17.12

padrao_malec

Cassie respondeu algumas perguntas em seu tumblr sobre comida etíope e como ela está presente em sua vida, sobre árvore genealógica e sobre esteticismo. Confiram a tradução feita por nossa equipe:

Oi Cassandra! Eu apenas queria saber se haverá uma árvore de família completa, com Fairchild e Blackthorns incluídos? Obrigada pelo seu tempo! -Kirsten — the-golden-dragoness

Quando todos os livros de Caçadores de Sombras tiverem finalizados, haverá uma árvore genealógica completa para todas as principais famílias.

Eu sou uma grande fã de seus livros, mas eu não li Shadowhunter Academy ainda esperando por ele ser lançado como um livro. Eu tenho uma pergunta embora. Desde que Clary tem o poder de criar novas runas, é possível que ela seja capaz de criar uma runa de imortalidade, ou uma da juventude? Isso poderia ser usado tanto para beneficiar a Clave, mas também Malec. Se Clary faz em Alec uma runa de imortalidade, ele pode estar com Magnus para sempre. Obrigada por responder! Seus livros são incríveis! — themortaldivergent14

Em teoria, Clary pode criar qualquer runa, embora nós vimos a destruição causada por runas que deformam os processos naturais da vida, como trazer de volta os mortos em COFA. Então eu acho que a única resposta é que é possível que isso possa acontecer: o controle das runas não estão em seu poder totalmente, então não é como se ela estivesse as recusando.

Eu não tenho certeza uma runa de imortalidade beneficiaria a Clave. Ela só poderia torná-los idiotas imortais. 🙂

Eu li quase todos os livros que você escreveu e havia esta parte em TBC, onde Alec e Magnus estão comendo comida Etíope (injera com kitfo cru, e door wat) e eu nasci e cresci na Etiópia, então você pode imaginar a minha excitação quando cheguei a essa parte, porque eu nunca tinha lido um livro onde minha cultura é mencionada por um autor branco, e eu queria saber se você mencionou a partir de uma experiência pessoal, você comeu injera? Se você comeu, como foi a sensação? ou você tem amigos etíopes? ou foi apenas para mostrar a diversidade de Nova York? Por favor, responda e continue incrível! — euphoricglacier

Definitivamente experiência pessoal em que o vinculo de comida etíope com sushi é meu tipo de comida favorita no mundo. Como, se eu fosse abandonada em uma ilha deserta e eu tivesse que escolher apenas um tipo de alimento, provavelmente seria isso. Eu costumava comer o tempo todo quando eu era uma garotinha, porque meus pais me levaram constantemente (o meu pai sempre trabalhou como professor de relações internacionais e ele foi apresentado por um colega etíope) então para mim isso é um sentimento maravilhoso familiar — que é provavelmente por isso que cada vez que eu vou a qualquer lugar eu arrasto os meus amigos para um restaurante etíope. (Pergunte a Holly Black, ou Sarah Rees Brennan, que acha horrível que eu coma kitfo cru , ou Michelle Hodkin, cuja família inteira eu forçei a ir comigo no DC) – e também quando estou no estrangeiro eu procuro por isso, então eu já tive comida etíope em Viena, Berlim e Londres. É bom entrar em um restaurante, não importa onde ele está no mundo, e reconhecer o cheiro de mitmita e berbere.

Magnus e Alec buscaram por comida etíope, porque eu pensei que eles mereciam esta felicidade incrível, embora reconhecidamente eu tenha inventado o restaurante — não há tal horror como a fusão de restaurantes italiano/etíope que existem mesmo em Nova York. E injera é o melhor.

Nós estávamos falando sobre esteticismo hoje em sala de aula e eu sabia tudo sobre isso, graças a você na maior parte! Veja, eu procurei tudo sobre depois que Matthew declarou seu amor por Oscar Wilde por usar o cravo verde em cada desenho xD Eu tenho que dizer que eu não sou exatamente uma fã de esteticismo, mas acho que é muito interessante. Eu acredito o movimento nouveau lindo embora, então eu não deveria reclamar! Eu acredito que o que eu gosto sobre isso não é tanto a importância que se dá a beleza, mas a ideia de que a arte não tem de ser significativa. Eu acredito que a arte pode ser bela e significativa. Então, eu queria perguntar-lhe quais são seus pensamentos sobre o esteticismo? Você está fazendo isso uma parte de TLH porque você pessoalmente o apoia ou porque você gostaria de compartilhar suas ideias sobre ele através de seus personagens? Poderia descrever seus livros sendo como parte do movimento estético? — lxdynerissa

Eu não descreveria os meus livros desta maneira — Eu penso do movimento estético como um momento instantâneo muito específico da história que agora é passado. A reação ao puritanismo vitoriano que continha a ideia de que a arte e a escrita deve ser moral, ao invés de bom ou em movimento, que a arte é destinada somente para ensinar valores e fazer você uma pessoa melhor um pouco do que reflete a vida. Então veio o Oscar Wilde e o movimento estético de dizer que não, na verdade, a arte é arte, que está destinada a ser bonita e interessante e que se preocupa com sua moral.

Eu diria que não sou tão linha dura lá como o Matthew ou o Oscar, eu tendo a pensar que a nossa arte reflete os nossos valores, quer queiramos ou não. Eu acredito mesmo que há um propósito para o comentário social e político na arte. Mas eu gostei da ideia do Matthew ser um rebelde dessa maneira muito específica: não o inquietante tipo bad boy habitual, mas alguém que é realmente dedicado às ideias de arte e beleza e que acredita que elas importam mais que tudo. Isso me faz pensar em “Uma Janela para o Amor” com o Julian Sands caindo de uma árvore enquanto gritava “Arte! Beleza! Verdade!”

Há também algumas coisas interessantes para se dizer sobre a masculinidade: a ideia do homem masculino vitoriano era que o menino não estava interessado em arte, e ele preferiria morrer do que comentar se algo era belo. Então o Matthew está desafiando em sua maneira a noção aceita do que é o masculino. Os personagens nos livros fazem um monte de suposições sobre ele baseados neles mesmos, mas eu acho que o Matthew vai acabar sendo surpreendente para todos.

Fonte 1, 2, 3 e 4.

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
26.06
Cassie enviou uma newsletter nova, onde ela fala sobre a viagem que fez a Paris para pesquisas e tam...
05.05
Algumas semanas atrás, Cassie abriu uma caixinha de pergunta em seu Instagram @CassieClare1 e agora...
16.04
Cassie enviou a newsletter especial de “Sword Catcher”, cheia de novidades sobre o livro adulto ...
03.04
Cassie enviou uma newsletter bem pequena e sem muitas novidades, só pra falar sobre o atraso da new...
28.12
Nós, do Idris, estamos fazendo um Sorteio Solidário para doar para a cidade de Itabuna, que sofreu...
18.12
Cassie enviou uma newsletter onde ela fala sobre “Segredos da Mansão Blackthorn” e manda de nov...

Deixe seu comentário

1 comentário em “Cassie fala sobre árvore genealógica, comida etíope e esteticismo em seu tumblr!”



  1. Eleonora disse:

    Acordar pela manhã e abrir um site que disponibiliza tanto conhecimento e cultura. Ja amo Matthew desde o primeiro instante e Wilde agora mencionado novamente. Isso reforça uma teoria sobre Jesse e Lucie.
    Cassie sempre nos presenteando em seu tumblr.





Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook