27.10


“Witcha Gonna Do?”
Avery Flynn
ARC recebido em formato digital em parceria com a Penguin Random House International
Berkley Books

Data de lançamento internacional: 06 de dezembro de 2022

Poderia ficar pior do que não ter absolutamente nenhuma habilidade mágica quando você é um membro da família de bruxas mais poderosa de todos os tempos? Eu costumava dizer que não, mas então eu continuo sendo arranjada em encontros com Gil Connolly, cuja gostosura só é igualada ao ego dele. Sério. Eu não o suporto. Mesmo que eu também não consiga parar de pensar nele (especificamente beijá-lo), mas vamos fingir que nunca te contei essa parte.

Então, sim, minha vida não é a melhor neste momento, mas então vai direto para o pior inferno quando acidentalmente faço o feitiço da minha irmã falhar e amaldiçoar toda a minha família. E a única pessoa que pode me ajudar a quebrar o feitiço? Você adivinhou. Gil, o idiota super gostoso.

Agora nós temos que trabalhar juntos para salvar minha família e vencer estrategicamente algumas forças nefastas mal-intencionadas empenhadas em dominar o mundo. Ah sim, e nós temos que fazer tudo isso enquanto lutamos contra a crescente atração entre nós porque eu posso não ser mágica, mas o que está acontecendo entre Gil e eu com certeza parece.

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse eARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada”, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um eARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

Olha eu aqui lendo uma romcom (sigla de “Romance Comedy”, a boa e velha comédia romântica) que envolve um pouco de fantasia, porque assim elas me divertem bastante. Essa resenha nem vai ser longa porque eu sinto que quase tudo no livro termina sendo spoiler já como antes do primeiro quarto terminar, o leitor sabe mais sobre Maltida “Tilda” Sherwood, a protagonista que não tem o nome revelado na sinopse acima. Descendente dos Sherwood, a mais f*da e forte família mágica, a pobrezinha não tem magia – ou é o que ela e o leitor é levado a acreditar quando o livro começa.

Tilda está tendo o terceiro encontro às escuras que termina sendo com Gil, um bruxo que a pobre mulher acha impossível de lidar. Mas Tilda tem olhos e por isso é obrigada a admitir que ele é um verdadeiro BRUXÃO GOSTOSO – assim mesmo, em caixa alta. Ainda afetada com a gostosura do cara, ela tira cartas e o vê com a irmã mais poderosa de sua família (sim, some ai tudo hahaha) e se ressente porque acha que ele é destinado a sua irmã Leona, que vem a ser a Ronaldinha da magia na família.

Mas antes de falar mais da trama, eu preciso falar de como a trama se desenrola porque é maravilhosa demais. Você sente como se Tilda estivesse falando com você já na apresentação e na primeira cena, nossa protagonista está em um café esperando o seu encontro (que é sim, o Gil, como já falei) e é basicamente uma cena de um filme romcom, com a protagonista falando qual das mulheres sentadas no café ela é e seu físico. Sinceramente, fazia muito, muito tempo que eu não me divertia tanto com o ponto de vista de uma personagem porque Tilda é espirituosa, inteligente, sarcástica e absurdamente estabanada. O livro é o show de Tilda e eu adorei demais a voz e a personalidade que ela tem.

Voltando a linha temporal da trama, Gil chega e toda uma cena com magia se desenrola entre os dois. A cena é filmada e vai parar no Withygram – e aqui, amigos, preciso parar de falar da trama novamente para falar sobre a DELICIA que são os trocadilhos nessa trama, desde seu titulo. A partir dai, Gil e Tilda são o tempo inteiro empurrados um contra o outro, com ele descobrindo tudo que o Conselho de magia malvadão quer, já como ele está a mando deles lá para descobrir os segredos dos Sherwoods. Só que o que ele descobre é diferente do que ele esperava, e tudo isso vai acontecendo ao mesmo tempo enquanto as faíscas rolam soltas quando ele encontra nossa protagonista, tudo do jeitinho que a gente espera em um livro assim.

E ah, para quem quer saber: eu não indico esse livro para menores de 16 anos. Há duas cenas de sexo e uma bastante descritiva, então quem não gosta fica aqui o alerta – e pra quem gosta também. Por enquanto não temos informações sobre a publicação do livro aqui no Brasil, mas sigam nossas redes sociais que assim que tivermos qualquer noticia, postaremos porque os bookstans merecem poder ler essa trama fofinha e divertida, uma verdadeira comédia romântica com pitadas de magia.

Eu soltei gargalhada em diversas partes do livro, mesmo não sendo fã de romance e nem de todas coisas obvias que estão na trama e que qualquer um pode somar com o que eu já falei aqui, mas se me propus a ler uma romcom, eu tenho de analisar o gênero e o contexto dela, e, com isso, eu posso afirmar com todas letras que “Witcha Gonna Do?” tem uma vitória majestosa. Não é o livro que vai mudar sua vida, mas é o livro que vai te divertir e que promete mais livros das outras irmãs, já como o próximo livro promete ser justamente da Leona.

Se você quer ler algo leve, bobo, divertido, que te fará rir e shippar um casal, você pode ler este livro sem medo nenhum de ser feliz porque é justamente tudo que ele lhe entregará, sem medo de cair na própria bobagem de previsibilidade do enredo, porque, no final das contas, o que procuramos aqui é a magia do bom e velho amor. E encontramos nessas páginas.

Thanks for the free book, Penguin Random House International.

Para comprar “Witcha Gonna Do?” basta clicar no nome da livraria:

Amazon.
Amazon, eBook.


Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
23.02
  Oi pessoal, tudo bem com vocês? Hoje vim falar para vocês sobre uma série que eu de...
20.02
“A serpente e as asas feitas de noite”(Nascidos da Noite #1) Carissa Broadbent Tradução: J...
16.02
Sinopse:No último dia das bruxas, a ex-melhor amiga de Alice Ogilvie foi morta. Se não fosse ...
13.02
Depois de um janeiro que pareceu durar uns 3 meses, finalmente chegamos em fevereiro e no novo post ...
09.02
“Mata Doce” Luciany Aparecida Arte de Capa: Ale Kalko Alfaguara – 2023 – 304 páginas ...
06.02
Sem delongas, comecemos essa resenha com a sinopse: “Pietra Jimenez é uma famosa arqueóloga e pe...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook