18.12

Sinopse: Em mais uma eletrizante caçada, o detetive Joona Linna tem que desvendar a identidade de um misterioso e cruel serial killer.

Jenny Lind, uma adolescente de dezesseis anos, é sequestrada em plena luz do dia. Jogada na carroceria de um caminhão, ela é levada para um lugar onde enfrentaria seus piores pesadelos. Cinco anos depois, numa noite chuvosa, seu corpo é encontrado em um parque, pendurado num gancho. Quando uma órfã de dezessete anos desaparece, o detetive Joona Linna descobre conexões perturbadoras entre os dois casos. Logo fica evidente que um assassino em série vem atuando há anos nas sombras, e Joona se vê em uma corrida contra o tempo para salvar a vida das vítimas. Para ajudá-lo a desvendar quem é o assassino, ele conta com a ajuda do psiquiatra Erik Maria Bark, especialista em hipnose.
Em mais um romance cheio de ação e reviravoltas, Lars Kepler apresenta um assassino convincente e assustador. O homem-espelho é a combinação perfeita de horror e drama psicológico.

Acho que todo mundo que acompanha a gente aqui no Idris algum tempo já deve saber o quanto eu sou uma cadelinha de Lars Kepler, por isso provavelmente ninguém vai se surpreender quando eu falar que “O homem-espelho” é mais uma canetada da dupla. Eu já li outros livros deles e vocês podem ver minhas resenhas clicando aqui.

Mas vamos logo para a parte boa: sendo mais um livro de Lars Kepler, é óbvio que se trata de mais uma história sobre meu investigador favorito Joona Linna. Só que, assim como os outros livros antes, mesmo se passando no mesmo mundo, não é absolutamente necessário já ter lido os anteriores (apesar de, sim, algumas coisas fizerem mais sentido, como o fato da minha querida Saga estar em uma instituição, se você tiver lido antes).


“O tempo tem a capacidade de aplacar a dor e torná-la translúcida. Lentamente, a pessoa aprende a lidar com o que mudou, com o fato de que a vida continua, mesmo que não se pareça nenhum pouco com o que se esperava.”

Eu confesso que a trama desse livro me pegou desde o começo. Tudo obviamente começa com um assassinato que Joona começa a investigar as escondidas, porque eles dão o assunto por encerrado, mas é óbvio que não está ainda não e, no final das contas, resta a Joona salvar o dia – como geralmente acontece porque ele é muito inteligente.

E até eu fui surpreendida em um ponto, porque eu simplesmente não queria acreditar que a pessoa que cometeu os crimes foi de fato quem cometeu. Enfim.

Uma garota aparece morta em um parquinho e a única pessoa que testemunha aquele assassinato, é um homem que tem problemas de memória. Alguns anos atrás, Martin, esteve envolvido em um acidente no gelo que causou a morte da enteada dele e desde então ele vem sofrendo de transtorno de estresse pós traumático e vem se tratando em uma clínica.


“Lumi nunca entenderá que aquele ato de crueldade foi o preço que Joona teve que pagar. O preço que Jurek exigiu.
As últimas palavras dele, o misterioso sussurro antes de cair, eram uma prova desse fato.
Foi nesse momento que Joona mudou e, a cada dia que passa, entende melhor que, de fato, se transformou.”

Então, a esposa dele, resolve que é uma boa hora pra eles adotarem juntos uma garota – e é o que eles vão fazer até que quando ele testemunha o crime e não lembra de absolutamente nada sobre o que aconteceu lá, mas mesmo assim eles começam a serem ameaçados pela pessoa que está por trás de tudo, dizendo que se forem até a polícia, então a garota que eles pretendem adotar será morta.

Não demora muito até a garota ser sequestrada e começamos a ver o ponto de vista dela lá nesse lugar onde ela está que é basicamente uma fazenda onde tem várias outras meninas lá, com uma senhora cuidando delas para que elas não fujam – e também para que elas obedientemente aceitem serem drogadas para servir de escravas sexuais para o homem que está por trás de tudo.


“Joona se lembra de algo que o filósofo Michael Foucault escreveu certa vez: a verdade não faz parte da ordem do poder; está relacionada à liberdade.”

E olha, isso parece ser muito, mas acreditem quando eu digo que é apenas a ponta do iceberg de uma história muito bem escrita e muito bem atada em tudo conforme a resolução do caso vai se apresentando.

Eu tinha 99,9% de certeza que o assassino em questão seria outra pessoa que não quem foi, mas aquele 1% ficava o tempo todo “e se for…”, só que, como eu disse ali em cima, eu realmente não queria acreditar, porém eu devia porque Lars Kepler são dois gênios das conclusões finais de casos, mesmo que eu ainda não tenha perdoado eles por toda a dor e sofrimento que foi causado na Saga no livro anterior – a única coisa que me deixou mais tranquila quanto a isso é que Joona não a abandonou e também o final deixa um gancho especial para o próximo livro que eu já estou MORRENDO pra ler.


“- Muitas vezes me ponho a pensar que as religiões patriarcais não têm sido tão boas para as mulheres.
Não.
Mas ainda assim há uma distância muito grande entre ser o escolhido por Deus e se tornar um assassino em série – ela diz, sentando-se novamente.”

Eu sei que sempre repito isso, mas acreditem em mim, se você gosta de suspense policial, você tem que dar uma chance não só pra Homem Espelho, mas pra todos os livros da série Joona Linna, porque sinceramente tá um melhor que o outro, com Lars Kepler mostrando ao mundo que eles vieram pra ficar mesmo e agitar completamente o mundo literário.

Para comprar “O homem-espelho” basta clicar no nome da livraria:

Amazon.
Magazine Luiza.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.07
“Grande sertão: veredas” João Guimarães Rosa Arte de capa: Alceu Chiesorin Nunes Compan...
16.07
Começou hoje, 16/07, a meia-noite, o Prime Day Amazon, que irá até 21 de Julho, às 23:59. Há g...
12.07
“Prazos de validade” Rebecca Serle Tradução: Lígia Azevedo Paralela – 2024 – 264 pá...
09.07
Chegamos no meio do ano (!!!), um ano bem bagunçado, vamos assumir, mas que tá cheio de livros ót...
05.07
“A Ascensão do Dragão: Uma história ilustrada da dinastia Targaryen – Volume 1” George R...
02.07
Sinopse: Arwen era uma simples jovem humana, vivendo em uma pacata vila e em meio a um povo cujo d...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook