21.11

cassie_padrao
Vocês já se perguntaram como a economia mundana afeta os Caçadores de Sombras, shadowhunters? Já se perguntaram se os Caçadores de Sombras têm uma moeda própria, ou como eles fazem para sobreviver? Pois hoje a Cassie respondeu questões exatamente sobre isso, sobre como essa questão de dinheiro afeta a vida dos Nephilim. Vejam abaixo tudo o que nossa rainha disse:

strwblssy disse: Oi, Cassie! Eu amo seus livros tanto que eu li (especialmente TMI e TID) por incontáveis vezes! Estou apenas curioso: os Caçadores de Sombras têm a sua própria moeda? De onde eles tiram dinheiro mundano? E como é que eles ganham para viver?

Alguns Caçadores de Sombras ocupam cargos dentro da Clave ou diregem Institutos, e são pagos em quantidade variadas para este trabalho. Outros vivem de despojos (tesouros) de demônios que matam, ou as fortunas que seus antepassados fizeram matando demônios. Eles ficam quase completamente separados da economia mundana.
Caçadores de Sombras não têm a sua própria moeda. Eles têm créditos que podem ser sacados contra, ou usam quase qualquer moeda mundial.

Os Nephilim adquirem a moeda mundana de algumas maneiras diferentes. Eles têm acesso a ela através da co-existência com os seres humanos em todo o mundo. Em uma situação difícil eles poderiam vender objetos de valor em uma loja de penhores ou mercado de pulgas em qualquer região que necessitam de dinheiro, como Jocelyn faz em Cidade dos Ossos:

“Ela me mostrou o amuleto que havia retirado da pilha de ossos; no mercado de pulgas de Clignancourt, ela o vendeu e com aquele dinheiro comprou uma passagem de avião.” (Cidade dos Ossos; pág. 382 – edição brasileira)

Instituições mundanas pagam dízimo para os Nephilim, como Will e Jem revelam em Príncipe Mecânico:

“Estavam em uma ampla sala feita de pedra e com teto abobadado. O cão parecia feito de tijolos, e havia um altar em uma das extremidades do quarto.

— Estamos na Câmara Píxide — disse ele. — Costumava ser uma tesouraria. Caixas de ouro e prata por toda a parte.

— Uma tesouraria de Caçadores de Sombras? — Tessa estava verdadeiramente confusa.

— Não, a tesouraria da realeza britânica, por isso as paredes e portas desta grossura — informou Jem. — Mas os Caçadores de Sombras sempre tiveram acesso. — Ele sorriu ao ver a expressão de Tessa. — Monarquias ao longo das eras pagaram dízimo aos Nephilim, em segredo, para que mantivéssemos seus reinos protegidos dos demônios.

 — Não nos Estados Unidos — disse Tessa, animada. — Não temos uma monarquia…

— Você têm um braço do governo que lida com Nephilim, pode ficar tranquila — disse Will, atravessando em direção ao altar. — Costumava ser o Departamento de Guerra(…)” (Príncipe Mecânico; págs 17 e 18 dá edição brasileira)

E, claro, há o mundo dos despojos. Do Códex:

“DESPOJOS
O termo “despojos” se refere a tomar as posses e riquezas de um integrante do submundo como parte do castigo por um crime. Normalmente estes despojos são entregues ao Caçador de Sobras que foi prejudicado pelo membro do submundo. Ou os objetos vão para o tesouro da Clave, se nenhum Caçador de Sombras parecer o receptor adequado. Na prática, no entanto, os despojos dos Caçadores de Sombras quase sempre acabam nas mãos das famílias dos Caçadores de Sombras. Aliás, muitas famílias Nephilim ricas e antigas têm uma boa quantidade de riquezas oriundas de despojos concedidos pela Clave.” (O Códex dos Caçadores de Sombras; pág. 178 – edição brasileira)

targaryenjolras disse: Oi, Cassie! Eu amo seus livros, e na minha aula de História temos aprendido sobre a Revolução Industrial. E, como eu tendo a fazer, tenho de ligar o que aprendo aos livros que li. Então, eu aprendi que, durante a década de 1870 houve uma terrível depressão econômica. Os personagens de TID (ou qualquer Caçador de Sombras no geral, na verdade) foram afetados por isso? Eles estavam tão distantes da sociedade mundana que mesmo um grande evento como este seria ignorado, principalmente? Os seres do submundo foram afetados também? Obrigado!
Caçadores de Sombras ficam quase completamente separados da economia mundana, de modo que eles geralmente não têm sido afetados. Membros do submundo que têm mais relações com seres humanos teriam experimentado problemas econômicos, em diferentes graus, dependendo da natureza do seu envolvimento. Esta crise econômica em particular não afeta os personagens de TID diretamente, embora eles se deparem com personagens de fundo (como Emma Bayliss) que viviam em extrema pobreza.

“O ar parecia denso e gorduroso com poeira de carvão e nevoeiro, e as ruas estavam repletas de gente. Pessoas imundas, trajando farrapos, apoiadas nas paredes de prédios de aparência precária, observando a carruagem como cães seguindo um osso. Tessa viu uma mulher de xale, como uma cesta de flores caindo de uma das mãos e um bebê embrulhado no canto do xale, apoiado em seu ombro. A criança estava com os olhos fechados, a pele pálida feito coalhada; parecia doente ou morta. Crianças descalças, sujas como gatos vira-latas, brincando nas ruas; mulheres apoiadas umas nas outras nos cantos dos prédios, claramente embriagadas. Os homens pareciam ainda piores, caídos nas laterais das casas, os casacos e chapéus sujos e remendados, o retrato da desesperaça em suas expressões, feito gravuras em uma lápide.
(…)
Tessa pensou no papel grosso colado nas rachaduras das janelas em seu apartamento de Nova York.Mas pelo menos tinha um quarto, um lugar onde deitar, e tia Harriet para preparar sopa quente ou chá. Ela teve sorte.” (Príncipe Mecânico; págs 153 e 154 – edição brasileira)

FONTE

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
15.07
Em um evento dia 12 de julho na Espanha, em diculgação a publicação no país de “O Portador da...
08.07
Na tarde desta segunda-feira, Cassie respondeu algumas perguntas em seu Tumblr e já avisamos que a ...
20.06
Além da divulgação da capa de “The Ragpicker King”, o segundo livro da série “As Crônicas...
20.06
Ontem, em seus stories, Cassie divulgou a capa provisória de “The Ragpicker King”, o segundo li...
06.05
Grandes chuvas atingiram o Estado do Rio grande do Sul e afetaram diretamente centenas de milhares d...
08.04
Cassie mandou uma newsletter hoje, dia 08/04, falando sobre publicações e editoras. Logo depois el...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook