15.02

cobmovie2_

O site Moviefone disponibilizou uma matéria com algumas curiosidades sobre os bastidores do tão esperado “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos “, divididos em 11 tópicos a noticia segue abaixo traduzida :

 

Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos : 11 coisas que você precisa saber

Agora que ambas as séries “Harry Potter” e “Crepúsculo” chegaram ao fim, há um buraco do tamanho de uma franquia na vida de muitas pessoas – e os executivos do estúdio estão sentindo a isso tanto quanto os fãs. Assim, a caçada para a próxima grande série para jovens adultos começou, e “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos” está entre as mais recentes concorrentes.

Com uma série de 6 livros pela autora Cassandra Clare (não incluindo prequels e continuações planejadas), “Os Instrumentos Mortais” certamente se encaixa nos critérios: há romance, um elemento sobrenatural, muita ação. É uma franquia em processo de criação, se tudo correr bem, mas o diretor Harald Zwart e o resto do elenco e equipe de filmagem de “Cidade dos Ossos” estão levando as coisas um passo de cada vez, sabendo que se não obtiverem primeiro da forma certa, eles não terão a chance de um segundo.

Para os não iniciados, “City of Bones” segue Clary (Lily Collins, filha de Phil), uma adolescente aparentemente comum, cuja vida é virada de cabeça para baixo quando ela descobre um mundo de demônios, runas e um esquema de guerreiros secretos chamados Caçadores de Sombras existente ao lado do nosso. Depois que sua mãe (Lena Headey) é seqüestrada por um demônio, Clary se une a um grupo de Caçadores de Sombras, descobrindo segredos sobre seu passado e seu lugar neste mundo misterioso ao longo do caminho.

Moviefone visitou o set de “Cidade dos Ossos” em Toronto, e enquanto ele não chega aos cinemas até 23 de agosto, temos uma riqueza de emocionantes informações do filme. Aqui está o que aprendemos com nosso passeio, e tudo o que fans e não-fans precisam saber sobre a adaptação para o cinema do best-seller para jovens adultos.

-Mantendo O Real

Apesar de “Cidade dos Ossos” ter lugar em um mundo onde demônios, lobisomens, vampiros, fadas, feiticeiros e tudo andam pelas ruas de Nova York despercebidos pelos seres humanos (totalmente plausível), os cineastas queriam ter certeza que este mundo secreto sobrenatural dentro-de-um-mundo parecesse real para o público. O filme segue a descoberta de Clary que ela é capaz de ver esta alternativa de Nova York, chamado Downworld [submundo], e seus habitantes, mesmo que ninguém mais possa, gradualmente introduzindo o público a este mundo fantástico.

Disse o produtor Robert Kulzer: “É esta progressão lenta de levar o personagem principal, e espero que o público, a partir de um aqui-e-agora do dia presente no meio urbano à este mundo realmente fantástico. Ambos os mundos meio que coexistem.”.

Mas ao invés de relaxar com o CGI [Imagens geradas por computador], o diretor Harald Zwart tentou colocar os elementos fantásticos de “Cidade dos Ossos” na realidade, não só por razões práticas (como evitar o orçamento de aumentar rapidamente), mas também para garantir que a história ficasse acessível ao público, e isso significa empenhar-se mais nas emoções do que nos monstros. Lily Collins, explicou: “O que eles fizeram com esse projeto é realmente reconhecer o fato de que é um enorme mundo de fantasia, que se não torná-lo real de alguma forma, você vai perder a audiência no materialde CGI. ”

“Harald é o diretor final deste projecto, porque não é realmente o seu gênero – ele é todo sobre os personagens e emoções”, Collins continuou. “Ele fez uma história sobre pessoas reais neste mundo de fantasia.”

Ainda assim, isso não significa que “Cidade dos Ossos” não é adequadamente épico. “Ninguém vai se decepcionar no âmbito deste filme”, ??prometeu o produtor Don Carmody.

-Sim, O Filme Tem Romance

Uma das grandes chaves para Zwart também foi uma das principais razões para alguns compararem tão rapidamente “Os Instrumentos Mortais” com franquias semelhantes de jovens adultos como “Crepúsculo”. “No núcleo é uma história de amor”, disse o diretor, referindo-se ao romance central, um triângulo amoroso entre Clary, um Caçador de Sombras chamado Jace (interpretado por Jamie Campbell-Bower) e melhor amigo de Clary, Simon (Robert Sheehan).

E para Campbell-Bower, isso é um grande atrativo. “Esta é, em última análise esta história de amor”, disse ele, destacando a comparação com “Crepúsculo”. “Isso foi tão bem sucedido porque as pessoas investiram no amor entre esses dois personagens, e é isso que eu quero que eles tenham com isso.” Kulzer concordou: “Quando fizemos o teste com os dois juntos, Lily e Jamie, sentimos muito fortemente. Nós sentimos como ‘Uau, isso não é atuação, isso é coisa real.” ”

Mas apesar de sua química com sua co-estrela, Collins minimizou o ângulo romance, dizendo que ” é apenas uma porção desta aventura épica. E sim, serve de combustíveis para algumas cenas e é um sub-tom, mas é de nenhuma maneira uma história de amor que tem ação nele. É um filme de fantasia cheio de ação e aventura baseado na realidade que tem este romance nele.”

-Mas Também É Cheio De Ação

Do nosso breve tempo no set, chegamos a testemunhar algo desta ação, incluindo algumas cenas aparentemente dolorosos dos atores jogando uns aos outros e batendo nos móveis. Um passeio da casa de Clary ofereceu mais dicas, com vidro feito para ser facilmente quebrado construído em um dos quartos, e azulejos acolchoados na cozinha para que os atores possam bater neles com segurança.

Mas não culpe a magia do cinema, de acordo com Collins: “Com um monte de coisas de dublês, algo é obrigado a ir um pouco errado, e a maioria das minhas reações têm sido realmente eu dizendo, ‘Ai’ e gritando . Quando eu estava esculpindo esta runa na minha mão, a máquina que tinha fumaça saindo começou a queimar minha pele. comecei a gritar “Ai! Ow! Ow!” mas eu não parar a cena. ”

Ainda assim, Collins disse que amou fazer as cenas de ação, apesar de alguns poucos efeitos coleaterais: “Eu recebi tantas contusões às quatro da manhã, todas as horas da noite, assim isso foi um passeio intenso, mas tem sido muito divertido. ”

“Harald era como, ‘Eu não quero qualquer fios, eu não quero armação de cabos, não quero isso. Eu quero que seja memorável se você vai fazer alguma coisa, se você for fazer um flip, então você precisa ser capaz de fazer um flip. Se você vai fazer um salto, você precisa ser capaz de fazer um salto'”, explicou Campbell-Bower.

Então ele entrou em meses de treinamento intenso, treinamento físico, a fim de lidar com suas cenas de ação. “Aprender a fazer flips em mesas fora do mini-bonde foi realmente emocionante, porque sou eu fazendo isso no filme. Não é outra pessoa. Isso não é uma colocação facial. Não Há nenhum fio lá”, Campbell-Bower disse, claramente excitado. “Sou eu saltando do chão em uma mesa fazendo um flip no ar, que eu sei que soa muito estúpido, mas o menino de 14 anos dentro de mim diz: ‘Isso é muito impressionante. Isso é tão legal!'”

E Jared Harris (“Mad Men”), que interpreta Hodge, um ex-Caçador de Sombras que virou-tutor, não pode esperar por sua vez. Ele brincou: “Eu ainda posso chutar o traseiros, cara.” Harris disse de suas cenas de luta, “Estamos apenas praticando-as agora. Mas o que é realmente divertido é que eu começei a lutar com o Dredger de Sherlock Holmes [Robert Maillet]. Ele é um homem absurdamente enorme.”

“Quando você faz todas essas cenas de luta, você tenta e exagera e tal”, continuou ele. “E então eu sento lá e eu disse ‘Olha, se esse cara me bateu, eu cairia. Eu desmoronaria se ele realmente conseguir me acertar, porque o homem é enorme.”

-O Enredo Irá Mantê-los Nas Pontas Dos Pés

Como se não bastasse acrobacias para Collins ter que lidar, ela também tem de lidar com uma trama que está constantemente lançando novos (e chocantes) revelações em seu caminho. Disse Zwart, “Nós estávamos brincando com Lily, ela tem o que ela chama de momentos ‘Oh meu Deus’ todos os dias, onde as pessoas dão a ela um pedaço de informação que transforma seu mundo de cabeça para baixo.”

“Literalmente, a cada cinco minutos, ela dizerem algo que ela achava que era verdade, na verdade ser uma mentira”, Collins concordou. “Ela está lidando com criaturas que ela nunca sequer acreditou ou pensou existitem . Ela tem esse novo poder super-herói com as runas e ser capaz de ver as pessoas que ninguém mais pode. Ela é uma adolescente crescendo tentando descobrir a si mesma. Isso é preocupação suficiente. Agora ela tem que perceber que ela é uma Caçador de Sombras. ”

-Bem-Vindo Ao Instituto

O Instituto é a locação central no filme, um local seguro para Caçadores de Sombras para onde Jace leva Clary depois que ela tropeça em seu mundo. E é neste cenário que Clary primeiramente começa a aprender com Hodge Harris sobre sua mãe e seu passado. Harris disse sobre personagem: “Ele é o adulto que sabe muito mais da história dela do que ela. E ele é um tipo de conta-gotas de informações para ela, não dizendo a ela toda a história pura e simples, de modo que ele esta fazendo ela descobrir as coisas por si mesma . ”

É um local Harris conhece muito intimamente – porque ele não tem permissão para sair. “Por sua parte no que é chamado a Ascensão, [Hodge é] condenado a permanecer no Instituto, e ele tem uma maldição ou um feitiço colocado sobre ele o que significa que ele não tem permissão para sair. Ele recebeu a responsabilidade de ensinar os jovens Caçadores de Sombras”, explicou.

Nós, no entanto, fomos autorizados a entrar e sair como desejássemos, e uma visita à biblioteca do Instituto revelou uma notável atenção aos detalhes. Collins lembrou de ter ficado impressionado quando viu pela primeira vez o set: “O segundo em que eu cominhei paraa quilo cera de duas semanas atrás, eu me senti emotiva. É, literalmente, é exatamente como eu imaginei na minha cabeça.”.

Claramente, ela tem uma imaginação fértil, porque a biblioteca é embalado com todos os tipos de artefatos e armas. Nós fomos informados de que a equipe de design ditou o layout básico da biblioteca, e depois trabalhou com o departamento de dublês para discutir o posicionamento final – o que significa que você sabe que verá alguma ação séria.

-Cassandra Clare Está A Bordo

Para a maioria das adaptações de tela grande, uma vez que os direitos do livro foram comprados, o envolvimento do autor é temrina. Mas os realizadores pensaram que era importante manter Clare no circuito. Para Kulzer, incluir Clare simples, “Eu senti que ela inventou este mundo, ela investiu muito tempo e energia, assim fazê-la parte do processo de tomada de decisões. Até agora, tem sido ótimo. Ela vai dizer “Eu entendo que você faça escolhas, mas eu sei que os fãs não vão gostar disso.” ”

“Há pessoas que dizem, ‘Oh meu Deus, não tragem o autor, você está criando um monstro.’ Nós nunca queremos estar em uma situação em que, um tweet e ela diz ‘Robert Kulzer e Don Carmody arruinaram meu filme.’ Se ela disser, eu quero que ela diga, ‘Robert Kulzer e Don Carmody e eu arruinamos meu filme’ “, riu Kulzer.

Zwart concordou: “Cassandra é realmente flexível com seu material. Ela vê que, enquanto mantemos as intenções dela que ela sabe que os fãs adoram, ela tem sido muito legal.”. E para Zwart, ela provou ser um recurso inestimável sempre que ele ficou preso, “Eu tenho mandado montes de e-mails e feito várias ligações enquanto passamos o filme e eu digo, ‘você pode chegar a uma diferente solução de como fazer isso? Porque eu não posso filmar isso ou isso não funciona.’ Ela me escreve páginas. Assim que tem sido ótimo.”

Ainda assim, ter o autor em conjunto às vezes vem com consequências inesperadas – ou seja, os atores pescam para informações privilegiadas (e spoilers). “A série não está terminado, então o que eles muitas vezes perguntar sobre o que acontece ao seu personagem, como ele acaba, ele vai morrer?” Clare riu. Mas ela resiste: “Às vezes eu vou dizer-lhes as coisas que são relevantes para seus personagens que ou são parte de minhas anotações que aparecem nos livros, ou algo que acontece em um livro que ainda não foi lançado, mas eu não digo se vai morrer. ”

Para Clare, porém, estar no set foi uma lição de desapego. “Eu venho aqui e vejo em seguida, fazendo pinturas, e vejo as construções de cenários, e eu continuo querendo agradecer-lhes por fazer tudo isso. Este é um grande favor para mim no qual você constrói esses lindos cenários, e lindas pessoas vem e atuam cenas dos meus livros, e então eu me lembrado que isso não é realmente sobre mim de qualquer maneira “, disse Clare. “Esta é uma interpretação artística dos meus livros, e isso é a visão do diretor e da visão dos atores. E eles têm que fazer o que eles acham que é certo.”

Mas Collins, por um lado, estava feliz por tê-la ali:. “Ela é a criadora desta fantasia e é uma honra tê-la aqui e ter a sua bênção sobre coisas. Quando você é um fã de algo, a pessoa que o criou é o começo-e-o-fim de tudo, por isso é ótimo tê-la estar aqui e trabalhar com Harald e todos os produtores. ”

-Lily É Uma Fã

E Collins sabe o quão importante é ter a bênção de Clare é, porque ela é um enorme fan de “Instrumentos Mortais”. “Eu era verdadeiramente uma fã da série antes de eu ser escalada”, explicou ela. “Eu sempre amei livros de fantasia.” E começar a atuar um de seus heróis foi seriamente emocionante para Collins: “Tendo lido os livros e estar muito familiarizado com Clary, é apenas uma espécie de admirá-la como personagem … Eu fiquei emocionada. Um fan de ser escalada como uma heroína que ela admiravam. ”

Kulzer e Carmody consideram-se apenas como o prazer de tê-la. Disse Kulzer, “O minuto que ela caminha sobre o cenário, é uma transformação. Ela está totalmente na praia dela, ela é calma, ela está recolhida, ela toma notas do diretor, quase como este algo remoto de engenharia. Ela ouve tudo, atinge toda a sua marcas, nós só ficamos ‘Oh meu Deus, ela é perfeita.’ ”

-Jamie Quer Provar Que Estavam Errados

Campbell-Bower, no entanto, teve um pouco mais de trabalho para convencer os produtores e os fãs que ele era certo para o papel de Jace, protagonista do filme. Ele lembrou o processo, dizendo: “Eu entrei naquele teste de câmera, sabendo que eu não era necessariamente a pessoa que eles queriam, o que é uma situação difícil. Isso é absurdamente difícil.”

Felizmente para ele, ele atingiu o seu potencial co-estrela de imediato. “Lily e eu apenas automaticamente nos demos bem e esses dois personagens simplesmente sairam de nós e era como se nos conhecêssemos há anos. Foi tão estranho”, disse Campbell-Bower.

Collins concordou: “Ele saiu e eu virei para todos e era como, ‘Eu realmente não sei o que mais vocês poderiam estar procurando. Iste é o Jace.” ”

O sentimento era mútuo para Clare, que disse que depois de assistir a fita de audição, “Eu só comecei a chorar, porque eu estava tipo ‘Esses são meus personagens!” Foi perfeito. Assim, a partir de então, eu estava completamente decidida com ‘Eu amo o Jamie, “e não quero mais ninguém.”

Mas os fãs de Clare têm sido uma mais difícil comprar, queixando-se sobre a escalação de Campbell-Bower. Kulzer explicou, “Ele teve um tempo difícil, porque, tanto quanto eles abraçaram Lily e também alguns dos outros membros do elenco que nós expressos mais tarde, os fãs imediatamente foram ” Amor, amor, amor, amor ele “. Com Jace, que eram sempre um pouco, ‘Oh, mas ele não é um Jace.””

E Campbell-Bower admite que ele deixe que incomodá-lo:. “Eu acho que no começo eu estava muito consciente do que estava sendo dito, seja isso positivo ou negativo; predominantemente negativo. Isso é algo que você tem que lidar. Eu tenho que apreciar o fato de que esta é uma série de livros que as pessoas já encontraram e as pessoas já têm noções preconcebidas sobre quem são os personagens, e eu tenho que respeitar isso. ”

Ainda assim, isso estimulou Campbell-Bower para trabalhar ainda mais para provar que estão errados. “É claro que me afetou. Eu seria uma pessoa fria, insensível e egoísta caso não tivesse, mas isso me fez querer provar para essas pessoas que dizem que eu não posso fazer isso que eu realmente posso”, disse. “Se eu posso ganhar mais de 50 por cento das pessoas que disseram que eu não poderia fazer isso ou não querem que eu faça isso, então eu sinto que fiz o meu trabalho.”

Collins defendeu sua co-estrela, dizendo: “O que eu estou realmente animada é para todas as pessoas lá fora que não querem certos membros do elenco para ser Jace ou [Jemima West]parte e [Kevin Zegers], eu acho que eles vão ficar realmente surpresos e muito felizes.” Em seguida, ela jogou o seu trunfo, declarando: “Como um fã da série, eles condensam toda a emoção que eu gostaria que esses personagens tivessem.”

-Fãs Ajudam A Projetar A Aparência

Se eles sabem ou não, os fãs tiveram um grande papel no visual de “Cidade dos Ossos”, até o design das armas, especialmente quando se tratava da vestimenta dos Caçadores de Sombras. Clare explicou, “Eu nunca realmente descreví como ela é, então uma das coisas que fiz foi ir para as artes dos fans e olhar para a idéia de como os fãs imaginaram que a vestimenta de combate poderia parecer. E eu acho que serviu como um tipo de modelo para o seu desenvolvimento eventual da roupa. ”

Carmody disse que era importante para eles, verem como os fans de “Instrumentos Mortais” visualizavam os conceitos de Clare, e projetaram as ideias que apareceram. “Não que nós concordamos cem por cento com tudo isso, mas é interessante para ver onde eles estão indo de um ponto de vista de design”, disse Carmody. “Nós meio que construímos sobre algumas das idéias que eles colocaram lá fora.” Então, alguns fãs sortudos só poderiam reconhecer a sua obra na tela.

-Alguns Grandes Nomes Entraram Na Diversão

Jared Harris não era o único ator veterano de se soltar no set de “cidade dos Ossos”. De acordo com Kulzer, CCH Pounder teve uma explosão atuando o demoníaca Madame Dorothea. “Não há nenhum efeito visual no mundo que pode bater uma boa atriz”, disse Kulzer. “É muito divertido vê-la chutar a bunda de Caçadores de Sombras. Ela faz isso muito bem. E ela se divertiu fazendo isso.”

Clare não poderia ter sido mais feliz com os resultados, dizendo: “Jared Harris é tão maravilhoso em interpretar personagens conflitantes que eu senti que ele seria um grande Hodge. Ele não parece exatamente como o personagem descrito no livro, mas que não me importa tanto quanto o fato de que eu sentir que ele pode realmente fazer aquilo. ”

Claro, uma das maiores peças foi um grande ator, bem como: o vilão Valentine Morgenstern, que é interpretado por Jonathan Rhys-Meyers. E enquanto ele é uma figura imponente, com suas tatuagens e cavanhaque (menos com os rabos de cavalo trançado), ele é rápido para manter as coisas iluminadas no segundo que eles gritam “corta!”, para se certificar de que Collins não venha a “odiá-lo depois de duas semanas.”

Não soa como ela. Collins disse que de seus colegas de elenco: “Com este filme, todo o elenco tem uma afinidade incrível. Mesmo alguém como Jonathan, que é tão incrível e tão intenso e tão experiente, ele ainda gosta de se divertir também. E isso torna um grupo muito experiênte e muito familiar. ”

-Sequencias Terão Que Esperar

Mas, apesar de “Cidade dos Ossos” ter o potencial de gerar pelo menos cinco continuações, o elenco e a equipe estão esperando para ver a abordagem de quaisquer parcelas futuras. A melhor maneira de garantir uma segunda tentativa, eles notaram, é certificar-se que o primeiro filme é satisfatório por conta própria.

“A menos que este filme seja ótimo, não há franquia”, disse Zwart. “O livro é muito inteligentemente criado para que você quase sinta necessidade de ler o segundo livro, a fim de obter respostas para muitas das questões que são levantadas no final. Estamos realmente trabalhando duro em nos certificarmos de que o filme de pelo menos tenha um fechamento emocional para ele. ”

Campbell-Bower concordou: “Se ele vai para outros dois, se ele vai para outros três, quantos forem, isso é ótimo. Mas agora estamos nos concentrando neste filme e fazer este filme e conseguir que ele seja tão bom quanto eu possa fazê-lo. ”

Em outras palavras, “Cidade dos Ossos” está fazendo tudo o que puder para garantir que os fãs vão para casa feliz, incluindo ganhando a bênção de Clare e mantendo a essência dos livros intactos, mesmo se mudar alguns detalhes aqui e ali.

“Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos” está previsto para estrear nos cinemas em 23 de agosto de 2013.

 

FONTE

 

 

Arquivado nas categorias: Matérias , Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos , Paris Filmes com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
10.12
Primeiramente gostaria de dizer que esses últimos dias foram incríveis. Para vocês que aco...
25.11
Uma matéria do site Fashion & Style listou algumas diferenças apontadas pelos atores que estar...
29.10
Shadowhunters, temos mais algumas perguntas respondidas por Cassandra Clare em seu tumblr. Desta...
29.07
O importante e reconhecido mundialmente jornal britânico, The Guardian, publicou em seu site um...
17.06
Shadowhunters, é com muita satisfação que vemos que "Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos" f...
10.03
A adaptações do livro Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos recebeu diversos prêmios ...

Deixe seu comentário

1 comentário em “"Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos : 11 coisas que você precisa saber"”







Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook