15.06

Em um texto longo, Cassie falou sobre Cristina e sua personalidade, além de como ela passou a conhecer Kieran, além de, claro, o relacionamento deles dois com Mark.

O texto abaixo contem SPOILERS de “Lorde das Sombras”, então tenha certeza de que quer continuar a ler a partir daqui.

clockwork-artifices disse: Olá, Cassie. Eu <3 Cristina, então queria perguntar sobre ela. Ela tem sido descrita como alguém que foi magoada e traída no passado (e recentemente), por isso ela não confia de verdade tão facilmente agora; com isso em mente eu não consegui entender totalmente os súbitos sentimentos dela por Kieran, como se ela confiasse nele e se sentisse atraída por ele do nada, um cara que ela mal conhece e que não é exatamente “confiável”, quer dizer, eu sei que Cristina é gentil e empática mas isso ainda parece estranho e repentino?

Claro que se os eventos no livro parecerem repentinos é inteiramente subjetivo: eu planejo esses livros cuidadosamente, e espero que os eventos tanto surpreendam quanto fluam naturalmente pros leitores, mas se eu tenho sucesso ou não vai de cada leitor individualmente decidir! No entanto, claro que eu tenho meu próprio ponto de vista sobre isso, então aperte os cintos…

Há três coisas a serem apontadas aqui: fé, mudança e atração. Todas são bem diferentes. Vamos apontar atração primeiro – Cristina é capaz de sentir atração por diferentes pessoas, como muitos são. Atração por Mark, atração por Diego e atração por Kieran. Justo! Nós vemos outras pessoas se sentindo atraídas por cada um desses rapazes: todos eles têm qualidades atrativas. Cristina não se sente atraída por ele “do nada”, ela já havia notado que ele é atraente ante, e na primeira vez que ele o viu, com Mark, ela sentiu desejo. Desde que tudo isso aconteceu com Cristina, Mark e Kieran foi planejado bem antes do início da série, isso não foi sem intenção 🙂

Espero que todos nós possamos concordar que Cristina – e qualquer mulher – tem o direito de sentir atração sexual, estética e/ou romântica em relação a qualquer pessoa, e agir da maneira que desejar. Dizer que alguém deve ou não sentir atração com base na moral do outro não é realmente como a atração funciona. Isso é especialmente importante para se estressar no caso de Cristina, uma mulher de cor, uma vez que as mulheres de cor têm uma história de serem ainda mais duramente julgadas por qualquer sexualidade que elas expressam. Por essa razão, eu queria mostrar sua atração por várias pessoas diferentes e as diferentes maneiras pelas quais ela escolheu agir sobre essas atrações com inteligência, moralidade e fé.

Sentir atração nem sempre significa que você quer ou vai entrar em uma relação amorosa ou sexual com alguém. Muitas pessoas sentem atração pelas quais nunca agem – às vezes, as pessoas sentem atração, mas nunca fazem nada, e às vezes também não possuem vontade. Cristina pode ou não fazer algo a mais sobre sua atração por Kieran (que não é realmente a parte mais importante de seu relacionamento/conexão com ele) mais do que a única dança em que teve com ele(escândalo!). Nós vemos que ela tem padrões e limites claramente definidos: ela deixa claro a Diego que seu comportamento é inaceitável para ela. Também, em Dama da Meia-Noite, ela diz para Mark “Eu não quero um corpo sem coração”. Ela não quer ser envolvida sexualmente ou romanticamente com alguém que não tem outros sentimentos por ela (sentimentos românticos, sentimentos de respeito). Isso não significa que ela nunca irá sentir atração ou amor por alguém assim – os sentimentos só podem ser controlados; São ações que falam sore as nossas certezas. Eu queria mostrar a Cristina como alguém com um coração aberto, mas que sempre tenta fazer o que é certo para ela.

Agora vamos falar sobre mudanças. Os livros, no geral, são sobre as pessoas que mudam. Cristina nem sempre será desconfiada porque foi traída antes de Dama da Meia-Noite. Kieran não precisa sempre ser possessivo porque ele era possessivo em Dama da Meia-Noite (na verdade, em Lorde das Sombras, ele é muito claro sobre não sentir ciúmes ou ser possessivo em relação a Mark, como ele fez). Kieran nem sempre será alguém que Cristina “dificilmente conhece” porque, ao longo da história de Lorde das Sombras, ela o conhece (tanto quanto ela conheceu Mark ao longo de Dama da Meia-Noite, então, se a atração por Mark não fosse algo “repentino”, sua atração por Kieran não é literalmente diferente disso). Mark não será sempre a pessoa que ele é em Dama da Meia-Noite e seu relacionamento com Kieran também está sujeito a mudanças – Mark agora é capaz, por exemplo, de identificar padrões insalubres em seu comportamento (“O problema era que as lutas com Kieran geralmente acabavam em beijo, e Mark sentiu que isso não era útil. Provavelmente não era saudável”), o que é um sinal de seu crescimento e, de fato, saudade – e é em relacionamentos saudáveis que as pessoas podem observar que algum hábito ou comportamento não é saudável, começando a se esforçar para mudá-lo. Nos relacionamentos não saudáveis, essas coisas não são reconhecidas e muito menos abordadas.

Os seres humanos não são estáticos, nem os personagens de ficção: eles são capazes de crescer e mudar – em Lorde das Sombras, quando Mark diz a Kieran que ele não gosta de algo e ele não quer que Kieran volte a fazê-lo, Kieran escuta e respeita isso. Isso é um Kieran mudado de Dama da Meia-noite.

Cristina de fato não confiou imediatamente em Kieran. Ela passa a confiar nele com o passar do tempo, parte devido às experiências compartilhadas, parte por passar a entendê-lo melhor, e parte devido ao fato de ele ter salvado sua vida. (Isso geralmente causa uma impressão nas pessoas.) Kieran fez várias outras coisas que a induzem a confiar nele: aparecendo para salvar Tavvy e aceitar a responsabilidade e a ira de Mark, estar disposto a testemunhar diante do Conselho, embora ele agora saiba que todos que vão se beneficiar de seu testemunho – enquanto ele estará em maior perigo depois – conspiraram para mentir em sua cara. Ele também mostra respeito e compreensão a Cristina. Ele fala com admiração da coragem e bravura de Cristina e com clareza de suas boas intenções em relação a Mark e das suas esperanças pela felicidade de Mark – e, como Kieran não pode mentir, Cristina não tem motivos para não acreditar que ele não é honesto. Eu diria que definitivamente, Kieran não é perfeito – assim como Mark, assim como Cristina, assim como Julian e todos os outros em Artifícios das Trevas -, mas falhas não significam falta de mérito, e seus atos bons e até mesmo nobres não podem ser totalmente descartados, pois eles influenciam o porque da Cristina confiar nele.

Por último, vamos à fé. O jeito que eu vejo é: você está totalmente certo, Cristina É gentil e compassiva. Contudo, Cristina também é notavelmente uma mulher de fé: ela acredita em Emma, ela acredita em Raziel e nos Caçadores de Sombras e em sua missão de proteger a humanidade. Ela acredita em Mark. E ela acredita na beleza e no potencial dos Seres do Submundo. Ela é fascinada por fadas, os Seres do Submundo com quem sua família tem um relacionamento especial, e ela oferece bondade a Mark em Dama da meia-noite com base naquilo que suscita uma compreensão mais profunda entre eles.

Mas Mark escolheu o caminho de um Caçador de Sombras, e embora ele tenha que lidar com o preconceito, outros (como Jace e Julian fazem!) podem argumentar que ele é sim um Caçador de Sombras. Considerando que Kieran é definitivamente uma fada, e por ser um príncipe da corte e um membro da Caçada Selvagem, ele é representativo no Reino das Fadas de uma forma que Mark nunca poderia ser. Ao abraçar Kieran (uh, metafóricamente ou… de outra forma…), Cristina -basicamente uma princesa entre Caçadores de Sombras, como diz Mark- está apoiando as fadas, que foram demonizadas como um povo durante a Paz Fria. Do mesmo modo, Kieran, ao aprender a apreciar e cuidar de Cristina, está abraçando os Caçadores de Sombras, que agora são considerados inimigos pelas fadas. Ele foi capaz de descartar o status de Caçador de Sombras de Mark ao dizer que Mark não era verdadeiramente um Caçador de Sombras, e que ele voltaria para a Caçada Selvagem. Ele não pode fazer isso com Cristina – e se ele se preocupa com ela, ele tem que enxergar que há algo admirável sobre ser um Caçador de Sombras. E assim ele pode tanto entender a escolha de Mark de se tornar um, e entender que Caçadores de Sombras e fadas podem não ser irrevogavelmente divididos por suas próprias naturezas.

Se Mark estiver no meio, e Cristina e Kieran estiverem em extremos opostos – Mark é uma pessoa com importantes relacionamentos com os dois, Kieran e Cristina, mas ele é também uma ponte entre eles. E por meio de se importar e entender um ao outro, Cristina e Kieran podem os dois aceitar completamente o lado do Mark que lhes é totalmente diferente (Cristina, com toda certeza, foi mais aceitiva que Kieran desde o começo, mas então Cristina não estava sofrendo por ter perdido Mark) e mostra a possibilidade de paz entre seus povos. Existe um motivo do porque Cristina ter sido a primeira a ver Mark e Kieran juntos em Dama da Meia Noite, e que a relação amorosa (com toda essa concomitância de dor e saudade) é primeiramente vista através dos seus olhos empáticos como algo bonito.

O Plot de Kieran em Lorde das Sombras é muito a respeito de Kieran receber uma segunda chance e o que ele faz com ela: e porque ele escolhe agir diferente desta vez, ou seja, como ele muda. Cristina não confiava em Kieran e foi traída em Dama da Meia Noite, mas ela conhece suas ações, e também sabe – e talvez entenda mais completamente do que Emma e Julian podem entender – o que inspirou essa traição, especialmente agora que sabemos que Kieran achou que seria possível salvar a vida de Mark arrastando-o de volta para a Caçada Selvagem. Mark foi quem foi traído, e ele luta com o problema de quão culpado Kieran se sente por suas ações que ele não se recorda. (Em um jeito similar, Will foi cruel com Tessa pois achava que estava salvando sua vida, e ainda sim, depois, ambos têm que lutar com o fato da crueldade por quaisquer meios ainda ser crueldade).

Agora que Kieran tem uma chance incomum de refazer as coisas, Cristina está em uma posição diferente, uma na qual ela pode escolher por sua fé em Kieran pela primeira vez – e confiar que desta vez, com sua confiança na balança, Kieran opte por fazer uma escolha diferente. Nós não confiamos nas pessoas por elas serem perfeitas e não nos machucarem. Nós confiamos nas pessoas mesmo sabendo que eles podem e que talvez até irão nos machucar – porque nós vemos algo naquela pessoa com defeitos diante de nós em que vale a pena confiar.

Mark e Cristina atuam em papeis essenciais no arco do Kieran – Apenas Mark pode perdoar Kieran pelo que ele fez, mas apenas Cristina pode lhe oferecer uma fé, completa e ininterrupta. E no final, esse perdão e fé formam a coisa mais importante que Kieran já fez, que é por de lado sentimentos doloridos e orgulho e concordar em testemunhar em frente ao conselho, apesar do perigo, simplesmente por ser a coisa certa a fazer.

Para mim, em um mundo em que a Fé está distorcida e a Lei está corrompida pelo mal, assim como está com Zara e sua trupe, a fé da Cristina brilha. Fé nunca é é se não for testada. Em LORDE DAS SOMBRAS Cristina tem que lidar com a traição de alguém que ela por todos os meios é levada a crer que deveria ser confiável – Diego Perfeito, um caçador de sombras próximo como uma família para ela. Seria compreensível se ela visse como impossível confiar em qualquer pessoa por um longo tempo após isso. Em vez disso ela encontra fé em si mesma para estender confiança em alguém – uma fada, uma do tipo que caçadores de sombras são ensinados a suspeitar, e uma pessoa que Cristina sabe que traiu alguém antes, mas que também sabe que se arrepende profundamente. Enquanto Zara poderia condenar Kieran a primeira vista como venenoso e ridicularizar a ideia de que ele pode se redimir (Pois Zara e seu tipo não acreditam que as pessoas não possuem a capacidade de se redimir) Cristina, por sua vez, opta por acreditar nele. É verdade que Zara pode aprender por ter sido deixada para baixo no passado que ela não deve confiar em ninguém novamente. Mas Cristina, ainda bem, não é a Zara.

Enquanto Cristina estando machucada e desconfiada por um tempo pode ser uma nota de personagem passageira, sua convicção e crença na bondade das outras pessoas é literalmente a personalidade dela. Se alguém vai estender ao beneficio da duvida para Kieran, essa pessoa certamente será Cristina. Como disse uma vez outra das minhas moças favoritas, Isabelle: o fogo testa o ouro. Se Zara e seus ajudantes são o pior do que a fé pode trazer a uma pessoa, Cristina é o de melhor.

O relacionamento de Cristian com Kieran, de todo jeito, se torna em uma discussão pela união, por se importar com as pessoas bem diferentes de você e ver aquela diferença como algo para compreender ao invés de rejeitar. Perdoar não é o mesmo que ignorar as coisas erradas que alguém fez: é atualmente o oposto, um conhecimento de que pessoas mudam, que eles podem fazer melhor, de entender que pessoas podem atacar, mas também podem se aproximar. Eu acho que esse é um problema com o qual todos podemos concordar que é profundamente importante nesse mundo, nessa hora.

Lembrando que “Lorde das Sombras” só será publicado no Brasil no 2º semestre pela Galera Record, ainda sem mês ou data especifica.

Para ler a sinopse de “Lorde das Sombras” e saber tudo sobre “Os Artifícios das Trevas”, basta vir AQUI.

Fonte

Arquivado nas categorias: Lord of Shadows , Spoiler , The Dark Artifices , The Shadowhunter's Chronicles com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
22.09
Cassie enviou uma nova newsletter e nela nós vemos mais sobre a Graphic Novel de “Os Instrumentos...
19.09
Cassie postou durante os primeiros dias da manhã hoje um novo trecho de "Chain of Gold", o 1º livr...
14.09
Cassie respondeu algumas perguntas em seu tumblr onde ela fala sobre os relacionamentos entre Matthe...
13.09
Cassie publicou em seu instagram a imagem do convite de casamento de Will e Tessa e um pequeno trech...
08.09
Durante o Mochilão da Record que aconteceu durante a Bienal do Rio, foi divulgada a capa nacional d...
02.09
Conforme tinha dito anteriormente, Cassie irá divulgar em sua newsletter todo dia 1º de cada mês ...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook