20.05

Sinopse: No terceiro volume da série Heartstopper, acompanhamos os primeiros desafios do namoro de Charlie e Nick enquanto os garotos viajam a Paris.

Depois de entenderem o que sentiam um pelo outro, Charlie e Nick se tornaram oficialmente namorados, e cada dia é uma nova oportunidade para se conhecerem um pouco mais.

Mas nem tudo é fácil, principalmente quando se trata de se assumir enquanto casal para o mundo. Mesmo com medo da reação das pessoas, os garotos sabem que em breve terão de contar a verdade, pelo menos para os amigos mais próximos ― ainda mais quando a turma toda viaja a Paris.

Enquanto decidem como dar este próximo passo, os dois vão descobrir que, não importa qual seja o desafio, eles podem sempre contar um com o outro.

[Pode – e provavelmente vai – conter spoilers dos dois primeiros volumes]

Se em Heartstopper #1 nós temos o primeiro encontro e o início da paixão de Nick e Charlie e no volume #2 nós temos o início do namoro, o entendimento da própria sexualidade vindo da parte de Nick, no terceiro nós vemos como eles começam a lidar com as mudanças que isso pode provocar e o que eles querem ou não fazer juntos como um casal.

Ao contrário de Charlie, que quando começa os volumes, já tem sua sexualidade aberta para todos, Nick ainda não o fez e ele está decidindo qual momento acha o melhor para fazer isso – e contando com a ajuda de Charlie para isso, enquanto eles viajam juntos pela primeira vez, com a escola toda, para passar um final de semana em Paris.

Eu juro por Deus que, eu sabia que ia ficar com meu coração quentinho: é algo que Charlie e Nick despertam em mim desde o início, mas eu não imaginava que poderia ser tanto assim. O relacionamento deles é uma coisa tão boa e tão leve de se acompanhar que só te faz ficar desejando cada vez mais – e algo genuinamente bom assim também.

Uma das coisas que mais me dá alegria em Heartstopper existir é ver que, muitos jovens vão ter aquilo no que se espelhar, saber como um amor pode ser tranquilo e sem drama e que casais se respeitam, sejam eles lgbtqa+ ou hetero, não importa. Quando eu era jovem, existia muita romantização em cima do tema de “sofrer por amor” ou insistir em algo que não nos faz bem e é maravilhoso ver como Heartstopper está aí nessa nova mudança que está vindo, mostrando que, como diria Cazuza: “eu quero a sorte de um amor tranquilo” porque nem tudo precisa ser turbulência o tempo todo.

O volume 3 veio logo em seguida ao lançamento da série (que eu assisti e resenhei junto com a Vi e vocês podem ler aqui) e só serviu para me deixar ainda mais apaixonada por esses dois.

Mas agora, além do relacionamento de Charlie e Nick, nós vemos uma pequena expansão, mostrando mais dos amigos deles, dos relacionamentos que os amigos deles têm entre si e tem também com Charlie e Nick e eu acho isso bem maravilhoso mesmo. A viagem para Paris é uma parte tão gostosa e boa de ler que você simplesmente não querer parar quando começa e quando termina, dá vontade de simplesmente voltar e reler tudo de novo, porque ainda não é o bastante.

Para nossa sorte, a Editora Seguinte já anunciou o quarto volume, então logo mais chega aí para nos deixar sempre nessa bolha de amor proporcionada por Heartstopper.

Eu não posso deixar de comentar aqui uma coisa importante que eu notei, que é: o quanto a Alice aborda assuntos importantes. Nos primeiros dois volumes, eu já tinha percebido isso, mas no terceiro volume fica ainda mais evidente pra mim o quanto ela aborda com cuidado e de uma forma tão leve assuntos que deviam ser mais debatidos. Não vou dar muitos detalhes porque isso pode acabar estragando a experiência de leitura e também porque não vou encher de spoilers aqui.

Mas realmente: se você ainda não leu nenhuma das HQ’s de Heartstopper, faça a si mesmo o favor de parar o que quer que estiver fazendo e ir atrás de resolver isso pra já. Pode vir me agradecer depois quando estiver como eu: de coração quentinho e jorrando corações e arco-íris para todos os lados com o amor contagiante de Nick e Charlie.

Para comprar “Heartstopper #3, Um Passo Adiante” basta clicar no nome da livraria:

Amazon.
Submarino.
Magazine Luiza.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
01.07
Sinopse: “I could just kill you right now!” It’s something we’ve all thought at one time or...
29.06
“Garota, mulher, outras” Bernardine Evaristo Arte da capa: Estúdio Daó Tradução: Camila Hol...
27.06
Sinopse: This summer, Reese Camden is trading sweet tea and Southern hospitality for cold brew and ...
24.06
Hoje vamos falar sobre uma leitura muito especial que eu fiz recentemente. O livro é lançamen...
22.06
Sinopse: Romania, 1989. Communist regimes are crumbling across Europe. Seventeen-year-old Cristian ...
20.06
“ Bolo preto” Charmaine Wilkerson Tradução: Karine Ribeiro Paralela – 2022 – 304 págin...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook