28.12

Sinopse: In this powerful, passionate reimagining of the Persephone myth for fans of Lore Olympus and Melissa Albert, two former best friends–split apart by betrayal–find themselves reunited in the Underworld. But will either one make it out, or will the darkness that’s growing in each of them consume them whole?

For all of Corey’s life, it’s been Bree and Corey, Corey and Bree. Best friends, the girls are inseparable—until a devastating betrayal leaves Corey shattered and alone. Corey is sure nothing could hurt more, until Bree suddenly dies. Now Corey is heartbroken and furious. How can she mourn her one-time friend when she is still so angry at her?

Yet Corey and Bree’s tale is far from finished. When Corey accidentally catches a glimpse of Bree’s spirit passing into the afterlife, she finds herself face to face with a god pulled from the darkest myths of her girlhood: Hades, lord of the dead.

Turns out, the legends are real. But Hades is different from what Corey imagined—and so are the Furies, terrifying and beautiful creatures who encourage Corey to embrace her rage. The more Corey discovers about the Underworld, the more her own power stirs. But can she resist the lure of the darkness within?

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse e-ARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um e-ARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

Primeiro queria começar dizendo que eu fui levemente iludida por mim mesma. Quando eu li a sinopse, eu só gravei mentalmente “Persephone” “Hades” “releitura moderna”. O que é obvio, pra quem me conhece e sabe a grande cadelinha dos dois que eu sou, era o que ia acontecer. Então, enquanto eu ia lendo o livro e reparando que ele é basicamente sobre tudo, bem pouco focado no romance, eu virei total o emojinho do palhaço.

Dito isto: eu me arrependo de ter lido esse livro? Absolutamente não, apesar de não ter dado um cinco completo e vou explicar o porque.

Como diz na sinopse, o livro nos conta a história de Corey, e tudo que Corey sempre foi na vida, era ser melhor amiga de Bree. As duas tinham uma amizade enorme de anos e se amavam profundamente, até o dia em que Bree não só traiu a confiança de Corey, mas também encerrou a amizade delas sem dar muita explicação, nem ao menos dizer o que estava acontecendo ou sequer se desculpar pelo que tinha feito.

E, desde então, Corey a odeia com todas as forças. (É aquilo que sempre dizem, nunca você vai odiar tanto algo quanto algo que você já amou algum dia – e isso vale pra “alguém” também). Foram meses em que Corey passou tentando dar algum sentido aquela traição e a Bree ter jogado fora anos de amizade como se nada fosse, sem ao menos se dar ao trabalho de falar com ela quando tudo explodiu e Corey soube o que ela tinha feito.

E então Bree morre. Ela sofre um acidente na praia, no meio de uma festa e morre afogada no mar. E daí todo mundo espera que magicamente Corey a perdoe (porque aparentemente todo mundo que morre de repente vira santo) e deixe todo aquele ódio acumulado pra lá. Mas, só quem tem uma história não acabada, que termina assim, sem uma resolução, sabe que não funciona bem assim.

Assim quando o dia anterior ao enterro de Bree chega, Corey vai até onde será o velório dela para tentar ao menos se despedir e falar tudo que quer sem que a cidade toda fique sabendo disso. Só que ao sair de lá, quando estava pegando o caminho para casa, Corey vê o espirito de Bree saindo de dentro do lugar e seguindo para o mar e é então que ela se dá conta do que está vendo: a alma de sua amiga atravessando para o outro lado – para o Mundo Inferior especificamente.

Como Corey não consegue simplesmente esquecer que viu isso e deixar pra lá, a vida dela toma toda uma reviravolta que ela acaba parando por conta própria no mundo inferior e é “adotada” por três fúrias. Conforme o livro vai passando, nós vamos vendo em quem Corey pode confiar ou não naquele mundo ali que não é o dela – e como as coisas vão tomando sua forma até o que acontece no final.

Corey é uma personagem que eu adorei desde o primeiro minuto que comecei a ler o livro, que é todo no ponto de vista dela – e por ser no ponto de vista dela, nós só vamos recebendo poucas informações sobre o que se passou entre ela e Bree, até o meio do livro basicamente onde ela fala tudo que aconteceu e porque elas chegaram onde chegaram.

Todo o livro é muito mais sobre a raiva de uma amizade perdida, sobre o luto que Corey está passando, do que sobre o romance, mas ainda assim ele aparece um pouco e é bem fofinho.

Porém, o que me fez dar quatro estrelas ao invés de cinco, é o fato de que eu achei que algumas coisas ficaram meio… soltas, sabe? Teve alguns pontos no meio do livro que ficaram assim, sem nenhuma resposta firme ou especifica, só como “aconteceu porque tinha que acontecer” quando podia ter sido muito melhor desenvolvido.

Fora isso, é uma ótima leitura, que eu recomendo a todo mundo que adora essas releituras que tem sido feitas hoje em dia!

Thanks for the free e-book, Penguin Random House International.

Para comprar “Her Dark Wings” basta clicar no nome da livraria:

Amazon, brochura.
Amazon, e-book.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
19.07
Sinopse: A primeira pergunta: um século e meio depois a história se repete? Em 1863, na Rua do A...
16.07
“Grande sertão: veredas” João Guimarães Rosa Arte de capa: Alceu Chiesorin Nunes Compan...
16.07
Começou hoje, 16/07, a meia-noite, o Prime Day Amazon, que irá até 21 de Julho, às 23:59. Há g...
12.07
“Prazos de validade” Rebecca Serle Tradução: Lígia Azevedo Paralela – 2024 – 264 pá...
09.07
Chegamos no meio do ano (!!!), um ano bem bagunçado, vamos assumir, mas que tá cheio de livros ót...
05.07
“A Ascensão do Dragão: Uma história ilustrada da dinastia Targaryen – Volume 1” George R...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook