26.06

padrao_jamie

Depois de ter entrevistado Lily Collins (como você pode conferir aqui), o site SensaCine divulgou uma entrevista com Jamie Campbell Bower, onde ele fala sobre sua participação nas sagas Crepúsculo e Harry Potter, sua preparação para interpretar Jace, entre outros relatos que você confere a seguir.

Após sua pequena participação em Harry Potter e Crepúsculo, Jamie Campbell Bower chega em grande estilo à saga “Os Instrumentos Mortais” para assumir o papel de protagonista. O ator de 24 anos, que aparece para a entrevista com o Sensacine todo tatutado -como exige o seu papel de Jace Wayland-, vem do mundo da música e mantém os pés no chão. Não quer se deixar levar pela fama, nem pelo peso da responsabilidade. Nós conversamos com ele em Toronto (Canadá), em setembro do ano passado, entre as gravações junto com o diretor Harald Zwart. E a verdade é que você vai ter que se acostumar; tanto ele quanto sua companheira de cena, Lily Collins, já estão confirmados para a sequencia “Os Instrumentos Mortais: Cidade das Cinzas”.

Antes de falar da sua aparência, vamos falar sobre a sua personalidade. Quem é você?
Um Caçador de Sombras, filho de um dos maiores que já existiu. E ele herdou um pouco dessa grandeza. É um pouco impulsivo, e eu o vejo com essa vulnerabilidade que tinha o jovem River Phoenix. Você vai notar na forma como ele luta, na maneira como ele sempre cai em pé, como ele sempre se protege das próprias emoções…

Para aqueles que estão por fora dos livros de Cassandra Clare, o que são os Caçadores de Sombras?
Quem são? São os protetores do universo que conhecemos. No mundo, os demônios existem  -quero dizer, no mundo do cinema, e não no mundo real, felizmente – e esses caçadores são os responsáveis por mantê-los  longe.

Você tem algum interesse pessoal nesse mundo oculto?
Sempre me interessei por esse tipo de filme, desde que eu era mais novo. Mas nunca fiz nenhuma pesquisa em particular. A série em sí é uma bíblia na qual podemos mergulhar.

Clace

Por que você acha que as pessoas gostam desse tipo de história?
Acredito que a palavra-chave seja “fantasia”, porque ela toma as pessoas de seu mundo. Há algo no cinema e no entretenimento que sempre fizeram, que é tirar o público do mundo real. E é isso o que esse tipo de história oferece. Me lembro quando eu tinha uns 14 ou 15 anos… Eu estava com muito medo. E existe um monte de personagens fictícios com essa angústia, guiados pela paixão. Suponho que os adolescentes possam se identificar com isso.

Como você encara a sua terceira saga de sucesso?
Eu estaria mentindo se eu te dissesse que cada vez que eu escolhia entrar em algum desses projetos, eu não estava com medo, ou ansiedade. Com cada um eu estava me expondo ao mundo. Sim, eu fiz porque eu gosto, mas eu também tenho que fazer com que outras pessoas gostem. Os outros têm que gostar do que eu faço! E isso é assustador, é claro. Será que este será uma saga? No momentos não sabemos, estamos filmando o primeiro filme ainda [agora já está confirmada a continuação].

As tatuagens que estão nos seus braços são falsas, certo?
Sim, são falsas…

Por que você as usa?
São runas e todas elas têm significados e poderes bem específicos. Os Caçadores de Sombras as tatuam; não posso te dizer como, mas todos os Caçadores de Sombras têm.

Shadowhunters

O Jace é o personagem mais físico que você já enfrentou na sua carreira?
Sem dúvidas. Venho treinando há quatro meses para fazer esse papel. E eu disse aos meus treinadores que eu queria fazer 100% das cenas; cada uma das cenas de luta. Eu tive que aprender a saltar e a fazer movimentos muito loucos, como lutar sobre uma mesa muito estreita. Então, sim, está me exigindo muito fisicamente, mas eu gosto de desafios. Não me importo se as pessoas não perceberem. Para mim, pessoalmente, vai ser muito reconfortante me sentar na cadeira do cinema e saber que fui eu que fiz aquelas cenas.

Não há nenhuma cena que você não fez?
Até o momento, não… Eu queria fazer absolutamente tudo. E fiz. O processo de treinamento físico começou em Londres. eu pesava muito mais do que estou pesando agora, assim, eu comecei uma dieta: eliminei praticamente tudo. Então, viemos pra cá e eu comecei meu treinamento com os especialistas. Aprendi a me mover melhor, para confiar na minha gravidade.

Você se sente melhor agora? Fisicamente falando…
Claro! É cansativo, porque estou me levando ao limite… mas sim, me sinto ótimo.

Shadowhunters

Como se relacionam o seu personagem e o de Lily Collins, Clary?
Eles se conhecem em uma boate, e é engraçado porque, Lily é a primeira ‘mundana’ capaz de vê-lo sem que ele tenha adquirido a capacidade de “ser visto” por ‘mundanos’. O enredo surge em seguida, e eu acredito que ele vê algo nela que também vê em si mesmo… Os Caçadores de Sombras não se relacionam muito com as pessoas; eles estão presos no mundo deles, mas meu personagem talvez esteja um pouco entediado dele.

Como você descreveria o Jace para Clary?
Ele a considera corajosa. Para ele, ela é de outro mundo. Há algo etéreo sobre a sua personalidade. E Lily está magnífica na sua personagem, e ajuda a fazer com que você acredite nela.

Para o seu personagem, foram considerados nomes de atores como Alex Pettyfer. Você estava ciente de todos os rumores que rondavam na escolha do elenco?
Consegui o papel há um ano e meio, então tem sido uma jornada intensa para mim. E se eu percebi a importância que esta série de livros tem para os jovens? Pareci o meu avô agora! Mas eu estaria mentindo se dissesse que sim. Eu conhecia os livros, mas foi como quando eu fiz Crepúsculo: eu não sabia realmente da força deles. Eu gosto de fazer trabalhos baseados em grandes histórias, não porque fazem parte de uma saga, ou porque os filmes vão dar muito dinheiro.

Que experiências de “Harry Potter” e “Crepúsculo” você trouxe para as filmagens?
Nenhuma. Cada set em que estive tem sido diferente. Vou ser bem honesto: nunca me senti tão confortável em um set quanto deste filme. Não sei se foi porque eu amadureci, ou se acredito mais em mim mesmo… Me preparei muito para isso. Às vezes, te contratam para um projeto uma semana antes de começarem a filmar, então você não tem muito tempo. Mas este tem sido um processo muito gradual e muito tranquilo. Quando eu chego pra trabalhar todos os dias, me sinto muito confortável. E isso também é culpa de Harald, o diretor, porque um set de filmagem é como uma pirâmide … Todos são filtrados de cima para baixo.

Shadowhunters

Que referências você pegou para compor o seu personagem?
Na sociedade há certa atração pela imagem do bad boy, do rock star. Sempre foi assim. Quando eu tinha 15 anos, eu mesmo tocava em uma banda, e agora eu toco com os Darling Buds, mas daí eu tocava percussão em uma banda diferente, no meio da música independente de Londres. Sendo honesto, acho que as pessoas não vão gostar do meu personagem. Ele é arrogante! Mas ele também tem uma certa vulnerabilidade, e só a mostra para Clary. Ela é a única pessoa que pode vê-la. Potencialmente, vão acabar me odiando, mas eu não me importo.

Você tem medo de acontecer com você o que aconteceu com Robert Pattinson? Digo, em relação à fama…
Não estou ciente disso, e eu escolhi não estar ciente. Isso vai soar meio charlatão, mas eu não presto atenção a essas perguntas, porque tudo que eu estou fazendo é o meu trabalho. Eu faço o que quero, e alimentar esse tipo de pensamento me parece muito perigoso. Se o filme é bom, o filme é bom, mas eu só estou fazendo o meu trabalho. E depois farei outro diferente, interpretando outro personagem.

FONTE

Arquivado nas categorias: Jamie Campbell Bower com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
17.06
Shadowhunters, é com muita satisfação que vemos que "Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos" f...
06.12
Todos os anos, a Portrait Magazine faz uma lista das 30 celebridades com menos de 30 anos mais i...
30.10
O nosso Jace Wayland, Jamie Campbell Bower, deu uma entrevista para a Digital Sky onde comentou ...
19.09
O nosso Jace Wayland, Jamie Campbell Bower, concedeu uma entrevista à revista Hunger, onde come...
18.09
  Jamie Campbell Bower brilha em seu papel como Jace, um jovem heroico caçador ...
04.09
Durante sua estadia no México, Jamie Campbell Bower, nosso Jace, concedeu uma entrevista ao pro...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook