14.08

review_padrao

O site Examiner.com,  foi à exibição do filme, e postou sua review sobre o filme Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos.

Leia abaixo, a review, traduzida pela nossa equipe.

Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos compartilha maravilhosamente a obra-prima de Clare.

Esta é uma review LIVRE DE SPOILERS. SPOILER-FREE. Tive a sorte de ir  a exibição do filme nos Esdutios da Sony Studios com a imprensa nesta quinta-feira. Eu recebi, agora, luz verde para poder falar sobre o filme, mas não vou comentar spoilers ou quaisquer detalhes até depois da estréia do filme no dia 21 de agosto.

Primeiro de tudo, todo mundo precisa ter em mente que quando você adapta um livro para o cinema, haverá mudanças. O objetivo, é claro, é ter certeza de que essas mudanças não prejudiquem o enredo original ou o desenvolvimento das personagens que os fãs acham tão atraentes. A roteirista Jessica Postigo, a Constantin Film e a Sony Pictures tiveram sucesso nesse aspecto. Em muitos casos, as mudanças ajudam o filme e ajudam a fazê-lo ficar mais fiel ao livro.

No geral achei que é a atuação é o que torna este filme tão parecido com a visão de Cassandra Clare. Lily Collins leva Clary Fray à perfeição e como muitos já comentaram de ver os trailers, Jamie Campbell Bower é Jace Wayland. Robert Sheehan como Simon Lewis é brilhante. Você vê Simon nele só por seus movimentos e expressões faciais. Ele é simplesmente perfeito e poderia ser o meu favorito no filme, mas isso uma coisa dificil de escolher.

Algumas das mudanças no filme são combustível para a vilania de Valentim, e Jonathan Rhys Meyers é verdadeiramente maligno no papel. Jared Harris é uma Hodge maravilhoso, como ele mostra as complexidades do papel nas menores ações.

Não há ninguém que não tenha sido perfeitamente e legitimamente escalado para seus papéis. Os sets são de tirar o fôlego, especialmente o Instituto. Isso mostra que é um dos meus momentos favoritos no filme.

É óbvio que o estúdio fez este movimento enquanto pensava a longo prazo para a franquia. Há uma mudança que realmente reflete isso e eu vou discutir isso mais tarde, após o lançamento.

No geral, os fãs ficarão felizes com o filme e sentirão que realmente entraram no universo dos Caçadores de Sombras de Cassandra Clare. Se você estiver vendo o filme hoje à noite na estréia peço-lhe para manter spoilers para si mesmo, para que você não estrague essa experiência para ninguém.

Assine, acima, para The Mortal Instruments Examiner e fique de olho em todos os tópicos relacionados à série best-seller internacional de Cassandra Clare. Você pode também acompanhar The Mortal Instruments Examiner no Facebook e no Twitter.

 

FONTE

Arquivado nas categorias: Resenha com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
23.08
Autora: Elizabeth GilbertAno de lançamento: 25/06/2019Páginas: 424Editora: Grupo Companhia d...
17.10
Como prometido, resolvi fazer uma resenha da série Corte de Espinhos e Rosas, livros já public...
19.09
DEUSES CAÍDOS Gabriel Tennyson Páginas: 300 Editora Suma SKOOB Um serial ki...
14.08
Pensei Que Fosse Verdade Huntley Fitzpatrick Editora Valentina - 336 páginas “O Paraíso...
25.05
SÓ ESCUTE Sarah Dessen Páginas: 352 Editora Seguinte SKOOB Depois de ter sido p...
19.03
Quando pensei em escrever esse post, a dúvida cresceu quanto ao assunto. Sarah J. Maas estava d...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook