17.08

“O Jardim Secreto”
O Jardim Secreto
Narração: Andresa Boni
Duração: 08h57m37s
Tamanho: 125.74 MB
Produção: Tocalivros Studios
Editora: Dracaena
Material de Apoio: Não
Data de Lançamento: 24/04/2019
Disponível: Compra, Clube do Audiolivro e Assinatura Ilimitada

Adaptado para a TV e cinema, O Jardim Secreto vendeu milhões de exemplares por todo o mundo desde sua primeira edição em 1911.

Considerado um dos mais importantes livros infantojuvenis do século XX pela National Education Association, a obra está entre os 100 livros mais indicados por professores em língua inglesa.

O Jardim Secreto conta a história de Mary Lennox, uma menina mimada e arrogante. A típica criança que provavelmente você não convidaria para a sua festa de aniversário ou não sentaria ao lado dela na sala de aula. Depois de perder os seus pais ainda muito nova, ela é enviada à Inglaterra para viver com seu tio. Mal sabe que essa mudança irá transformar a ela e todos a sua volta por completo.

O Jardim Secreto é um livro maravilhoso sobre amizade, afeto, cura e transformação. Mágico e envolvente.

Uma leitura carregada de lições que guardaremos por toda a vida. Um livro que une gerações. Desvende com Mary e seus amigos o mistério desse Jardim.

Nossa parceria com a Tocalivros continua a todo vapor e aqui estamos novamente trazendo mais uma resenha de audiolivro para vocês, lembrando que na Tocalivros há o plano de assinatura por R$ 14,90 que você pode ouvir qualquer livro de todo acervo de audiolivros da plataforma, e você pode testar completamente grátis por 15 dias criando sua conta clicando AQUI. Para saber tudo sobre a , você pode vir em nosso post completo sobre a plataforma clicando AQUI.

Ok, vou começar essa resenha pela data do livro: ele foi publicado em 1911, ou seja, 110 anos atrás. Tenha em mente essa informação porque a sua experiência pode parecer datada. Mantendo isso em mente, se prepare para ter acesso a uma história sobre amadurecimento, desenvolvimento e aprendizado. “O Jardim Secreto” é um livro infantil, mas, como quase todos clássicos infantis, ele mantêm aprendizados que devemos carregar por toda a vida.

Acredito que muitos já viram o filme (como eu) que é inspirado no livro, mas, nessa resenha, venho falar do audiolivro da obra, que, confesso, me encantou tudo novamente. Foi uma viagem ao passado, bastante afetiva e repleta de sentimentos, mas, mais do que isso, foi uma lembrança de que muitas vezes a dureza em nossos corações pode ceder ao amor e afeto que as pessoas que nos amam nos destinam. Foi um prazer ouvir uma narração delicada e afetuosa para uma trama que entrega justamente isso.

Para os que não sabem, temos aqui a história de Mary Lennox, uma garotinha nascida na Índia com pais britânicos. Logo no começo da trama descobrimos que os pais dela morreram e agora ela será entregue a um tio que nunca conheceu ou sequer tinha conhecimento, mas, mais do que isso, aprendemos que Mary é uma garotinha fechada, dura e bastante intolerante. Os seus motivos parecem ao mesmo tempo bastante simples e complexos: mimada a ponto de ser vestida por uma criada, com uma mãe distante bastante apegada a sua beleza e um pai que só se focava em trabalho, Mary não conhecia o afeto real de um relacionamento. Mas não se engane: a garotinha é difícil de se gostar no começo, mesmo você entendendo o contexto do crescimento dela simplesmente porque ela parece não querer mudar por uma parte da narrativa, o que, claro, vai mudar.

Quando Mary Lennox foi enviada para Misselthwaite Manor para viver com seu tio, todos disseram que era a criança de aparência mais desagradável jamais vista. E era bem verdade. Tinha o rosto e o corpo um pouco magros, cabelos claros e finos e uma expressão ranzinza. Os cabelos e a face eram amarelados porque nascera na Índia e sempre estivera doente de uma maneira ou de outra. Seu pai exerceu o cargo de oficial do governo Inglês, e sempre estava ocupado e doente, e sua mãe, por ser possuidora de uma grande beleza, cuidava apenas de ir a festa e divertir-se com pessoas alegres. Definitivamente não queria uma menininha, e, quando Mary nasceu, entregou-a aos cuidados de uma ama, que logo compreendeu que se desejasse agradar a Mem Sahib – a mãe –, deveria manter a criança longe dos seus olhos tanto quanto possível. Então quando fora um bebezinho doente, rabugento e feio, foi mantida afastada. E mesmo quando se tornou uma coisa doente, rabungenta e dar os primeiros passos, foi mantida afastada também.

Mary se muda para a Inglaterra e lá ela enfim descobre que seu tio, Lorde Archibald Craven, também vai seguir o mesmo caminho de seus pais: ele lhe dará casa, comida e o que mais ela precisar, mas que ela não cruze seu caminho porque ele não estará disponível – bem, na verdade, ele não esta disponível para ninguém e não quer ser incomodado nunca. Então a governanta, a senhora Medlock, que fora até a India buscar a garotinha, a apresenta a Martha, a criada que a acompanhará. E é ai que a vida de Mary realmente começa a mudar porque Martha não se ofende com a garotinha e sim acredita que ela seja “peculiar”. Com bastante paciência (bem mais do que eu teria, definitivamente), Martha começa a ser a presença que Mary precisava em sua vida.

Naquela casa imensa e sem qualque nenhuma surpervisão, Mary começa a explorar todo lugar, e é ai que Dickon, o irmão mais novo de Martha, chega em sua vida, lhe ensinando tudo sobre as plantas do jardim que Mary não deveria brincar com, porque claro que há um motivo para seu tio ser tão amargurado e não querer ver ninguém: ele sofre com a morte da esposa, que tinha um jardim no meio daquela propriedade tão grande. Juntos com Colin, o pequeno grupo está formado. Acho que você já pode prever que Mary e seus amigos irão sim, encontrar o jardim, que o poder de curar não só coisas materiais, mas também o coração e relacionamentos que parecem estar perdidos para sempre.

Quando você terminar de ouvir o audiolivro, você tem vontade de chorar de tão feliz que você se sente, aquele quentinho no coração proporcionado pela emoção que a narradora Andresa Boni colocou na trama da autora Frances Hodgson Burnett (que também é autora do livro “A princesinha”, e se você não leu esse livro ou viu o filme, você precisa seriamente rever suas decisões de vida). Audiolivro mais do que indicado nesses tempos que a vida parece tão dura, porque assim como na narrativa que nos entrega um jardim capaz de durar corações despedaçados pela vida, uma boa história tem o poder de nos fazer sorrir mesmos nos tempos mais sombrios.

Para ouvir “O Jardim Secreto” basta vir na Tocalivros.

Arquivado nas categorias: Audiolivro , Blog com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.07
Começou hoje, 16/07, a meia-noite, o Prime Day Amazon, que irá até 21 de Julho, às 23:59. Há g...
12.07
“Prazos de validade” Rebecca Serle Tradução: Lígia Azevedo Paralela – 2024 – 264 pá...
09.07
Chegamos no meio do ano (!!!), um ano bem bagunçado, vamos assumir, mas que tá cheio de livros ót...
05.07
“A Ascensão do Dragão: Uma história ilustrada da dinastia Targaryen – Volume 1” George R...
02.07
Sinopse: Arwen era uma simples jovem humana, vivendo em uma pacata vila e em meio a um povo cujo d...
28.06
“O Rei Aurora” (Artefatos de Ouranos 2) Nisha J. Tuli Tradução: Guilherme Miranda Seguint...

Deixe seu comentário





Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook