29.01

Sinopse:
Otis (Asa Butterfield) é um adolescente socialmente inapto que vive com sua mãe, uma terapista sexual. Apesar de não ter perdido a virgindade ainda, ele é uma espécie de especialista em sexo. Junto com Maeve, uma colega de classe rebelde, ele resolve montar sua própria clínica de saúde sexual para ajudar outros estudantes da escola.




Sex Education chegou a Netflix em Janeiro de 2019 mesclando o típico drama adolescente a uma pitada de comédia, drama e discussões de assuntos extremamente importantes para o público adolescente.

Estrelada por Asa Butterfield (O Menino do Pijama Listrado) no papel principal de Otis, a série conta a história de um adolescente do Reino Unido que enfrenta a dificuldade massiva de ser um estudante do ensino médio. Otis vivencia a realidade de diversos jovens ao redor do mundo enquanto vive a aventura do “high school”: É reprimido sexualmente, não tem muitos amigos, é considerado estranho pela maioria e sofre bullying na escola. A única pessoa que torna sua vida mais fácil é seu melhor amigo de infância, Eric, que também frequenta o ensino médio ao lado dele e sofre as consequências de viver no mundo muitas vezes cruel dos adolescentes. Juntos, eles se amparam e se defendem, enquanto, é claro, tiram sarro da cara um do outro.

Em casa, Otis tem uma mãe peculiar. A sexóloga Jean monitora de perto a vida e dia a dia do filho (incluindo, vejam só, seu desempenho sexual), e torna a vida do filho um tanto quanto difícil, já que, para ele, é difícil manter um relacionamento mais pessoal com a mãe que tem a personalidade tão diferente dele próprio.

A série, de 13 episódios, nos apresenta outros personagens, como Maeve, outra adolescente que também é agredida psicologicamente na escola, e abandonada pela família, vive uma luta diária para sobreviver. Maeve, descobrindo sobre a profissão da mãe de Otis, percebendo os problemas e dúvidas sexuais constantemente vividos pelos adolescentes e, é claro, pensando no dinheiro que poderia lucrar, sugere a Otis que juntos eles montem uma “clínica” no colégio, onde ela captaria “pacientes-alunos” e Otis faria o atendimento dos mesmos.

Outro personagem apresentado pela série é Adam, o valentão do colégio (E MEU PERSONAGEM FAVORITO!!!!!) que faz bullying com todo mundo e, principalmente, com Otis e Eric. Adam é filho do diretor da escola (imaginem carregar esse fardo) e é constantemente pressionado pelo pai para ser o filho perfeito (papel que está longe de cumprir), devido a acontecimentos que NÃO VOU FALAR PORQUE NÃO QUERO DAR SPOILER, Adam se vê envolvido na trama com Otis, Maeve e Eric, e é aí que a história se desenrola.

Por onde vou começar?????? Posso dizer para vocês que maratonei a série INTEIRA em UMA noite, porque não consegui parar de assistir desde o primeiro episódio. SÉRIO. Para mim, de verdade, essa é a MELHOR série que a Netflix lançou desde Sense8. Não só porque eu tenho uma crush pesada no Asa, mas porque todo o contexto, a trama, a representatividade da série e os pontos de ênfase são INCRÍVEIS!!! Eu queria poder falar de todos os personagens da série mas não dá se não a resenha vai ficar ENORME, então vou falar dos pontos que eu mais amei:

ELENCO: Eu A-MEI, todo o elenco dessa série. Alguns eu já conhecia, mas a grande maioria não. Achei que cada um dos personagens deu um show absoluto desempenhando seus papéis e não tenho nada nada nadinha mesmo para reclamar em relação ao elenco.
CENÁRIOS/DIREÇÃO/FOTOGRAFIA: Quando comecei a assistir o primeiro episódio achei que a série se passava nos anos 70/80. Ela tem toda essa vibe de anos 80 mesmo, desde a fotografia, as cores, os cenários, o figurino, mas não. Mesmo descobrindo depois que a série se passa nos dias atuais eu SUPER amei essa vibe anos 80 que eles introduziram e isso só fez com que eu me apaixonasse ainda mais por essa OBRA da Netflix.
REPRESENTATIVIDADE: Acho que de todos os pontos que amei nessa série esse foi o que eu mais gostei. A série representa DIVERSOS públicos. Eu acho ABSOLUTAMENTE IMPOSSÍVEL que alguém assista Sex Education e não se sinta representado/conectado com algum dos personagens. Nós temos personagens gays, lésbicas, bissexuais, trans, negros, gordos, com peculiaridades na aparência, com problemas de autoestima, com doenças sérias e em NENHUM momento Sex Education faz parecer que QUALQUER uma dessas pessoas é “diferente” ou “peculiar”, no mundo de Sex Education, por exemplo, vemos uma personagem com dentes MUITO grandes, e ela é a garota mais popular do colégio. Ninguém liga, ninguém se importa. Porque ela é linda do jeito que é. Porque apesar disso ela é confiante. Porque ela aparentemente ama ser quem é. Em outro momento (vou dar um spoiler então se não quiser ler só pule para o fim do spoiler) SPOILER SPOILER SPOILER, Otis convida um de seus interesses românticos para sair e a menina aparece vestida para o encontro de terno e gravata, e NINGUÉM acha estranho, ninguém acha diferente, ninguém acha peculiar. Muito pelo contrário, ela é extremamente elogiada e todo mundo segue sua vida normalmente sem se importar com a roupa da menina porque é ASSIM QUE AS COISAS DEVERIAM SER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Me sinto na obrigação, entretanto, de avisar que Sex Education é (como você pode imaginar pelo próprio título) uma série pontuada constantemente de cenas de sexo, então NÃO ASSISTAM PERTO DOS PAIS DE VOCÊS kkkkkk (ou assistam se vocês forem super íntimos e bem resolvidos).

Para não me estender ainda mais, vou dizer que eu amei essa série desde a primeira cena até a última. Sex Education é uma obra-prima da Netflix, cheia de humor, drama, cenas que nos fazem rir e chorar oscilando entre os dois do começo ao fim. Assistam Sex Education. Vocês não vão conseguir parar. Não vão dormir, nem comer, nem respirar, e vai valer a pena, porque, de verdade, a série tem MUITO para ensinar e eu MAL POSSO ESPERAR PELA PRÓXIMA TEMPORADA JÁ CONFIRMADA PELA NETFLIX!!!!!

Arquivado nas categorias: Blog , Séries com as tags: , .
Postado por:
Você pode gostar de ler também
23.07
Série: Jane, the virginAno de lançamento: 2014Disponível em: NetflixNúmero de temporadas: ...
22.07
A programação completa da FLIPOP, o Festival de Literatura POP, foi divulgado e tem mesas e divers...
19.07
Sinopse: Em seu primeiro livro para o público jovem adulto, a premiada autora Luisa Geisler narr...
15.07
A LC Agência de Comunicação está divulgando a Primeira maratona para escritores no Brasil, que i...
12.07
“Nightflyers” George R. R. Martin Suma – 2019 – 144 páginas Nas fronteiras do universo, um...
09.07
A coluna do mês de Julho chega com tantos lançamentos e notícias que segue o aviso pra vocês sen...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook