22.06

Sinopse: Bruceuilis, um policial do interior do Ceará, viaja até São Paulo para resgatar Celestina, uma cabra considerada patrimônio de sua cidade. Na capital paulista, ele encontra Trindade, um escrivão da polícia que decide sair do marasmo de seu trabalho e ajudá-lo na aventura, mesmo não sendo sua especialidade.

‘Cabras da Peste’ é um besteirol americano feito no Brasil e essa foi uma das melhores ideias que tiveram nos últimos tempos. O filme acompanha dois policiais numa missão para desmontar um grande esquema de tráfico no país – e resgatar a cabra Celestina.

Utilizando os esteriótipos do ‘buddy cop movie’, o projeto funciona justamente por utilizar a mais brasileira das linguagens para parodiar os clichês policiais a que tanto estamos acostumados a ver em produções hollywoodianas. Edmilson Filho traz todo seu timing cômico para o cearense Bruciuillis, especialista e apaixonado por artes marciais e Matheus Nachtergaele encarna o covarde Trindade sem aparentar nenhum esforço – e sem demérito ao personagem ou ao ator. Ambos, embalados pelo roteiro e direção de Vitor Brandt, arrancam risadas do público do início ao fim.

Risadas essas provocadas pelo texto dinâmico, que equilibra na medida certa a sátira ao regionalismo e faz uma aventura que é curta, ágil, rápida. Você ri e acabou. É entretenimento despretensioso, que sabe o que quer alcançar e consegue justamente por não tentar ser o que não é e se diverte com suas próprias falhas.

Com cenas de ação dinâmicas e bem construídas, piadas precisas, humor simples, personagens carismáticos e nenhuma surpresa no roteiro se entrega à missão de fazer rir. E missão dada, é missão cumprida!

Confira o trailer aqui:

Arquivado nas categorias: Blog , Filmes com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
22.10
“The Book of Form and Emptiness” Ruth Ozeki ARC recebido em formato físico em parceria com a P...
20.10
Hoje, dia 20/10, a Netflix divulgou o primeiro clipe de “Rebelde” junto com a data de estreia da...
20.10
“Billy Summers” Stephen King Tradução: Regiane Winarski Suma – 2021 – 472 páginas Billy...
18.10
“As nove vidas de Rose Napolitano” Donna Freitas Tradutora: Lígia Azevedo Paralela – 2021 ...
15.10
Pensei Que Fosse Verdade Huntley FitzpatrickEditora Valentina - 336 páginas “O...
13.10
Sinopse: For anyone who has loved and lost, and lived to tell the tale, this gorgeously written deb...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook