11.07

padrao_Sans titre 2

O site NextMovie fez uma visita ao set de Cidade dos Ossos e postou hoje uma lista com 9 fatos sobre o filme, descobertos durante a visita e as entrevistas com Cassie, Lily, Jamie, Robert, Kevin e Jemima.

1. Figurino importa

Caso você não tenha reparado, aqueles matadores de demônios do Brooklyn vestem roupas bem radicais. E aparentemente, todo aquele couro ajudou os atores a entrar em modo feroz.

“Eu amo courso, e tem uma porrada”, disse Jamie Bower sobre seu guarda-roupa deformado. O que mais ajudou? “As tatuagens, amo tatuagens… fazem ele ficar bem badass.”

Para Jemima West, cuja personagem é celebrada na série por suas roupas sob medida (na sala do figurino, o vestido branco ironicamente delicado com uma faixa preta na cintura de Isabelle se destacava), ela descobriu que o trabalho “à frente do tempo” da designer de roupas Gersha Phillips foi uma “influência enorme” para sua visão. “No momento em que coloquei o couro e minhas botas de salto altíssimo, me senti como outra pessoa… Realmente sou Isabelle quando estou com aqueles saltos.”

Foi assim também para Lily Collins, como a ‘boho-chic divertida’ Clary Fray. “O que eu amei foi que isso aconteceu com Clary, uma garota meio artista hippie que usava calças boyfriend… vestindo um vestido tubinho e depois o uniforme de couro dos Caçadores de Sombras.”

A transformação foi tão dramática que, quando ela olhou pela primeira vez o figurino, se surpreendeu. “Quando eu vi as roupas na arara, achei que fossem de Isabelle e aí me disseram que na verdade eram minhas. E eu amei. É muito divertido trazer esse outro lado de Clary com as roupas… é bem extremo e sexy e como deveria ser nesse mundo de fantasia.”


2. Essa não é uma direção normal de filme de fantasia

Claro, tem criaturas bizarras, vampiros, lobisomens, anjos e todo o resto nessa mistura fantástica, mas se você vai ter um bom drama, tem que ter algo a mais do que simplesmente fugir de monstros. E para Cassie Clare, o que a convenceu de que Harald Zwart teria capacidade de fazer Cidade dos Ossos um cenário mágico real foi o fato de ele não ser um diretor de filmes de fantasia.

“Ele chegou no projeto com o ponto de vista de alguém que sempre se concentrou na parte emocional do relacionamento dos personagens em seu trabalho”, disse ela. “Ele está bem disposto a enfatizar que todo personagem tem um relacionamento com os outros e eu acho que essa é a base para fazer fantasia parecer realidade.”

Kevin Zegers contribuiiu. “Harald está consciente do motivo pelo qual alguns desses filmes dão certo e outros não. A diferença entre O Cavaleiro das Trevas e um filme parecido é que os personagens foram tão bem desenvolvidos que você se identifica com eles. Mesmo com toda essa coisa sobrenatural acontecendo, eles ainda são bem reais.”

Para Collins, ter Zwart à bordo foi uma dádiva para a franquia porque “ele passa tanto tempo se certificando de que o que estamos fazendo é verossímil e não muito bobo, e não depende muito dos efeitos especiais e da pós-produção. Tem uma enorme carga emocional e não conta muito com o resultado imediato – imagens e mais imagens – e não é só baseado no visual.”

3. A arte imita a vida, pelo menos um pouco

Há algumas semelhanças entre os atores e seus personagens… além da beleza, quero dizer.

Jemima é “tão leal” como Isabelle e “tão forte e determinada” como irmã. “Eu possuo alguns valores familiares, estão imediatamente fui atraída elo papel. Também a achei muito divertida. Às vezes, ela se irrita com algo e é bem espontânea… Fui gostando cada vez mais dela ao longo dos livros e acredito que há muito a se fazer.”

Equanto isso, para Kevin, Alec “definitivamente tem um coração bom, e eu também. Ele é um pouco teimoso no seu jeito de lidar com as coisas, mas não de uma maneira ofensiva.”

Por outro lado, Lily, filha do renomado músico Phil Collins, percebeu uma grande diferença entre sua criação e a criação meio inocente de Clary. “Não estou necessariamente dizendo que eu teria me adaptado melhor no Pandemônio, mas acho que me sentiria um pouco mais confortável em situações diferentes do que ela, porque estou acostumada com situações e pessoas diferentes. Ainda protegida, mas não muito.”

4. Não tem pressão sobre eles… nenhuma mesmo

Apenas procure no Google imgens de Jace Wayland para um exemplo do quê os fãs imaginavam antes de Jamie Campbell Bower ser escolhido. Insatisfação inicial é muito comum atualmente. Acredite se quiser, mas os fãs de Crepúsculo já odiaram Robert Pattinson como Edward Cullen um dia e isso sem nem falar na discussão de Peeta Mellark. É clro que as expectativas eram altas e as reações… mistas.

Mas Bower aceitou o desafio e espera acabar com qualquer dúvida quando o filme estrear. Ele, que reconhecidamente usou Krav Maga para malhar para o papel, percebeu que o que mais exigia dele era estar fisicamente envolvido com o personagem. “Eu me esforcei mais do que nunca”. Isso inclui um amplo trabalho de acrobacias e outros exercícios musculares e, para ele “foi um desafio, mas um desafio que eu quis e eu amo me desafiar.”

No entanto, Lily Collins teve a sorte de ser incluída no projeto logo no início, então sua experiência foi apenas de ser fã e conseguir seu sonhado papel. “Eu fui escalada e foi incrível porque eu amava os livros e não sabia que existia toda essa base de fãs até eu ser escolhida e de repente estava tudo no ar”, lembra. “Meu Deus, não posso nem imaginar se algo tivesse sido desaprovado pelos fãs do twitter e os blogueiros, porque eu nem sabia que os livros eram tão grandes assim. Eu só sabia que gostava da história deles. Então pra mim, foi algo do tipo ser uma fã que teve a oportunidade de interpretar uma heroína que admirava.”

Cassie ajudou e deu um conselho à Lily, de que o papel dela era muito mais do que só se “ela tem o vermelho certo do cabelo ou a cor certa dos olhos”. O que ela queria na verdade era que a atriz “tentasse capturar o que ela considerava o espírito da personagem.”

5.Sutileza é a chave para assuntos complicados

Há coisas nas entrelinhas dos livros de Os Instrumenos Mortais que precisam de uma certa sutileza quando passados para a tela. Uma delas é o ciúme que Alec sente do relaciomento que se desenvolve entre Jace e a novata Clary.

“Eu não queria criar um tipo de personagem unidimensional baseado na sua preferência sexual”, Kevin nos contou. “Acho que as pessoas esperam que você meio que revele o segredo logo no começo, mas se esse filme der certo, teremos muitas oportunidades de desenvolver mais isso.” Isso não significa que ele não vai ser maldoso com a garota. “Desde o momento em que eles se conhecem, ele não gosta muito dela e não a quer por perto. E não é só porque ele tem algo com Jace, acho que é mais por toda a família, como as coisas estão com eles e ele não gosta de alguém interrompendo isso.”

6. Poder feminino!

Pra Lily Collins, Clary Fray definitivamente está conseguindo um lugar ao lado de Katniss Everdeen junto com a elite das heroínas, e ela respeita muito a personagem.

“Ela é incrível. Ela é uma heroína”, diz Lily. “Mas, ao mesmo tempo, é uma garota normal… Amo o fato de Clary morar no nosso mundo e também morar em outro universo e passar de um pro outro, e ela luta com esses demônios desse mundo mas também com os demônios que toda adolesce tem, e ela consegue fazer isso sem perder sua essência.”

Ela adicionou, “O que eu mais gosto sobre Clary é que ela consegue ter esse equilíbrio e ainda assim arrasar.”

7. Terá muita ação

Com um filme como esse, quando a oportunidade aparece, você aceita. E eles realmente o fizeram. Até assistimos quando uma discussão aconteceu entre Collins, Bower, Sheehan e a estranha Madame Dorothea (CCH Pounder).

“É muito divertido fazer essa ação!”, disse Collins. “Eu estava tipo ‘Posso fazer isso pendurada por um fio e lutando com espadas?’ Amo a parte da ação e eles estão me deixando fazer o máximo que posso.”

Bower acrescentou. “Eu queria fazer todas as cenas de luta… Só teve uma coisa que eu não fiz. E infelizmente isso aconteceu há dois dias, e o cara machucou a cabeça, então meio que fico feliz por não ter feito. É por isso que estou com isso [apontando para os machucados no rosto], não é de verdade, é só pra ficar igual à ele.”

8. Sim, Simon como vela será tão constrangedor quanto esperado

Rob Sheehan, por quem Cassie sempre torceu para ser Simon, explicou, “Nós filmamos uma cena na qual basicamente Simon declara seu amor… Eu pego [Clary e Jace no corredor] e meio que fica bem claro o que não foi dito entre nós três das últimas vezes desde que nos conhecemos. Então eu meio que declaro meu amor e saio com raiva.”

Então, praqueles que estão contando a geometria aqui, são dois triângulos amorosos (até agora).

9. Para Jamie, Jace é um idiota (em redenção)

Para terinar, Bower declarou abertamente que acha Jace “um pouco babaca”, mas afirmou que é só um mecanismo de defesa.

“O interessante para mim quando descobri quem ele era, foi a vulnerabilidade que existe embaixo desse escudo ou dessa arrogância… É assustador deixar alguém ver isso, e no momento que ele sente que o fez, quase instantaneamente se sente traído e se fecha de novo, e eu amo isso nele. Amo. Não diria que ele é um cara legal… Acho que é brilhante. Porque você não tem mais babacas nas histórias hoje. E é o que eu amo sobre ele.”

Fonte

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare , Entrevistas , Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
26.06
Cassie enviou uma newsletter nova, onde ela fala sobre a viagem que fez a Paris para pesquisas e tam...
05.05
Algumas semanas atrás, Cassie abriu uma caixinha de pergunta em seu Instagram @CassieClare1 e agora...
16.04
Cassie enviou a newsletter especial de “Sword Catcher”, cheia de novidades sobre o livro adulto ...
03.04
Cassie enviou uma newsletter bem pequena e sem muitas novidades, só pra falar sobre o atraso da new...
28.12
Nós, do Idris, estamos fazendo um Sorteio Solidário para doar para a cidade de Itabuna, que sofreu...
18.12
Cassie enviou uma newsletter onde ela fala sobre “Segredos da Mansão Blackthorn” e manda de nov...

Deixe seu comentário

1 comentário em “9 coisas sobre Os Instrumentos Mortais – NextMovie visita o set de filmagens”







Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook