21.06

Autores: Val Emmich, Steve Levenson, Benj Pasek e Justin Paul
Ano de lançamento: 2019
Páginas: 328
Editora: Seguinte
Sinopse: Dos criadores do premiado musical da Broadway Dear Evan Hansen, esta é uma história emocionante sobre solidão, luto, saúde mental e amizades inesperadas. Evan Hansen sempre teve muita dificuldade de fazer amigos. Para mudar isso, decide seguir as recomendações de seu psicólogo e escrever cartas encorajadoras para si mesmo, com esperança de que seu último ano na escola seja um pouco melhor. O que não esperava era que uma das cartas fosse parar nas mãos de Connor Murphy, o aluno mais encrenqueiro da turma. Quando Connor comete suicídio e sua família encontra a carta de Evan, todos começam a pensar que os dois eram melhores amigos. Sem conseguir explicar a situação, Evan acaba refém de uma grande mentira. Ao mesmo tempo, graças a essa (falsa) amizade, o garoto finalmente se aproxima de Zoe, a menina de seus sonhos, e passa a ser notado no colégio. No fundo, Evan sabe que não está fazendo a coisa certa, mas se está ajudando a família de Connor a superar a perda, que mal pode ter? Evan agora tem um propósito de vida. Até que a verdade ameaça vir à tona, e ele precisa enfrentar seu maior inimigo: ele mesmo. Best-seller do New York Times “Mesmo no formato de livro, a história de Evan Hansen canta. Leitura obrigatória, especialmente para quem já se sentiu invisível.” Becky Albertalli, autora de Com amor, Simon “Querido Evan Hansen é uma poderosa reflexão sobre o luto, a depressão e as várias formas como estamos presentes (ou não) na vida daqueles que estão em nosso redor sem nem perceber.” David Arnold, autor de Mosquitolândia

Querido Evan Hansen é um livro baseado no musical da Brodway de mesmo nome, escrito também por Steven Levenson. O livro conta a história de Mark Evan, que prefere ser chamado de Evan, um adolescente solitário cujo a vida é totalmente normal e chata, até que um de seus colegas de classe se suicida e, de repente, ele se vê muito mais envolvido na história do que gostaria, e isso muda toda a sua vida.

Não vou mentir para vocês, nunca havia ouvido sequer falar desse musical ou mesmo do livro antes de fazer a leitura, mas só a arte lindinha que a Seguinte fez já chamou minha atenção. O livro trata de diversos assuntos interessantes, ainda mais para pessoas da faixa etária young adult, como depressão, suicídio, solidão, aceitação, paixões platônicas, empatia, e esse foi outros dos motivos pelo qual me conquistou. 

No começo do livro, achava que Evan era apenas mais um daqueles personagens chatos e dramáticos que reclamam de tudo sem ter muitos motivos para isso, mas ao “conviver” com o personagem, é possível notar que ele realmente tem um distúrbio social. Para ele, interagir com outras pessoas e manter relação com elas é muito mais difícil do que para o resto das pessoas ao seu redor. Evan vive com a mãe, uma enfermeira que trabalha muito e se esforça demais pelo filho, embora ele não enxergue isso realmente, e não tem nenhum amigo. Seu único interesse é Zoe Murphy, a irmã de Connor Murphy (“inimigo” de Evan). 
Orientado por seu psicologo a escrever cartas para si mesmo, Evan acaba deixando uma de suas cartas caírem nas mãos de Connor, que a rouba. Quando Connor se suicida, todos parecem pensar que a carta havia sido escrita de Connor para Evan e é então que toda a estória do livro começa a acontecer.

Esse foi um dos pontos que me intrigou quando li a sinopse: Porque ele simplesmente não foi lá e disse que a carta havia sido escrita por ele?
Claro que: primeiro: se não não haveria livro. Segundo: ao ler o livro você descobre que ele realmente tenta fazer isso. Mas é meio “impedido” pelos pais de Connor que estão decididos ao acreditarem que a carta havia sido escrita pelo filho deles. No lugar do Evan, na situação em que se encontrava e vendo o desespero dos pais do outro para crerem que a carta era de Connor, não sei se por impulso eu não teria feito o mesmo que ele. Acredito que sim. Mas é muito interessante observar que ele simplesmente não chega e se rotula como amigo de Connor, isso acontece aos poucos, de forma sutil. 

A sinopse não diz, e eu achei uma ótima surpresa: Temos um ponto de vista de Connor também. Meio que “pós morte”, que explica tudo que o levou até o suicídio e deixa evidente que se algumas coisas tivessem acontecido de maneira diferente, talvez ele não fizesse o que fez. 

Gostei muito de todos os personagens do livro, Evan, Connor, Zoe, e principalmente de Jared, um amigo de Evan. Adorei a surpresa do ponto de vista de Connor, e adorei as mensagens que o livro passa, e como ele é cheio de frases de efeito desde o começo até o final. 

Em um dia só preenchido com tantos momentos, o mundo acaba e segue em frente.

Eu gostei muito desse livro. Muito mesmo. E recomendo muito a leitura. Ele tem uma mensagem muito especial para mim. Procure ajuda, converse com alguém. Respire fundo, pense duas vezes se achar necessário. Sempre tem alguém disposto a te ouvir. Nem sempre você conhece alguém como acha que conhece, e nunca, nunca julgue outra pessoa.

Porque hoje, aconteça o que acontecer, você é você. Sem desculpas. Sem mentiras. Apenas você. E isso é suficiente.

CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA
ACESSE AQUI
LIGUE: 188

Para comprar “Querido Evan Hansen”, basta clicar no nome da livraria:
Amazon, por R$ 26,99.
Saraiva, por R$ 28,71 com o cupom LIVRARIA10.
Submarino, por R$ 31,92.
Martins Fontes, por R$ 39,90.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros , Resenhas com as tags: , , , .
Postado por:
Você pode gostar de ler também
06.12
“Não confie em ninguém” Charlie Donlea Faro – 2018 – 352 páginas O destino de Grace Sebo...
03.12
Vem conferir o que sai lá na gringa esse mês! LANÇAMENTOS DE DEZEMBRO Children of Virtue and...
29.11
Sinopse: Uma história única e envolvente sobre dois jovens que devem enfrentar a eletricidade d...
26.11
Essa resenha NÃO tem spoilers do enredo de A Heroína da Alvorada. E não fala detalhadamente do e...
22.11
“Maré Congelada” (A Queda dos Reinos #4) Morgan Rhodes Seguinte – 2016 – 440 páginas As ...
19.11
Sinopse: Além de enfrentar anos de bullying na escola, Charlotte Davis perde o pai e a melhor am...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook