27.12

Sinopse: 35 million followers. One dead body.

The six teenagers who make up the Hype House seem to have it all. A beach front Malibu mansion, millions of TikTok followers, model good looks, and sponsorship deals up to $30,000 per post. Everything’s pretty much a Gen-Z paradise. Except that one member of the house has just turned up dead in the infinity pool. And the rest of them are suspects.

When the group TikTok account starts posting cryptic messages about the murder, the police limit their investigation to the members of the house. Now old joke videos are filed as evidence and past rivalries start to look like motives.

As investigators dig into these influencers’ lives beyond their glossy internet personalities, they discover all five had reasons their lives would’ve been easier with Sydney Reynolds dead. But only one of them killed her.

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse eARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um ARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

Gwen, Cami, Sidney, Kat, Beau e Tucker são 6 adolescentes tiktokers que moram juntos em uma casa. Todos eles têm milhões de seguidores no aplicativo, uns por dançar e outros por fazerem piadas e usam um ao outro para ter mais engajamento e assim conseguirem mais seguidores. E tudo ia às mil maravilhas, até que em uma noite todos tem uma grande briga com Sidney e, dois dias depois, a garota aparece morta na piscina – e todos os cinco tinham grandes motivos para acabar com a vida dela. Então a grande pergunta de “Killer Content” é: quem foi?

Bom, eu não sei nem explicar meus sentimentos por esse livro, porque eu simplesmente adorei. Eu saquei já de cara o que teria acontecido ali, logo nos primeiros capítulos do livro, mas mesmo já tendo essa “certeza”, ainda assim não sabia como tudo de fato tinha ocorrido e o que teria levado aquele momento, até porque conforme o livro vai passando, nós temos uma visão do ponto de vista de cada um dos habitantes da casa em algum momento e todos ele, absolutamente TODOS, tem motivos para querer Sid morta.

E, mesmo já imaginando que o final seria qual foi, ainda assim eu amei cada segundo da leitura porque, apesar de ter alguns personagens que é difícil de criar empatia (Tucker, seu fuckboy, estamos olhando pra você), tem outros que não tem como não torcer para não ter nada a ver com o quadro geral da situação.

É muito divertido passar pela cabeça de cada um dos personagens e ver como, apesar daqueles que parecem não ter a menor noção de tudo na vida, como a Gwen, todos eles tem seus problemas e seus motivos para quererem estar ali na casa e continuar fazendo um grande dinheiro com cada um de seus vídeos e com as suas publicidades.

O livro também tem uma certa representatividade: Cami sempre deixa muito claro como o corpo dela foge dos padrões impostos pela sociedade e ser uma personagem lgbt, mas a representatividade não é muito aprofundada em momento nenhum, sendo simplesmente tratado como algo natural, o que convenhamos, deveria ser assim em sua regra e imagino que foi algo que a autora quis ao não colocar isso “em cheque” na situação. Era algo que apenas estava ali, como tudo na vida.

Minha personagem favorita de longe é Kat. Desde o primeiro pov dela eu me encantei completamente, assim como me encantei com o relacionamento dela com Beau – friends to lovers!!! -, e eu confesso que posso ter torcido um pouco demais para que nada disso atingisse ela, mas não irei falar se acontece isso ou não.

Além de tudo isso, o plot é MARAVILHOSO, falando bastante inclusive sobre hoje em dia o quanto as coisas se desenvolvem nas redes sociais e como muitas pessoas vivem de aparência – e também o quanto as pessoas podem ser canceladas rapidamente. É muito divertido ficar tentando decifrar o enigma por trás da morte de Sid e a forma como tudo se resolve no final, é apenas para fechar com chave de ouro um livro que é muito gostosinho de ler.

Se você gosta de livros assim de suspense, eu super recomendo “Killer Content”, ele definitivamente entrou pra minha lista de livros favoritos.

Thanks for the free book, Penguin Random House International.

Para comprar “Killer Content” basta clicar no nome da livraria:

Amazon, capa brochura.
Amazon, eBook.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
25.01
Sinopse: Uma das principais vozes da literatura contemporânea, Jarid Arraes traz um livro de conto...
21.01
“Uma Educação Mortal” Naomi Novik Tradução: Bernardo Kallina ‎ Alta Novel – 2021 – 33...
18.01
Olá, pessoal! Depois de tanto tempo sem cinema, podemos voltar a ver filmes nas telonas! 2...
12.01
“A Contrapartida: O Contra-ataque” Uranio Bonoldi Valentina – 2021 – 400 páginas A vingan...
11.01
E estamos aqui, em um novo ano, repletes de esperanças de que esse ano seja infinitamente melhor ...
05.01
“O avesso da pele” Jeferson Tenório Companhia das Letras – 2020 – 192 páginas O avesso d...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook