22.05

Sinopse: The challenge: spend a week hiding in an abandoned amusement park and don’t get caught.

The prize: enough money to change everything.

Even though everyone is desperate to win—to seize their dream futures or escape their haunting pasts—Mack feels sure that she can beat her competitors. All she has to do is hide, and she’s an expert at that.

It’s the reason she’s alive, and her family isn’t.

But as the people around her begin disappearing one by one, Mack realizes this competition is more sinister than even she imagined, and that together might be the only way to survive.

Fourteen competitors. Seven days. Everywhere to hide, but nowhere to run.

Come out, come out, wherever you are.

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse eARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um ARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

Desde o minuto em que eu vi a sinopse de “Hide” eu sabia que teria que ler ele. Ele vem assim nessa sinopse já com toda uma vibe de que daria um ótimo filme de terror ruim e por isso mesmo eu não podia deixar passar.

Então, logo no início nós somos introduzidos a personagem principal do livro, que se chama Mack, o que nós sabemos sobre ela de cara no início é que ela é uma órfã, única sobrevivente de um massacre que aconteceu anos atrás e que ela “mora” em um abrigo que todas as noites recebe pessoas em situação de rua.

Quando somos apresentados a ela, ao mesmo tempo somos apresentados ao reality show para o qual dão a ideia para que ela se inscreva: meio que uma mistura entre “Jogos Vorazes” e aquelas brincadeiras de “escape room” tem esse reality show que está em fase de desenvolvimento e tudo que ela tem que fazer é participar de uma brincadeira de esconde-esconde: ela vai com esse grupo de pessoas para um acampamento e lá, sempre ao raiar do dia, ela tem que sair do acampamento e se esconder o melhor possível até o anoitecer por 7 dias. Quem for pego pelos “olheiros” perde o jogo, mas quem ficar até o final ganha milhões de dólares.

Então, assim como somos apresentados para Mack, vamos vendo tudo pelo ponto de vista dela até o momento em que ela conhece os outros participantes: sendo ao todo 14, nós somos introduzidos a eles e vemos pequenos pedaços da mente deles, o que nos mostra que, mesmo aqueles que logo saem do jogo, todos eles tem algum passado complexo, alguma coisa “a esconder” ou alguma coisa pela qual eles sofrem e querem estar ali porque só o dinheiro do prêmio poderia ajudar.

Apesar de ter os pontos de vista dos outros participantes também, não é nada absurdo demais cada ponto de vista a ponto de nos deixar confusos ou sem entender bem o que está rolando na história – acho que desde o princípio fica muito subentendido que tem muito mais rolando ali do que um mero reality show, que tem algo por trás de tudo que acontece.

Assim sendo, logo quando a primeira noite chega, depois de passarem o dia todo se escondendo, e duas pessoas não voltam porque já “perderam” o jogo, os outros jogadores vão começando a ficar mais atentos – e nem assim eles conseguiriam imaginar o que realmente acontece ali: mas isso nem eu posso contar para não tirar a graça de todo o mistério do livro.

Esse livro me deixou completamente presa do primeiro ao último minuto porque eu sentia que podia acabar arrancando meus cabelos se eu não descobrisse EXATAMENTE o que estava rolando. Muitas dicas são deixadas pelo livro, pequenos detalhes que aos poucos vão se encaixando, mas quando tudo enfim se encaixa de uma vez, a única reação que define é: “!!!!!!!” porque assim, você fica sem palavras.

É realmente uma mistura de Jogos Vorazes com vários filmes de terror classe b, e muitas pessoas que são fãs de filmes de terror provavelmente vão pegar as dicas no ar, mas de toda forma, a explicação toda é muito gostosa de se ler e satisfatória. Isso sem mencionar que, como eu disse, todos os personagens a quem somos apresentados, desde a nossa protagonista (que é uma ótima final girl, aliás, teve um momento em que eu pensei que iria odiar ela, mas graças a deus não!) até os “vilões” da história, todos são muito bem feitos e é divertido acompanhar a saga deles pelas páginas desse livro e assim, o livro tem uma grande representatividade e um casal que se forma no “reality” é sáfico! (Isso não é necessariamente um spoiler, porque já fica na cara desde o início que elas seriam um casal, pelo menos eu acho, porém não vou dar nomes aqui)

O livro deixa o final meio em aberto, imagino que propositalmente para você decidir qual o desfecho melhor para aquela história e aquilo tudo que acontece ali e eu sei bem qual o final que eu imagino que teve realmente.

Fica aqui essa indicação: se você gosta bastante de filmes de terror, se gosta de fantasia e de suspense e de ficar presa quase sem respirar direito de tanta curiosidade para saber o que as páginas seguintes te revelam: dê uma chance para “Hide” e depois vem me falar qual o final que você imagina pra história 😉

Thanks for the free book, Penguin Random House International.

Para comprar “Hide” basta clicar no nome da livraria:

Amazon, em inglês.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
24.06
Hoje vamos falar sobre uma leitura muito especial que eu fiz recentemente. O livro é lançamen...
22.06
Sinopse: Romania, 1989. Communist regimes are crumbling across Europe. Seventeen-year-old Cristian ...
20.06
“ Bolo preto” Charmaine Wilkerson Tradução: Karine Ribeiro Paralela – 2022 – 304 págin...
17.06
“ Violet Made of Thorns” Gina Chen eARC recebido em formato eBook em parceria com a Penguin Ran...
15.06
Sinopse: Do mesmo autor de O homem de areia, Stalker e O caçador, agora o detetive Joona Linna enf...
13.06
E 2022 continua passando a todo vapor, deixando todos nós surpresos com a velocidade – já esta...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook