13.11

Sinopse: A partir de sua peregrinação a Santiago de Compostela, Paulo Coelho constrói esta fascinante parábola, que trata da necessidade de encontrar o próprio caminho. Sua jornada se inicia com a orientação de um guia que lhe apresenta exercícios de meditação e reflexão que aos poucos vão transformando a forma que ele vê o mundo. Parte história de aventura, parte guia de autoconhecimento, este livro oferece a combinação perfeita de encantamento e inspiração. Publicado em 150 países e traduzido para mais de setenta idiomas, é uma das obras mais importantes de Paulo Coelho. É nela que o autor expõe sua filosofia humanista e introduz a profundidade de sua busca


O Diário de um Mago” é um dos livros mais famosos de Paulo Coelho (e, se eu não me engano, também é um dos primeiros livros que ele escreveu e lançou). O livro foi lançado primeiramente em 1987, é um livro que já foi publicado em inúmeros países e em várias línguas diferentes e, esse ano, está completando 35 anos, enquanto o autor, Paulo, está completando 75 anos!

O livro em si conta a história do próprio Paulo Coelho quando ele fez a peregrinação de três meses pelo caminho que leva para Santiago de Compostela em busca de um autoconhecimento (Caso você não saiba o que é isso, aqui tem um link explicando bem direitinho do que se trata).

Meu primeiro contato com esse livro não foi agora, na verdade, foi quando eu era bem mais nova e estava em uma fase em que eu queria ler todos, absolutamente todos os livros de Paulo Coelho. Eu imagino que todo mundo um dia passou por uma fase assim com algum autor.

E, por esse motivo que eu tenho que eu raramente leio as sinopses antes de ler o livro, eu fiquei bem surpresa quando descobri que se tratava de uma história quase que biográfica (já explico o porquê do quase), quando eu pensava que era realmente um livro fantasioso sobre magos e todo o resto.

Confesso que eu demorei um pouco para pegar o ritmo da leitura, mesmo anos atrás, mas agora quando reli, ela fluiu realmente muito melhor do que da outra vez, e as parábolas e os ensinamentos que o livro trás (porque mesmo que não tenha muita ação, como na maior parte dos livros do Paulo, sempre tem um grande ensinamento por trás) são muito bem-vindos e muito apreciados nesse momento da vida.

Agora, explicando o porquê do quase: eu realmente acho que tem um que de fantasioso durante toda a história. Não acho que o autor esteja mentindo, longe disso. Sei que tem muitas pessoas por aí que são haters de Paulo Coelho, mas eu não sou uma delas: muito pelo contrário. Alguns dos livros que eu mais gosto são dele: Veronika decide morrer é um dos meus livros favoritos da vida inteira.

Eu só acho que muitas vezes as pessoas acreditam no que elas querem acreditar e o próprio Paulo já falou que ele usa de muitas parábolas no livro e que muitas pessoas não entendem isso. Não é por ser um livro quase biográfico que tudo tem que ser levado exatamente literalmente como ele diz ali.

Por ter vários “exercícios” propostos no livro, muitas pessoas consideram o livro um tipo de “autoajuda disfarçada”, mas eu não consigo ver assim, de jeito nenhum. Eu acho que a proposta do livro é trazer ensinamentos, não necessariamente religiosos ou místicos, apesar de ter bastante disso no livro.

Eu acho que num todo “O Diário de um Mago” é um bom livro. Mas não é um livro para quem está procurando uma fantasia. É uma história real misturada com parábolas e com um tanto de fantasia, e ela é completamente do ponto de vista de Paulo Coelho, e é uma história que você pode até não acreditar, mas vai querer ouvir pelos ensinamentos que traz no final.

Para comprar “Diário de um Mago” basta clicar no nome da livraria:

Amazon.
Submarino.
Magazine Luiza.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
12.07
“Prazos de validade” Rebecca Serle Tradução: Lígia Azevedo Paralela – 2024 – 264 pá...
09.07
Chegamos no meio do ano (!!!), um ano bem bagunçado, vamos assumir, mas que tá cheio de livros ót...
05.07
“A Ascensão do Dragão: Uma história ilustrada da dinastia Targaryen – Volume 1” George R...
02.07
Sinopse: Arwen era uma simples jovem humana, vivendo em uma pacata vila e em meio a um povo cujo d...
28.06
“O Rei Aurora” (Artefatos de Ouranos 2) Nisha J. Tuli Tradução: Guilherme Miranda Seguint...
25.06
“Quem vai te ouvir gritar: Uma antologia de horror negro” Jordan Peele, John Joseph Adams e v...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook