28.08

padrao_malec

A autora respondeu uma pergunta sobre os personagens em seu Tumblr, esclarecendo sua posição em relação ao mesmos, já que aparentemente algumas pessoas ainda possuem dúvidas:

Mais sobre Alec e Magnus: Oi Cassie. Você é minha autora favorita de todos os tempos, mas eu ouvi algo que me confundiu. Ouvi que você sente que Malec é mais uma obrigação e que você não se importa com eles. Minha pergunta e, isso não é verdade, certo? Eu me recuso a acreditar nisso porque eu não creio que você faria algo assim. Malec é tão importante para a história quanto Clace (para mim e acho que para várias pessoas). Você pode me dizer por favor o que Malec realmente significa para você? Obrigada por ouvir ou ler. Com amor, — booger206

Eu quis responder essa pergunta porque ela realmente corta uma espécie de desconforto que os consumidores tem com os criadores. Escritores estão fazendo um trabalho – que é na maior parte divertido, mas que as vezes é exaustivo e frustrante e duro – e também canalizando nossos interesses, obsessões, experiências e paixões no que acaba se tornando um livro. E as vezes os leitores se perguntam, se esse é o nosso trabalho, o quanto nós o amamos? O quanto nós amamos o que vocês amam? Que coisa horrível poderia acontecer se o criador não amar sua criação tanto quanto vocês?

Eu consigo apenas pensar nisso como uma pergunta baseada no medo de um desequilibro de carinho e poder, ao invés de ódio (que foi meu primeiro pensanento, admito, mas estou trabalhando nisso). Sim, escrevee é meu trabalho. É um trabalho. É um trabalho que eu amo, porque não há razão para algo não poder ser o seu trabalho e uma coisa que você ama. Na verdade eu frequentemente penso que essa é absolutamente a melhor coisa pela qual você pode torcer como artista — porque amor puro e nenhum trabalho é comodismo, que é divertido de escrever mas não de ler, e todo trabalho e nenhum amor – bom, eu não sei como isso termina. Nunca fiz isso. Mas imagino que dê menos alegria de fazer e ler.

Eu criei Magnus e Alec anos atrás, quando ninguém além de mim se importava com eles, e os amei quando ninguém sabia deles além de mim, e continuei os amando através dos primeiros anos quando ninguém prestava nenhuma atenção neles e ninguém havia criado a palavra “Malec”. Eu os escrevi para mim primeiro, e depois para os muitos leitores gays e bissexuais que, mais e mais, me escreveram para dizer que Magnus e Alec significaram algo para eles, e depois para todos os leitores que começaram a se importar com eles. O laço entre autor e personagem é forte: eles sempre serão parte de mim: parte do meu cérebro, parte do meu coração, parte de anos de trabalho e amor.

Não posso prometer que vocês sempre vão amar tudo o que eu escrever, que suas opiniões não irão divergir sobre a narrativa e sobre as escolhas na história. Mas me deixem fazer uma promessa para vocês leitores: Eu nunca, nunca escreverei algo que não amo. Eu nunca escreverei personagens que eu não me importo. Eu nunca escreverei algo que pareça um fardo para mim. Eu não preciso disso, eu não vou me colocar em dor e estresse desnecessário por nenhuma razão terrestre que seja.

Eu acho que vou apenas finalizar dizendo que você nunca vai saber a razão pela qual um escritor escreve determinada coisa, a menos que ele te fale. Você só pode supor. Você pode supor com um espírito generoso ou não. Como escritora, eu tento supor sobre outros escritores com o espírito mais generoso que eu posso. Eu acredito que no fim, isso me deixa feliz. 🙂

FONTE

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare , Os Instrumentos Mortais com as tags: , , , , .
Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.10
A Editora Galera Record anunciou a volta do box “Os Instrumentos Mortais” com as novas capas met...
15.10
“Cidade de Vidro”, de Cassandra Clare e o 3º livro da série “Os Instrumentos Mortais”, ent...
02.09
Cassie deu uma entrevista para o site booktopia, respondendo 10 perguntas que eles fizeram pra ela! ...
17.08
Cassie anunciou hoje em seu twitter que estará no festival internacional do livro de Edimburgo, no ...
01.07
Conforme anunciado em sua newletter (leia clicando AQUI), Cassandra Clare revelou a capa de “Chain...
25.05
A live de Cassandra Clare aconteceu hoje e foi um sucesso: mais de 1.900 pessoas assistindo simultan...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook