29.08

Sinopse: Elle Kennedy retorna a Avalon Bay com mais um romance sexy e intenso, desta vez sobre ex-namorados que sabem que devem se afastar, mas não conseguem ficar longe um do outro.

Quando Genevieve foi embora de Avalon Bay sem dar satisfação a ninguém, Evan ficou arrasado. Ele tinha certeza de que os dois estavam destinados a ficar juntos. Para tentar esquecê-la, Evan entrou numa maratona de encontros e transas casuais, regada a muito álcool e confusão. Agora, um ano depois dessa partida repentina, a ferida está cicatrizando, mas Genevieve reaparece.Evan quer voltar para ela, mas Genevieve não está nem um pouco interessada em reatar o relacionamento. Ela sabe que a cidade inteira sempre a considerou difícil e problemática, mas não quer mais fazer jus a essa fama. Além disso, Gen acha que Evan está melhor sem ela e não pretende trazer problemas para a vida dele mais uma vez.Mas a química entre os dois é poderosa. Inegável. Irresistível. E é difícil não ceder quando a tentação está ali o tempo todo. Evan, então, decide reconquistar sua ex de uma vez por todas, e está disposto a provar que consegue sim mudar de vida e ser o homem que ela quer. Mas será que realmente é possível recomeçar do zero? E Gen conseguirá deixar para trás sua má reputação?

CONTEÚDO ADULTO

Para ser bem honesta, de cara eu não estava com muita vontade de ler “Fama de garota má”. Estava com um pouco de medo, falando a verdade, porque fiquei um pouco decepcionada com “Síndrome da Boa garota” depois de ter gostado tanto dos livros de off-campus. Mas eu realmente fico feliz de ter dado uma chance a esse livro sim, que é no todo muito melhor do que o primeiro.

Em “fama de garota má”, que se foca em Evan, o irmão gêmeo de Cooper, personagem principal do primeiro livro, nós temos de cara a volta de Gen. Ela, que foi muito mencionada no primeiro livro, está de volta em Avalon Bay depois de ter ido embora por um ano sem sequer se despedir de Evan, com quem ela tinha um namoro cheio de idas e vindas, por conta da mãe que esta com uma doença terminal.


“É estranha a familiaridade que sentimos com certas pessoas, por mais que o tempo passe. As lembranças de nós dois me envolvem como uma brisa leve. ”

Logo no início do livro, ela está no enterro da mãe e é quando Evan aparece, certo como sempre esteve durante o livro do irmão que, no momento em que Gen voltasse, as coisas entre eles seriam como sempre foram porque eles tinham sido feitos um pro outro.

Porém, não é assim que Gen pensa.


“Ele tira um pirulito azul do bolso. “Trouxe isso aqui pra você.

Eu não chorei nenhuma vez desde que fiquei sabendo que minha mãe estava doente. Mas receber esse doce das mãos dele me deixa com um nó na garganta e lágrimas nos olhos.”

Com a ideia já de ir embora, Gen só decide ficar mais na cidade para ajudar o pai a arrumar o escritório da loja que ele tem, mas decidida a todo custo de manter distância de Evan e não por não gostar dele, mas porque ela acha (com bastante razão, devo afirmar) que eles não são bons um para o outro.

Conforme o livro vai passando, nos vamos tendo mais vislumbres do relacionamento dos dois que começou quando ainda estavam apenas no ensino médio e como eles realmente eram uma bomba relógio juntos. Dois jovens que eram completamente inconsequentes e que não tinham sequer um adulto que os controlasse e se achavam indestrutíveis. Era uma receita perfeita pro desastre em algum momento e Gen viu isso e foi um dos motivos que a levou a ir embora e não olhar para trás.


“Nós somos dois produtos químicos razoavelmente inofensivos que, quando se misturam, viram uma combinação explosiva e destruidora.”

Porém é difícil pra ela negar a atração e a paixão que sente por Evan ainda. E ele não está disposto a ajudá-la com isso. Até que ele se dá conta que pra “reconquistar” a ex, precisa mudar e crescer, por não ser mais uma criança que pode ser inconsequente, e é aí que o livro melhora bastante.

No começo eu estava meio reticente ainda, até um certo pedaço do livro. Me incomodava um pouco que Evan, muito levado pelo amor que sempre sentiu por Gen, não parecia entender porque era melhor eles ficarem distantes ou ele crescer. Mas conforme o livro vai passando, nos vemos algo que não aconteceu no livro anterior: o desenvolvimento. Enquanto no livro anterior só nas últimas páginas Cooper sofre alguma consequência pela mentira dele, o desenvolvimento de Evan começa bem antes. E o de Gen também.


“Uma dor se instala na minha garganta. Desde que sou capaz de me lembrar, sou louco por essa garota. Sempre faço de tudo para chamar sua atenção. Sempre morro de medo de que ela perceba que sou um fracassado com quem não vale a pena perder tempo.”

Se tem uma coisa que eu nunca espero em livro algum é que os personagens sejam perfeitos (de fato fico até inconformada quando os personagens são 100% bonzinhos ou não cometem nenhum erro) e nisso “Fama de garota má” não deixa a desejar. Gen quer melhorar, passou o último ano da vida dela tentando ser uma pessoa melhor e Evan entende que precisa fazer o mesmo se quer estar com a mulher que ama. E é assim que eles vão se desenvolvendo juntos, algo bem gostoso de se acompanhar.

Claro que como toda fórmula de romcom acontece coisas para separar o casal pouco antes do final e eu confesso que até dei uma risadinha com o que acontece (não vou contar por motivo de spoiler) porque eu me senti assistindo uma novela mexicana com o drama de milhões protagonizado por Evan.


“Que idiota. Gen está organizando a vida. Não precisa de um imbecil como eu dificultando as coisas. Mas isso é bom, na verdade. É melhor descartar de vez o otimismo e as ideias absurdas.”

Em um quadro geral, “Fama de garota má” é um livro surpreendentemente bom: é aquele livro que você pega pra desocupar sua mente e se distrair quando precisa. Não acredito que seja o livro que vá mudar sua vida em algum ponto, mas é bem gostosinho de ler e bem acima do livro anterior, tanto na escrita da Elle quanto nos desenvolvimentos dos personagens, no romance do casal principal e na história em si.

Se você não leu o primeiro livro não tem nenhum problema em ler esse direto, porque todas informações que precisa aparecem no segundo livro. Se você, como eu, leu o primeiro e não sabe se deve dar uma chance pro segundo: dê. A história de Gen é Evan é muito boa e eu tenho certeza que você não vai se arrepender.

Para comprar “Fama de Garota Má” basta clicar no nome da livraria:

Amazon.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
19.07
Sinopse: A primeira pergunta: um século e meio depois a história se repete? Em 1863, na Rua do A...
16.07
“Grande sertão: veredas” João Guimarães Rosa Arte de capa: Alceu Chiesorin Nunes Compan...
16.07
Começou hoje, 16/07, a meia-noite, o Prime Day Amazon, que irá até 21 de Julho, às 23:59. Há g...
12.07
“Prazos de validade” Rebecca Serle Tradução: Lígia Azevedo Paralela – 2024 – 264 pá...
09.07
Chegamos no meio do ano (!!!), um ano bem bagunçado, vamos assumir, mas que tá cheio de livros ót...
05.07
“A Ascensão do Dragão: Uma história ilustrada da dinastia Targaryen – Volume 1” George R...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook