27.06

Sinopse: This summer, Reese Camden is trading sweet tea and Southern hospitality for cold brew and crisp coastal air. She’s landed her dream marketing internship at Friends of Flavor, a wildly popular cooking channel in Seattle. The only problem? Benny Beneventi, the relentlessly charming, backwards-baseball-cap-wearing culinary intern–and her main competition for the fall job.

Reese’s plan to keep work a No Feelings Zone crumbles like a day-old muffin when she and Benny are thrown together for a video shoot that goes viral, making them the internet’s newest ship. Audiences are hungry for more, and their bosses at Friends of Flavor are happy to deliver. Soon Reese and Benny are in an all-out food war, churning homemade ice cream, twisting soft pretzels, breaking eggs in an omelet showdown–while hundreds of thousands of viewers watch.

Reese can’t deny the chemistry between her and Benny. But the more their rivalry heats up, the harder it is to keep love on the back burner…

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse eARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um ARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

Love from Scratch” nos conta a história de Reese (igual a atriz, não o doce, como ela gosta muito de frisar), que está fazendo o estágio dos sonhos dela: desde que foi apresentada ao programa “Friends of Flavour”, tudo que ela mais queria era trabalhar ali, fosse como fosse e então ela conseguiu uma vaga na equipe de marketing, onde ela trabalha cuidando das redes sociais de todo o canal.

Tudo que ela mais espera é conseguir a vaga fixa que virá em alguns meses e ela pensa que está com isso garantido, até conhecer Benny: um estagiário também, mas da cozinha, o qual eles convencem a fazer um episodio especial com ela, os dois participando de um quadro novo de amadores, porque eles estavam sem ter o que gravar naquele dia.

O que ela esperava que fosse algo único, acaba sendo maior: eles dois simplesmente explodem nas redes sociais com várias pessoas querendo mais vídeos e outras várias pessoas comentando sobre a química que existe entre eles, de como eles deviam ser um casal real. E então o canal decide transformar aquele vídeo que era para ser apenas uma grande brincadeira de um dia em algo rotineiro e eles passam a gravar sempre, vários episódios.

Obviamente, com o sucesso, tudo que a empresa mais quer é lucrar e vê uma oportunidade de usar aqueles vídeos onde os dois estão juntos fazendo receitas em uma competição entre eles pela vaga com a qual Reese sempre sonhou – e agora sabe que Benny também quer muito. E, quando tudo que Reese mais queria era distância do garoto no início, agora eles estão cada vez mais próximos e ela está cada vez gostando mais da companhia dele, assim como ele da dela. O que fazer na escolha entre o amor e entre o trabalho? E, afinal, tem que existir uma escolha realmente e eles não podem ter os dois? Isso vocês só vão saber lendo o livro.

Eu confesso que demorei um pouco pra engrenar nessa leitura, estava passando por uma ressaca literária terrível e não conseguia me concentrar, tive que recomeçar ele umas 3 vezes antes de enfim conseguir sentar e ler realmente e quando fiz isso, fiquei feliz por ter feito, porque “Love from Scratch” é um livro bem gostosinho de se ler.

Nós vemos tudo do ponto de vista de Reese, então a gente sabe bem o que se passa na cabeça dela o tempo todo, o que pode ser incomodo em alguns pontos – ela é uma pessoa com certos problemas de confiança, muito bem justificáveis, diga-se de passagem, então ela passa bastante tempo nessa mentalidade de não saber o que fazer, de não saber como confiar em Benny.

O que atrapalha um pouco também é não saber exatamente o que Benny está pensando, digo, ele é um homem. Nós já sabemos que muitos homens têm dificuldade em entender os próprios privilégios e ao passo que ele parece muito que quer aprender e que quer ser uma pessoa melhor e um bom aliado para Reese, ele também peca em muitos momentos justamente porque ele não tem consciência do quão ruins as coisas são.

E esse é justamente um ponto que eu conto a favor do livro: eles não minimizam o fato de que o ambiente de competições culinárias é muito machista em si, ainda mais quando é algo que rola e tem grande parte da internet, tenho certeza que quem já acompanhou pelas redes alguma temporada de Masterchef, por exemplo, já se deparou com homens tendo ações meio deploráveis e quando mulheres faziam a mesma coisa, eram esculachadas e eu achei bem interessante como a autora mostrou bem no livro isso. (Na verdade não acho nem que seja só o ambiente de competição culinária, mas nós mulheres sabemos que em tudo, absolutamente tudo, a mulher é sempre mais questionada do que os homens. Enfim.)

Outra coisa que eu achei muito bem abordada no livro é justamente o que eu disse lá em cima: o motivo de Reese ser desconfiada por coisas que ela passou no colégio, é bem desenvolvido e bem resolvido também. Não é só uma coisinha jogada ali no meio e depois empurrada para o lado como se não tivesse um pingo de importância.

E o final do livro simplesmente me ganhou de vez. Eu adorei a forma como as coisas foram resolvidas, mas isso não posso falar porque seria spoiler! Só o que posso dizer é que se você gosta de uma boa leitura de romance levinho, você não pode deixar “Love from Scratch” passar!

Thanks for the free book, Penguin Random House International.

Para comprar “ Love from Scratch” basta clicar no nome da livraria:

Amazon, em inglês.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.08
Sinopse: Da mesma autora de Vermelho, branco e sangue azul, uma história cheia de reviravoltas sob...
12.08
Essa foi a primeira leitura de um autor japonês que eu fiz na vida. Eu nunca havia lido nada j...
09.08
O ano continua se aproximando do fim e estamos aqui com mais uma coluna com novidades que chegam n...
05.08
“ Para o Lobo” (Wilderwood #1) Hannah Whitten Tradução: Natalie Gerhardt e Helen Pandolfi Sum...
02.08
Vem conferir alguns destaques de livros que lançam lá na gringa esse mês! LANÇAMENTOS DE AGOST...
29.07
Amor e Gelato Direção: Brandon Camp Com: Susanna Skaggs, Alex Boniello, Anjelika Washington, Owe...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook