30.07

Sinopse: Like his bestselling novel The Southern Book Club’s Guide to Slaying Vampires, Grady Hendrix’s latest is a fast-paced, frightening, and wickedly humorous thriller. From chain saws to summer camp slayers, The Final Girl Support Group pays tribute to and slyly subverts our most popular horror films–movies like The Texas Chainsaw Massacre, A Nightmare on Elm Street, and Scream.

Lynnette Tarkington is a real-life final girl who survived a massacre. For more than a decade, she’s been meeting with five other final girls and their therapist in a support group for those who survived the unthinkable, working to put their lives back together. Then one woman misses a meeting, and their worst fears are realized–someone knows about the group and is determined to rip their lives apart again, piece by piece.

But the thing about final girls is that no matter how bad the odds, how dark the night, how sharp the knife, they will never, ever give up.

Como vocês já sabem, essa resenha é em parceria com a Random House Internacional, de quem recebemos esse eARC (Advance reading copy: algo como “uma cópia de leitura avançada, ou seja, o livro ainda pode sofrer alterações antes de ser publicado). Também lembrando que essa resenha terá um formato diferente: por ser um ARC, não haverão quotes, já como os livros podem sofrer mudanças em seu texto antes de serem comercializados. Gostaríamos de agradecer profundamente a Editora pela oportunidade de parceria.

“The Final Girls support group” é um livro que fala sobre as garotas que foram sobreviventes de assassinos em séries. Se você é como eu e adora um bom filme slasher, você saberá exatamente do que eu estou falando: as mocinhas que não só sobrevivem como são as responsaveis por dar cabo em qualquer assassino em série que cruzar o caminho delas, fazendo uma matança, alguns com um grande motivo – na cabeça deles, é claro – e outros simplesmente pelo prazer de matar.

O livro começa em um dia que não é como outro qualquer: o acampamento onde uma das garotas passou por seu momento de terror com seu “monstro” foi atacado novamente e é bem no dia em que o grupo de apoio das garotas se encontra. Nós somos apresentados de cara a Lynnette, que é protagonista do livro e também a dona do ponto de vista do livro todo. Ela que nos apresenta as outras garotas do grupo, ela que nos apresenta o que acontece quando os creditos sobem e o filme acaba.

Nesse dia, enquanto elas estavam nesse encontro do grupo, decidindo se devem ou não continuar com esses encontros, elas descobrem que Adrienne, que é a sobrevivente do acampamento também foi encontrada morta na própria casa. E é então que o mundo de Lyn parece começar a desabar completamente: nós vemos em primeira mão que ela é provavelmente a garota que sobreviveu que ficou com mais sequelas emocionais sobre o crime que foi cometido com ela, a deixando completamente nervosa e a fazendo se fechar para tudo na vida: ela mora sozinha, apenas com sua planta e tem seu apartamento todo fortificado, além de ter todo um sistema para nunca mais correr o risco de enfrentar um serial killer na vida – e isso vai desde cameras de segurança e de não passar seu endereço pra ninguém até mesmo a prestar atenção em sapatos, porque segundo ela qualquer pessoa pode mudar e tirar um casaco ou uma blusa, mas uma pessoa enquanto está te perseguindo, nunca vai trocar de calçado (é uma dica boa, vai!)

Como ela tem toda essa visão da vida e nós estamos vendo tudo pelo ponto de vista dela, fica dificil, ás vezes, acompanhar em quem devemos ou não confiar conforme o livro vai passando, porque como ela vive em ponto de fuga na mente dela, qualquer pessoa é um possivel suspeito. E tudo piora quando alguém claramente está tentando colocar a culpa de tudo que está acontecendo nela: então é uma guerra dela contra o mundo, enquanto ela tenta provar a própria inocencia, descobrir quem está por trás disso e impedir que uma nova onda de assassinatos comece e acabe com um grupo já em extinção que são as garotas sobreviventes.

Eu preciso dizer que pra mim foi especialmente delicioso ler esse livro. Eu sou uma fã de carteirinha de filmes de terror num geral, mas os filmes slasher dos anos 80/90 tem um lugar especial reservado no meu coração que nenhum outro filme tem. E acho que foi isso que fez essa leitura tão maravilhosa mesmo. Todas as personagens são personagens de filmes que fizeram sucesso naquela época. Nós temos Julia (!!!), que é a versão da Sidney, protagonista do filme “Panico” e eu vou me vangloriar disso o resto da vida porque eu amo DEMAIS a Sidney (e eu até comentei com a Vi que estava feliz enquanto lia porque ela tinha meu nome, podem me julgar a vontade).

Temos Heather, que é a protagonista do filme Freddy Krueger, Marilyn, de “O Massacre da Serra Elétrica”, Dani de “Halloween”, Adrienne de “Sexta-Feira 13” e a própria Lynette que eu, sinceramente, não assisti, mas procurando na internet eu vi que se trata de “Natal Sangrento”.

Como eu falei acima, já como Lynette é a personagem principal, nós acompanhamos ela 100% do tempo, então recebemos toda e qualquer informação que ela recebe, e foi no meio dessas informações que eu desvendei parte do que aconteceria no final, apesar de ter me enganado sobre outra parte. Isso sem contar um plot twist que tem no meio do livro, que me deixou chocada porque eu realmente não vi aquilo vindo na minha direção.

Eu adorei esse livro, pra mim foi uma das melhores leituras do ano e eu posso afirmar com toda a certeza que se você gosta de filmes assim e gosta de personagens femininas fortes, você vai amar esse livro.

Aliás, no dia em que eu terminei de ler ele, saiu uma noticia de que ele será adaptado para uma série da HBO (azarada sou eu mesma :() e quem está produzindo é a produtora da Charlize Theron. Vocês podem ler a noticia completa aqui.

Thanks for the free book, Penguin Random House International.

Para comprar “The Final Girls Support Group” basta clicar no nome da livraria:

Amazon, edição capa dura.
Amazon, edição brochura.

Arquivado nas categorias: Blog , Livros com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
23.09
Hoje, dia 23 de setembro, a Netflix divulgou a lineup do evento Tudum Netflix: um evento mundial em ...
21.09
“Para sempre interrompido” Taylor Jenkins Reid Paralela – 2021 – 304 páginas Tradução: A...
19.09
“O Mágico de Oz” L. Frank Baum Narração: Flávio Costa, Priscila Scholz, Clayton Heringer, Th...
17.09
The Ice Coven (Jessica Niemi #2) - Max SeeckARC recebido em formato de eARC em parceria com a P...
14.09
Espero que esta coluna entre todos seguros, com saúde e bem, assim como as pessoas que vocês ama...
10.09
Sinopse: Em seu novo livro, Sarah Andersen traz uma história de amor inusitada entre uma vampira e...

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook