi publicado praticamente esse mês no Brasil, deixamos as perguntas com spoilers no final da entrevista, tudo devidamente avisado para você poder parar de ler antes de pegar algum spoiler ou continuar lendo caso não se importe ou já tenha terminado de ler o livro.

Algumas informações: “The Lost World” e “Forever Fallen” são os dois contos inéditos que virão na versão física de “Fantasmas do Mercado das Sombras”. Cassie falou sobre isso e falamos em um post sobre a publicação do livro aqui no Brasil, então só vir AQUI e ler tudo.

Rainha do Ar e da Escuridão em português é o último livro do universo dos Caçadores de Sombras que foi publicado aqui no Brasil e já está à venda na Amazon por R$ 53,40 (ainda com os brindes pôster e marcador), e vem com um capítulo extra e as artes que vieram na edição norte-americana, mas somente na 1ª edição. Para comprar é só clicar AQUI, e para todas as informações sobre a venda aqui no Brasil, com cupons e mais, acesse AQUI.

Agora confiram tudo já traduzido e adaptado por nossa equipe:

“The Red Scrolls of Magic” será publicado muito em breve e muitas pessoas estão ansiosas. Quando você co-escreveu os contos para as “Crônicas dos Caçadores de Sombras”, você escreveu com autoras do sexo feminino, suas amigas, na verdade. Às vezes vocês estavam juntas, escrevendo na mesma mesa, mas agora você escreveu “The Red Scrolls of Magic” com Wes Chu, que provavelmente estava em um estado completamente diferente, então vocês se comunicavam por e-mail ou Skype? Como foi escrever com um autor masculino?

Nós nos comunicamos por e-mail e Skype, e eu diria que era um estilo diferente de fazer as coisas. Wes basicamente disse: “Ok, eu vou fazer isso”, enquanto as autoras com que eu escrevi eram mais “Nós vamos nos consultar a cada passo do caminho”. Wes rascunhou cerca de metade do livro e enviou para mim. Foi interessante porque ele tinha uma visão tão diferente do mundo dos Caçadores de Sombras e Submundo. Foi como um curso intensivo para ele sobre como o mundo funcionava. Ele inventou um personagem feiticeiro, Bernard, que era metade sapo e meio pato, e disse: “A maldição dele é terrível, ele tem que ficar escondido porque ninguém pode vê-lo porque ele é tão medonho”. Eu fiquei tipo “A) Isso é hilário e B) os feiticeiro usam magia para colocar glamour em si mesmos, então mesmo que ele fosse metade sapo e metade pato, ele ainda poderia sair”. Bernard realmente sobrevive como um personagem, ele apenas não é mais metade sapo metade pato. Assim, a experiência de co-escrever foi interessante em termos de alguém entrar e ter ideias que estão fora da caixa. Também foi um treinando para mim questionar as coisas, perguntar: “Ok, o que poderia substituir isso aqui? Talvez isso possa funcionar em vez disso?”

Além de “The Red Scrolls of Magic”, também há “Chain of Gold” chegando este ano. Você provavelmente ainda está escrevendo agora –

Acabei de entregar o primeiro rascunho!

Você disse que “Chain of Gold” tem estado há anos por fazer, como se sente, enfim, 100% focada nesses personagens? E como é retornar aos seus personagens das “Peças Infernais” com eles agora sendo personagens secundários?

É realmente bom [se concentrar em “Chain of Gold”]! Os personagens têm um foco diferente do que nas “Peças Infernais”. Então, obviamente, Will e Tessa ainda são importantes, eles são os pais de James e Lucie, mas é isso. Eles são importantes porque são os pais de James e Lucie, não porque são Will e Tessa. Então, é interessante abordar isso de um ângulo diferente, tendo em mente que os personagens que estão guiando a história são Cordelia, Lucie, James, Anna. Eles vão se relacionar com todos esses personagens que conhecemos como pais e não como personagens principais. Nós conseguimos vê-los e é sempre bom passar um tempo novamente com Gideon e Sophie, vemos um pouco de Cecily, Gabriel e, claro, passamos uma boa quantidade de tempo com Will, Tessa e Jem. Todo mundo está preso em uma emergência; a aparição de demônios que são capazes de atacar à luz do dia, demônios que possuem um veneno mortal para o qual o Enclave não tem um antídoto.

Estes ataques estão acontecendo apenas na Inglaterra?

Apenas em Londres. A Clave está tentando manter a ameaça contida, mas obviamente isso é difícil com tantos fatores fora do controle deles! Os personagens de “Chain of Gold” estão isolados na cidade, tentando descobrir com que tipo de demônios eles estão lidando e quem pode ser o cérebro por trás dos ataques. E enquanto isso, é claro, tendo relacionamentos pessoais complicados.

E você está animada para escrever porque definitivamente soou como se você estivesse fangirling ontem [durante o evento de Cassie e Holly] quando você falou sobre a moda e tudo mais.

Sim, eu amo esse período na história. Eu amo as roupas, a moda. É um pouco Downton Abbey para pessoas que amam essas coisas. Eu amo a descrição das coisas, foi uma época tão interessante quando as coisas estavam mudando. A Rainha Vitória morreu em 1901, então é muito cedo na Era Eduardiana, e todo mundo tem esse imenso otimismo e excitação. Se chamou Belle Époque, a época linda, porque foi a época da expressão artística – pintura, arte, poesia – e pela primeira vez estou escrevendo sobre um bando de Caçadores de Sombras que estão animados com arte e poesia e com o que as pessoas estão fazendo. Matthew é fascinado por Oscar Wilde e outros poetas. Anna é uma grande entusiasta deste salão de poesia underground onde os seres do submundo se reúnem e compartilham sua arte e fazem coisas obscuras. Se chama The Helli Ruelle (O beco do inferno, em tradução livre).

Ótimo, eu mal posso esperar!
Sua primeira série adulta está chegando em dois anos e você vendeu os direitos para a TV de “Sword Catcher”. Você está nervosa ou animada, o que você acha que vai ser diferente desta vez?

Eu sou uma produtora executiva, então tenho muito mais voz, isso é bom. Eu falo muito mais com o escritor do projeto do que já fiz com escritores em projetos anteriores. É interessante porque eles compraram de um esboço muito detalhado do livro. Eu não achei que alguém iria comprar. Enviei para o meu agente na Califórnia, dizendo: “É nisso que estou trabalhando agora, então você pode ver isso, para ter uma ideia do que estou fazendo.” E ele perguntou: “Você importaria se eu mostrasse para algumas pessoas?” E eu disse: “ Sim, você pode mostrar para algumas pessoas se você quiser, você é meu agente.” Então ele voltou e este produtor, de quem eu ouvi falar como tendo produzido algumas coisas que eu realmente gostei, adorou e quis comprar. Não havia livro, mas ele sabia disso, então eu tive que falar ao telefone com ele e conversamos. Tem sido interessante porque, como tenho trabalhado no livro, enviei para ele partes. E o escritor – eu não posso dizer o nome dele – têm trabalhado em seu esboço e piloto para a rede de TV, ele tem me enviado o que ele está fazendo. Então nós estamos trocando [os textos]. Sempre vai haver diferenças, você sempre tem que mudar as coisas, mas o que eu disse a ele no início foi que eu sempre segui a regra de que não há problema em os personagens fazerem coisas que eles não fazem nos livros, mas não está tudo bem para eles fazerem coisas que nunca fariam nos livros. E essa é meio que a nossa regra geral.

Isso parece tão emocionante, estou muito feliz por você!
O personagem principal de “Sword Catcher” é Kellian, qual é um fato interessante sobre ele?

Ele é um criminoso!

Ele é um criminoso?!

Ele é um criminoso e um espião.

Isso é muito interessante porque ele é o doppelgänger do príncipe e também é um criminoso.

Ele é. Bem, ele não começa como um criminoso, para ser justa com Kell. Ele tem um relacionamento bastante complexo com Conor, que é o príncipe que ele é o Sword Catcher e seu melhor amigo. Ele o ama, ele confia nele, eles são muito, muito próximos. E então Conor faz algo terrível para traí-lo. Kell tenta perdoar Conor, mas é um abrir de olhos para ele. Ele começa a ver mais coisas sobre Conor que talvez não sejam tão boas. Naquele momento, ele é abordado com uma oferta muito tentadora de um homem chamado Rei de Ragpicker, que é como o rei do submundo do crime. Ele diz: “Se você espiar a família real, eu vou ajudá-lo.”

Eu não quero te dizer exatamente o que ele oferece, mas vamos apenas dizer que ele oferece a Kell algo que Kell realmente quer. “Eu vou te ajudar com essa coisa que você realmente quer.” Então Kell concorda e se torna uma coisa muito perigosa – um sword catcher e também um espião dentro do palácio real.

Parece tão bom! [Cassie riu] Eu gosto que eles começam como amigos e depois se transformam em inimigos. Isso é muito legal.

Eles sempre têm esse relacionamento complicado, que vai de um lado para o outro: eles são amigos? Eles são inimigos? Eles são uma espécie de frenemies?

Esta provavelmente será uma pergunta rápida. Você ainda é uma leitora, adora ler quando tem tempo, quais são os livros que está ansiosa para ler que serão publicados em 2019?

Estou ansiosa para “On the Come Up”, da Angie Thomas, porque eu amo “O Ódio que você Semeia”, então estou empolgada. “King of Scars”, de Leigh Bardugo. Estou ansiosa pelo livro de Christine Riccio [Again, But Better] –

Eu também, eu também!

É muito excitante! Eu acredito que Jennifer Donnelly tem um novo livro saindo [Stepsister] e eu a amo. Estou ansiosa pelo próximo livro da série “Três Coroas Negras” [Five Dark Fates]. É sombrio e implacável, é uma série divertida. Estou ansioso para todos, há uma tonelada de livros saindo, então é difícil para mim acompanhar.

Eu vou ler “King of Scars” muito em breve.

Ah, eu li em um estágio muito inicial, então agora estou ansiosa para ler a versão final.

Existem planos para livros que acompanhem os livros dos Caçadores de Sombras, como um glossário ou um Códex revisado?

Nós gostaríamos de fazer um Códex atualizado, definitivamente. Nós estamos apenas tentando decidir quando. Poderíamos fazer um antes de “The Wicked Powers”, mas provavelmente teríamos que atualizá-lo novamente. Mas se esperarmos até depois de “The Wicked Powers”, muito tempo terá se passado, então eu acho que tem que ser discutido com a Simon & Schuster em termos de quando se encaixaria no meu cronograma de publicação porque eu tenho tantos livros sendo publicados.

Ok. Mas definitivamente haverá uma edição do 10º aniversário de “Anjo Mecânico”, pelo qual eu estou muito ansiosa! Você pode dizer alguma coisa em particular sobre isso, sobre o conteúdo bônus?

Eu não sei de nada! Eu espero saber mais porque seria [publicado] no ano que vem, então começamos a trabalhar nisso este ano. Tudo o que sei é que quando nós fizemos “Cidade dos Ossos”, nós também faríamos “Anjo Mecânico”. Eu não sei se queremos exatamente a mesma coisa ou algo similar para que os livros possam ser juntos. Eu amo a capa dourada da edição especial, seria ótimo fazer uma versão steampunk com engrenagens e um anjo mecânico! Isso seria muito divertido. E eu amo as artes dos personagens, então tenho certeza que faremos isso de novo. Também fizemos muitas pequenas propagandas e coisas efêmeras no mundo todo ao longo do livro, então estou pensando em algumas coisas semelhantes. Um convite para a festa de Quincey seria divertido, talvez uma carta de Will para sua família, esse tipo de coisa. Escrever conteúdo extra.

Muito exitante, porque estou ansiosa para descobrir os aniversários dos personagens.

Eu sei, é o que todo mundo quer! Quais são seus aniversários e seus signos? E eu fico tipo “Você vai ter o que quer, mas você tem que esperar!”

Vai ser muito legal comemorar os aniversários, assim como é dos personagens dos “Instrumentos Mortais”.

Nós vamos ter tantos aniversários para comemorar!

A PARTIR DAQUI HÁ GRANDES SPOILERS DE “RAINHA DO AR E DA ESCURIDÃO” E DOS CONTOS DE “FANTASMAS DO MERCADO DAS SOMBRAS”




Sobre “Rainha do Ar e da Escuridão”, muitos leitores, eu inclusa, esperavam ou desejavam que Zara morresse [Cassie riu], POR QUE ela não morreu? Por que ela ainda está viva? E ela será mais uma vez vilã ou uma dos vilões em “The Wicked Powers”?

Sim, ela é um dos vilões em “The Wicked Powers” e é por isso que a deixei viva. Quero dizer, Zara é horrível, ela é a pior, mas tecnicamente falando, o líder era seu pai Horace, então era mais importante para eles [os personagens] derrubá-lo. Eu acho que ela tem muita sorte em sobreviver. Nós ainda precisávamos dela, porque esse final não teria sido possível sem Zara. Mostra que ela se tornou tão extremista que faria algo como ameaçar uma missão suicida, matar a si mesma e a todos os outros, todas essas crianças, sem qualquer empatia. É um bom símbolo do que os Caçadores de Sombras que estão naquela Clave são agora. Nós vamos ver um pequeno vislumbre dela em “The Lost World”, mas de outra forma não vamos vê-la até “The Wicked Powers”, ela é uma personagem importante lá.

Essa pergunta está meio relacionada a “The Wicked King” [Cassie riu] e a “Rainha do Ar e da Escuridão”: quem é o melhor rei das Fadas, Kieran ou Cardan?

Eu diria que atualmente Kieran é o melhor rei, mas acredito que Cardan se tornará um rei melhor. É só que no momento ele não está fazendo um bom trabalho. Mas é disso que eu gosto em Cardan, ele tem falhas.

Eu acho que Cardan definitivamente melhorou no final de “The Wicked King”.

Ele melhorou, ele ficou melhor! Eu acho que ele precisava se importar em ser rei. Inicialmente ele não se importava por causa de uma série de coisas terríveis que aconteceram com ele.

Sim, e ele também tinha que querer ser rei.

Certo, exato. Eu acho que Kieran não teria sido um bom rei nos primeiros livros ou no começo do “Rainha do Ar e da Escuridão” também, mas ele se tornou uma pessoa que quer fazer algo benéfico para seu povo.

Falando sobre “Rainha do Ar e a Escuridão”: O final foi muito chocante [Cassie concorda]; os Caçadores de Sombras agora estão exilados e há um segundo Jace. Este foi sempre o plano ou aconteceu como a Tropa de repente aconteceu e se tornou o principal vilão enquanto você escrevia?

Eu costumo saber o começo e o fim e eu nem sempre sei exatamente o caminho que as coisas vão tomar para chegar lá, mas eu sabia que a série terminaria com a Clave dividida ao meio e que Alec se tornaria Cônsul, porque esse era o meu plano para ele há muito tempo. Acho que insinuei isso há muito tempo. O modo como aconteceu foi um pouco diferente, parcialmente influenciado por eventos atuais e coisas que estão acontecendo no mundo. Fiquei mais interessada em falar sobre um tipo específico de governo e como isso não funcionaria. Inicialmente, haveria mais influência do que foi exercida pelas fadas, o Rei Unseelie. Na verdade, foi uma decisão posterior de matar o Rei Unseelie quando o fiz. Eu sabia que ele ia morrer, mas eu não tinha certeza de quando ele iria morrer. Em vez dele morrer no final do livro, eu mudei para o meio do livro para que a Tropa pudesse ocupar o lugar e serem as pessoas que realmente fazem a separação.

Interessante! Eu gosto que você adaptou à situação atual dos Estados Unidos, o que estava acontecendo na política americana.

É definitivamente a política americana, mas também o que eu estava percebendo em todo o mundo. O que está acontecendo na política brasileira, o que está acontecendo nas Filipinas. Quando comecei, estávamos bem no meio da eleição francesa. Todo mundo não tinha certeza se seria Le Pen ou se seria Macron, e isso foi uma grande influência, porque o velho Le Pen era o chefe da Frente Nacional e Marie Le Pen é sua filha. Isso influenciou a criação da Zara. Ela é um pouco como Marie Le Pen, alguém que foi criada com todas essas crenças e que se tornou o mesmo tipo de monstro que seu pai era.

Esse é um fato realmente interessante sobre Zara e Horace. Mas vamos para as coisas mais felizes: o casamento de Malec no final de “Rainha do Ar e da Escuridão”!

Awww!

Quantas vezes você reescreveu a cena até ficar realmente satisfeita com ela?

Ah, muitas vezes! Eu sempre duvido de minhas habilidades com casamentos porque eu não sou realmente uma pessoa de casamentos. Eu fui péssima em planejar meu próprio casamento e eu tinha uma lista das coisas que eu não queria: não quero dançar, não quero música ou jogar o buquê. Eu não quero esfregar bolo no rosto de ninguém.

Eu amei meu casamento, foi muito discreto e para tentar planejar um casamento fictício quando não sou uma pessoa de casamentos, eu tive que me projetar em Magnus e Alec e o que eles gostariam. Eu sabia que seria na Califórnia, porque foi onde “Os Artifícios das Trevas” se passou, e me perguntei qual seria o casamento perfeito da Califórnia. Tem que ser na praia e para mim era importante que as pessoas que eles amavam estivessem lá. E então eu trabalhei para sempre nos votos porque nós nunca vimos um casamento completo dos Caçadores de Sombras antes em detalhes. Eu sabia que precisávamos de votos, e Magnus e Alec não escreveriam os seus, porque isso não é uma coisa dos Caçador de Sombras. Então teriam que ser o tipo certo de votos extraídos de um texto sagrado. Fui até a Bíblia e o Cântico dos Cânticos e continuei escrevendo diferentes votos em potencial e os descartando. Eu amo aquele pedaço dos Cânticos dos Cânticos sobre sair para achar o que minha alma ama.

Foi um casamento lindo e chorei algumas lágrimas.

[Cassie parece muito satisfeita] Bom. Lágrimas de felicidade, lágrimas de casamento.

Claro!
Nos “Artifícios das Trevas”, você se certificou de incluir muita diversidade. Você tem Ty como um personagem atípico, Diana como uma personagem transgênera e agora você adicionou um relacionamento poli. Você teve que convencer sua editora ou a editora a incluir este casal porque é um romance adulto juvenil?

Um pouco. A certa altura, minha editora perguntou: “Isso está indo aonde eu penso que está indo?” Eu disse que sim, e ela me disse para não ir longe demais. Ela realmente foi muito boa sobre isso, ela levou a sério e não reclamou nada, então ela foi muito bem comportada [Cassie diz isso brincando]. Acho que ajudou porque foi sinalizado de antemão que o relacionamento ia acontecer. Além disso, havia uma forte insinuação de que isso é normal entre as fadas, enquanto ainda há uma espécie de resistência a esse tipo de relacionamento aqui. Kieran vem de uma cultura onde as pessoas não demonstram emoções, e ele não entende porque é uma coisa grande. Mas minha editora entrou nisso.

É muito legal ter um relacionamento poli nos “Artifícios das Trevas”.

Eu acho que eles são muito queridos. Eles estão muito apaixonados e cuidam bem uns dos outros.

É ótimo que eles encontraram uma solução para estar juntos no chalé.

Eu sei, eu amo o chalé bonitinho!

A última questão está mais uma vez relacionada à escrita. Houve diferenças significativas entre suas co-autoras e seus estilos quando vocês escreveram “Fantasmas do Mercado das Sombras”, “Contos da Academia dos Caçadores de Sombras” e “As Crônicas de Bane”? Quer dizer, Sarah obviamente adora escrever histórias realmente longas.

Sim, nós tentamos pará-la, mas ela não pode ser contida [risada]. Elas são todas muito diferentes de se escrever com. É super interessante, todas elas são mulheres maravilhosamente talentosas. Sarah escreve [histórias] muito longas, mas também é fascinada com certos personagens, por isso, se você ler uma história da Sarah, você provavelmente verá Lily ou Raphael, ou poderá ter informações sobre Sebastian. Em “As Últimas Horas” ela amaaa Thomas e ela ama Alastair. Então, com Sarah, você pode prever quem vai aparecer. Maureen é ótima com detalhes históricos, então ela escreveu a história de Marie Antonieta porque nenhuma de nós queria resolver o problema da França revolucionária. Ela tinha todos os detalhes e todos os ótimos detalhes do Blitz para “Um amor mais profundo”. Kelly escreve fantasia sombria/horror, então ela às vezes tem que ser tirada de coisas que são muito assustadoras ou muito sinistras.

Sim, quero dizer, aquele terno feito de pele humana [em “Aprendendo sobre perdas”]…

Sim, nojento, certo? Ela adora essas coisas! Ela também fez a história com a Livvy fantasma, então eu tive que dizer a ela se as coisas estavam muito pro horror. Livvy fantasma é assustadora, mas a história não é uma história de terror! Mas ela é uma escritora linda e sua prosa é maravilhosa. E Robin ama personagens malvados, então se eu der uma história para Robin, tenho que pensar em quem na história é uma pessoa terrível. Ela obviamente pegou a história de Valentim e Céline porque Valentim é uma pessoa terrível; Stephen Herondale tem uma personalidade realmente falha, Céline é falha, Robert é falho. O que Robin gosta é uma história de pessoas erradas que cometem grandes erros. Nós demos a ela “O Mal que Amamos” em “Contos da Academia dos Caçadores de Sombras” porque ela queria escrever sobre o Ciclo, e eu dou a ela todo o crédito do casal Waywood. Existia um pouco, mas ela explodiu! Ela ama Robert e ela ama Michael, então ela escreveu a história de seus anseios um pelo outro. Eu disse a ela que ninguém iria superar isso, porque era um amor triste e condenado.

Então Robin e Cassandra Jean são as shippers número um.

Eu acho que elas são as shippers número um de Waywood, com certeza [ri].

Ok, essa é a maneira perfeita de terminar a entrevista. Muito obrigada novamente, Cassie!

Os outros livros do mundo das sombras que serão publicados ainda nesse ano de 2019 são: “The Red Scrolls of Magic” já está em pré-venda na Amazon Brasil por R$ 95,07 em sua versão física e capa dura para o dia 9 de abril, e para comprar, basta clicar AQUI. “Ghosts of the Shadow Market”, em pré-venda para 4 de junho de 2019 por R$ 95,07 em capa dura, pode ser comprado clicando AQUI. Você também pode comprar o e-book EM INGLÊS de “Chain of Gold”, que está em pré-venda para 19 de novembro de 2019 por R$ 42,90, clicando AQUI. Ainda há um box chamado “Shadowhunters: Short Story Colletion” que virá com os exemplares capa dura e com os extras das “Crônicas de Bane”, “Contos da Academia dos Caçadores de Sombras” e “Fantasmas do Mercado das SombrasEM INGLÊS e será lançado dia 18 junho e já está a venda na Amazon por R$ 276,16 e para comprar basta clicar AQUI.
Lembrando que tudo isso são versões EM INGLÊS e sem data de publicação em português ainda, apesar da Galera Record deter os direitos de publicação de todos os livros acima aqui no Brasil.

Ainda algumas informações importantes para quem desejar comprar na Amazon: o livro somente é cobrado na sua fatura quando enviado. Se nesse período de tempo o preço baixar, você paga o preço mais barato. A Amazon Brasil também dá frete grátis acima de 99 reais e a Amazon disponibiliza gratuitamente seu aplicativo Kindle que permite que você leia seus livros digitais em qualquer dispositivo (tablete, celular, notebook, etc) e para baixar, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre “Os Artifícios das Trevas“, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre “As Últimas Horas“, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre “The Eldest Curses“, mais conhecida como a trilogia Malec, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre “Fantasmas do Mercado das Sombras“, basta clicar AQUI.

Para saber tudo sobre “The Wicked Powers“, basta clicar AQUI.

Fonte

Postado por:
Você pode gostar de ler também
02.12
Conforme tinha dito anteriormente, Cassie irá divulgar em sua newsletter todo dia 1º de cada mês ...
20.11
Cassie enviou a newsletter do mês de Novembro e nela tem novidades sobre lançamentos dos livros, a...
18.11
Cassie postou em seu tumblr um novo trecho de “Chain of Gold” onde podemos ver James, Tatiana e ...
10.11
Cassandra Clare postou agora há pouco, em seu tumblr, uma ordem de publicação de seus próximos l...
10.11
Em novas respostas em seu tumblr agora à tarde, Cassandra Clare falou sobre os personagens dos “A...
08.11
Cassie postou em seu tumblr um trecho de "Chain of Gold" da Lucie conhecendo o Jesse quando ela tinh...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook