Filha da Fortuna

Isabel Allende

Bertrand Brasil

 

 

Eliza Sommers é uma jovem chilena que vive em Valparaíso em 1849, ano em que se descobre ouro na Califórnia. O seu amante, Joaquín Andieta, a abandona, e parte para o Norte decidido a fazer fortuna e ela decide procurá-lo. A viagem infernal, escondida no porão de um veleiro, e a convivência numa terra onde só há homens e prostitutas atraídos pela febre do ouro, transformam a jovem inocente numa mulher fora do comum. Entretanto, toda essa transformação é feita com a ajuda e o afeto de Tao Chi”en, um médico chinês que a protege ao longo de uma viagem inesquecível pelos mistérios e contradições da condição humana. Filha da Fortuna é o retrato palpitante de uma época marcada pela violência e pela cobiça, onde cada protagonista redescobre o amor, a amizade, a compaixão e a coragem. Neste livro, considerado o seu mais ambicioso romance, Isabel Allende descreve um universo fascinante, povoado de estranhas personagens que, como tantas outras da autora, ficarão para sempre na memória e no coração de seus leitores.

 

 

‘Filha da Fortuna’ é um livro de 1999 que foi recentemente reeditado pela Bertrand Brasil. Conta a jornada da jovem Eliza, que abandona o Chile e aventura-se por uma Califórnia enlouquecida pela febre do ouro no séculos XIX em busca de amor.

A história de Filha da Fortuna se inicia em Valparaíso, em 1843 e, por um período de 10 anos acompanhamos o crescimento de Eliza Sommers, uma jovem chilena criada como filha adotiva de um funcionário da Companhia Britânica de Exportações, e sua irmã mais nova.

Criada entre os salões de festas dos Sommers e a cozinha da velha índia Mama Frésia, Eliza cresceu em dois  mundos, unindo os modos Ingleses com as superstições e os aromas dos nativos. Sem saber ao certo sobre o seu passado, Eliza cresceu acreditando que seria como Miss Rose, sua mãe adotiva, mas aos 16 anos, quando se apaixona pelo idealista Joaquín Andieta tudo muda.

Joaquín é um jovem bastardo com ideais liberais que apenas estão começando a se difundir pela Europa, e Eliza apaixona-se perdidamente por ele. Mas quando ouro é descoberto na Califórnia, a febre se espalha por todo o mundo e não demora a atingir Joaquín, que parte em busca de riquezas para poder casar-se com Eliza e prover uma vida melhor para a sua mãe.

E é assim que, meses depois, Eliza embarca clandestinamente para a Califórnia, uma terra de imensas possibilidades, liberdade sem limites e também sem lei alguma.

O romance entre Eliza e Joaquín é o ponto condutor da narrativa mas nem de longe seu único motivador. A narrativa se coloca no papel de mostrar o crescimento pessoal de Eliza, de jovem inocente e regrada à mulher madura, livre e consciente de si mesma e do mundo que a cerca.

A escrita de Allende não é das mais fluidas mas vale a pena demais investir mesmo quando as páginas se arrastarem pois a profundidade de suas personagens e o apuro histórico dos seus livros são fascinantes e cativantes.

Drama, romance e História se entrelaçam nesse livro que viaja o mundo todo – quase literalmente. A divisão dos capítulos para colocar o ponto de vista dos mais diversos personagens é um ponto alto e o final, agridoce vai ficar martelando na sua cabeça por um tempo. Não há respostas prontas nem finais definitivos, a destreza da autora se põe à prova: com críticas à sociedade da época e à contemporânea, religião e superstição e a força feminina que guia Allende, fica evidente que ela se coloca toda no papel, e não se importa em agradar mas em fazer refletir.

 

 

Para Comprar:

Amazon por R$40.80, clique AQUI

Saraiva por R$29.90, clique AQUI

Submarino por R$36.30, clique AQUI