19.11

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje vim falar pra vocês de uma das melhores experiências de leitura que tive nos últimos meses.
Confesso para vocês que eu não tenho muita experiência com biografias, pra falar a verdade acho que essa foi a primeira que li. E ela não decepcionou nenhum pouco.


Para começar, esse livro é LINDO. Ele é cheio de fotografias coloridas, dá pra ver que a editora teve um carinho e um cuidado LINDO ao adaptar esse livro aqui pro Brasil. O resultado ficou PERFEITO.
A versão que eu li é a versão adaptada para jovens leitores. Isso não quer dizer, entretanto, que o livro é infantilizado. Eu tenho 26 anos e posso dizer com certeza para vocês que não senti falta de nada nesse livro. Ele é maravilhoso do começo ao fim.

No livro, Michelle Obama narra em primeira pessoa praticamente toda a história de sua vida, desde sua infância, pobre, mas cheia de amor e com uma família maravilhosa, fala sobre como era o South Side, de Chicago, na época de sua infância, narra sua rotina, e detalha como era viver no pequeno andar de cima da casa de sua tia-avó.

Michelle também fala sobre as amizades que fez na infância, como elas a influenciaram e sobre a diferença nas rotinas das escolas onde estudou.

Uma coisa muito legal sobre o livro é que depois de ela contar sobre uma época específica da sua vida, há várias páginas com um montão de fotos para que possamos conhecer as pessoas e lugares sobre os quais ela falou.

Fiquei até um pouco admirada com a quantidade de detalhes que a Michelle lembra da infância dela. Claro que ela falou com amigos e familiares, como ela mesmo conta no livro, mas mesmo assim, gente, é impressionante. Eu não tenho nem metade das lembranças da minha infância, e ela lembra de absolutamente tudo!!!

O livro é cheio de quotes maravilhosas que nos fazem pensar e refletir bastante sobre nossos objetivos.

Ao longo da vida, tive a sorte conhecer vários tipos de pessoas extraordinárias e talentosas – líderes mundiais, inventores, músicos, astronautas, atletas, professores, empreendedores, artistas e escritores, médicos e pesquisadores pioneiros. Alguns (mas não o suficiente) são mulheres. Alguns (mas não o suficiente) são negros ou de outras etnias marginalizadas. Alguns nasceram pobres ou tiveram que lutar muito na vida, e ainda assim essas pessoas agem como se tivessem todas as vantagens do mundo. Aprendi o seguinte: todos tiveram quem duvidasse deles. Alguns ainda ouvem críticos e céticos dizerem Eu bem que avisei a cada errinho. Porém os mais bem-sucedidos que conheço descobriram uma forma de conviver com as críticas, de se apoiar nas pessoas que acreditam neles e de seguir em frente com seus objetivos.

Michelle também conta em detalhes sobre o dia em que conheceu Barack (uma das minhas partes favoritas do livro!!), e como o relacionamento deles evoluiu. Ela fala sobre a visão que criou dele, e como percebeu logo de cara que ele era uma pessoa diferente de todas as outras.

Meu objetivo sempre foi ver além do meu bairro – olhar para a frente e superar. E eu tinha vencido. Conquistei dois diplomas de universidades prestigiadas. Tinha um lugar à mesa em um escritório de advocacia importante. Enchi meus pais e avós de orgulho. Mas, ouvindo Barack, comecei a entender que sua versão de esperança era bem mais ampla: eu me dei conta de que uma coisa era sair de um lugar empacado; outra, totalmente diferente, era tentar desempacar o lugar.
Mais uma vez me vi dominada pela constatação de como Barack era especial.

Na metade do livro, Michelle começa a falar sobre os anos que viveu como primeira-dama, todas as pessoas que conheceu e desafios que enfrentou. Sobre como era viver na Casa Branca, cercada de agentes do serviço secreto.
Ela conta sobre o desafio de criar duas filhas pequenas com o mundo todo julgando e assistindo, e sobre as maiores dificuldades em ter uma vida pública.

Estava honrada e animada para ser a primeira-dama, mas nem por um segundo achei que teria um papel glamoroso e fácil. Isso jamais aconteceria a alguém que tivesse as palavras “primeira” e “negra” atribuídas a si. Eu tinha a sensação de estar no sopé de uma montanha, ciente de que precisaria galgar meu caminho até a aceitação.

Pessoal, o livro de Michelle Obama é simplesmente uma leitura IMPERDÍVEL! A maneira como ela narra o livro fez com que, no final da leitura, eu já me sentisse amigona dela. Há coisas sobre a vida pública que nunca nem parei pra pensar. Coisas sobre a própria família Obama que nunca soubemos. É muito legal ter esse “inside” da vida de uma das mulheres mais influentes do mundo.

Foi, com certeza, uma das melhores leituras de 2021! Recomendo demais!

Amazon

Submarino

Magalu

Postado por:
Você pode gostar de ler também
30.11
Sinopse: Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida hero...
26.11
“O domínio das sombras” (A Era da Escuridão #2) Katy Rose Pool Suma – 2021 – 376 páginas...
23.11
Sinopse: Nesse conto de fadas contemporâneo, uma jovem atravessa o mundo em busca de pertencimento...
16.11
“O mapeador de ausências” Mia Couto Companhia das Letras – 2021 – 288 páginas A partir d...
12.11
Sinopse: When a fake relationship between scientists meets the irresistible force of attraction, it...
09.11
Olá, bookstans! Mais uma vez esperamos que essa coluna encontre você e seus familiares e pessoas...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook