Copa do mundo ai, mas post dos lançamentos gringos não pode parar não é mesmo? Hoje separamos alguns livros e notícias que nos deixaram bem animadas e esperamos que gostem também. Quem sabe vocês não pegam um livro pra comemorar o hexa que há de vir?

Bright We Burn (The Conqueror’s Saga #3)
de Kiersten White
(10 de julho)

Sinopse pode conter spoilers de livros anteriores.

Haunted by the sacrifices he made in Constantinople, Radu is called back to the new capital. Mehmed is building an empire, becoming the sultan his people need. But Mehmed has a secret: as emperor, he is more powerful than ever . . . and desperately lonely. Does this mean Radu can finally have more with Mehmed . . . and would he even want it?

Lada’s rule of absolute justice has created a Wallachia free of crime. But Lada won’t rest until everyone knows that her country’s borders are inviolable. Determined to send a message of defiance, she has the bodies of Mehmed’s peace envoy delivered to him, leaving Radu and Mehmed with no choice. If Lada is allowed to continue, only death will prosper. They must go to war against the girl prince.

But Mehmed knows that he loves her. He understands her. She must lose to him so he can keep her safe. Radu alone fears that they are underestimating his sister’s indomitable will. Only by destroying everything that came before–including her relationships–can Lada truly build the country she wants.

Claim the throne. Demand the crown. Rule the world.

Mari: “Bright We Burn” é o livro que encerra a trilogia “The Conqueror’s Saga”, aqui no Brasil é “Saga da Conquistadora” e já teve os dois primeiros livros (Filha das Trevas e Dona do Poder) lançados pela Plataforma21. Eu li o primeiro livro e achei ele muito bom, o que me entusiasmou para continuar a série e me manteve ansiosa para essa conclusão. Essa série conta a história de Lada e seu irmão, Radu. Lada é uma protagonista bem diferente, ela é realmente brutal, de um jeito que as vezes assusta. Temos um fundo histórico e uma espécie de releitura das histórias de Vlad, o Empalador e Mehmed, o Conquistador. Mas nesse caso Vlad é mulher, é Lada. É uma trilogia MUITO interessante e criativa. Não há previsão de lançamento desse terceiro livro no Brasil, já que o segundo lançou faz pouco tempo por aqui.

The Darkest Legacy (The Darkest Minds #4)
de Alexandra Bracken
(31 de julho)

Sinopse pode conter spoilers de livros anteriores.

Five years after the destruction of the so-called rehabilitation camps that imprisoned her and countless other Psi kids, seventeen-year-old Suzume “Zu” Kimura has assumed the role of spokesperson for the interim government, fighting for the rights of Psi kids against a growing tide of misinformation and prejudice. But when she is accused of committing a horrifying act, she is forced to go on the run once more in order to stay alive.

Determined to clear her name, Zu finds herself in an uncomfortable alliance with Roman and Priyanka, two mysterious Psi who could either help her prove her innocence or betray her before she gets the chance. But as they travel in search of safety and answers, and Zu grows closer to the people she knows she shouldn’t trust, they uncover even darker things roiling beneath the veneer of the country’s recovery. With her future-and the future of all Psi-on the line, Zu must use her powerful voice to fight back against forces that seek to drive the Psi into the shadows and save the friends who were once her protectors.

From #1 New York Times best-selling author Alexandra Bracken comes a harrowing story of resilience, resistance, and reckoning that will thrill loyal fans and new readers alike.

Raíssa: Depois de anos, Alexandra resolveu trazer de volta alguns dos personagens de The Darkest Minds! *Insira uma garota gritando* Eu não cheguei a ler o final da trilogia, mas definitivamente não foi por falta de ter gostado. Na época a Editora ID que tinha os direitos, mas acabou não continuando a publicação e eu não lia tanto em inglês. Agora finalmente com o lançamento do filme (SIM, para quem não sabia, os direitos da trilogia/série foi comprado e temos o filme prestes a ser lançado) (Trailer no final do post), a editora Intrínseca comprou os direitos do livro. The Darkest Legacy temos a pequena Zu, crescida e a história se passa 5 anos após o final de TDM. Nossa pequena Zu em uma história só dela? É claro que temos que ler.

Grace and Fury
de Tracy Banghart
(31 de julho)

Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro.

Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes.

Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.

Raíssa: Esse livro me deixou bastante curiosa desde que soube dele. Por mais que eu tivesse lido a sinopse e ter ficado um pouco com pé atrás, eu fiquei muito entusiasmada com a possibilidade de virar meu novo queridinho. Mulheres sem direitos. Amizade. Mulheres lutando por liberdade. É claro que tem tudo pra ser maravilhoso e PRECISO desse livro. “Graça e fúria” chega nas livrarias dia 19 de julho (SIM ANTES DA ESTRÉIA MUNDIAL GALERO) e já está em pré-venda. A Editora Seguinte fez um trabalho INCRÍVEL com a capa desse livro e eu necessito mostrar à vocês! Criação da Claudia Espínola de Carvalho.

Capa de “Graça e fúria” da Editora Seguinte:

Sea Witch
de Sarah Henning
(31 de julho)

Everyone knows what happens in the end.
A mermaid, a prince, a true love’s kiss.
But before that young siren’s tale, there were three friends.
One feared, one royal, and one already dead.

~~~~~~~~~~

Ever since her best friend, Anna, drowned, Evie has been an outcast in her small fishing town. A freak. A curse. A witch.

A girl with an uncanny resemblance to Anna appears offshore and, though the girl denies it, Evie is convinced that her best friend actually survived. That her own magic wasn’t so powerless after all. And, as the two girls catch the eyes—and hearts—of two charming princes, Evie believes that she might finally have a chance at her own happily ever after.

But her new friend has secrets of her own. She can’t stay in Havnestad, or on two legs, unless Evie finds a way to help her. Now Evie will do anything to save her friend’s humanity, along with her prince’s heart—harnessing the power of her magic, her ocean, and her love until she discovers, too late, the truth of her bargain.

The rise of Hans Christian Andersen’s iconic villainess is a heart-wrenching story of friendship, betrayal, and a girl pushed beyond her limits—to become a monster.

Raíssa: Todo mundo conhece a história da Pequena Sereia e como termina, mas essa história é de antes, de quando Úrsula era apenas Evie, uma garota que perdeu sua melhor amiga. QUEM PODE NÃO QUERER LER ESSE LIVRO? Eu amo releituras de contos de fadas e principalmente contando como as vilãs mais conhecidas se tornaram quem são. No goodreads a autora respondeu uma ask dizendo que por enquanto é livro único, mas dependendo de como for recebido, poderá ter continuação. Eu duvido muito que não terá porque quem não ama releitura de contos de fada? Ainda mais dos contos do Hans.

NOTÍCIAS DO ÚLTIMO MÊS

FINALMENTE temos trailer de Para Todos os Garotos que Já Amei!

O filme original Netflix foi inspirado no livro de Jenny Han que conta a história da jovem Lara Jean que vẽ seu mundo mudar quando as cartas que ela escrevia para seus amores secretos caem na mão dos mesmos. Eu estou ansiosíssima pelo filme porque a trilogia são livros lindinhos demais e que tenho muito carinho. Quem ainda não leu, não deixa de conferir antes do filme lançar no dia 17 de Agosto.

Tivemos também a liberação do trailer do filme “O Ódio Que Você Semeia”, com KJ Apa (Riverdale) que estreia dia 19 de outubro.

O filme é adaptação do livro da autora Angie Thomas que já foi publicado no Brasil pela editora Galera Record.

Dos mesmos produtores de Stranger Things, temos o Mentes Sombrias (The Darkest Minds) com lançamento no dia 16 de agosto.

Contamos com a atuação de Amandla Stenberg, nossa eterna Rue em Jogos Vorazes.

Conta para nós aqui pelos comentários ou pelo nosso twitter @IdrisBR qual lançamento e novidade você está mais animado?