29.06

padrao_tmi1

Cassandra Clare acaba de responder em seu Tumblr uma pergunta de um fã sobre Sebastian e de havia alguma maneira de ele se tornar bom. A autora falou sobre diversas possibilidades mas deu a entender que realmente acredita que não havia outra conclusão para o personagem.

Oi Cassandra! Sebastian é um personagem muito interessante e complexo e leva muito tempo para entender ele e sua história, o que deve ser uma das muitas razões de porquê ele se tornou meu personagem favorito. Eu estou lendo Cidade do Fogo Celestial agora e em uma parte do livro Jocelyn menciona que ele costumava chorar todos os anos em seu aniversário e que às vezes sonhava com um garoto de olhos verdes que podia sorrir/amar/etc, uma criança humana e é por esse garoto que ela chora, apesar de afirmar que ele nunca existiu. Mas minha pergunta é, não é em parte culpa de Jocelyn que Sebastian tenha se tornado quem ele é? É claro que a maior parte da humanidade foi queimada pelo sangue de demônio, mas se Jocelyn tivesse ficado e ajudado a criá-lo e dado a ele amor e todas as coisas que ele nunca recebeu de Valentim, teria afetado os sentimentos de Sebastian de alguma maneira? Ou ele ainda seria o mesmo? Porque eu acho que o sangue de demônio o prejudicou muito mas a maneira cruel como Valentim o criou também parece ter muito impacto em Sebastian. Eu prefiro ele mau, óbvio, eu não iria querer mudá-lo, mas estou apenas curiosa se há uma chance para ele ser diferente ou se ele era irremediável? Se você tirar um tempo para responder vou estar te agradecendo!

Ah, você aderiu a teoria da minha amiga Sarah de “Você tem que amar seu demônio bebê!”
Todo leitor tem sua própria interpretação de uma história. Para mim, acredito que Jocelyn é bem menos culpada na tragédia de Jonathan do que Valentim. Valentim fez experimentos perigosos em sua esposa e seu filho que ainda nem havia nascido. Ele fez isso de propósito, sabendo que os resultados poderiam ser perigosos. Ele fez isso sem que Jocelyn soubesse ou consentisse e adulterou suas memórias para que ela permanecesse leal a ele. Ele era um fanático manipulador e abusivo que estava basicamente torturando Jocelyn e apagando sua memória. Ela deveria perdoar tudo isso e ficar com ele para que pudesse ser uma mãe amorosa para o monstro em que ele havia transformado seu filho? Isso teria sido horrível para ela, e teria dado acesso para Valentim para fazer experimento em outra criança: Clary. Jocelyn deixou suas perdas de lado e se mandou de lá. Eu não a culpo por isso.
Eu acho que fica inteiramente no ar se Jocelyn ter ficado teria feito de Sebastian/Jonathan uma pessoa melhor. É possível, mas também é possível que isso não faria a menor diferença. O próprio Jonathan diz no fim de sua vida que não havia bondade o suficiente nele para que qualquer coisa mudasse a pessoa que ele se tornou. Eu acho que em alguns casos o amor pode fazer a diferença. Mas eu não acho que você possa espantar a maldade com amor.
Eu escrevi um pouco sobre os “e se” e Jonathan aqui:

http://cassandraclare.tumblr.com/post/89868815509/sebastian-jonathan

“Eu não iria querer me comprometer com um “e se” específico. Há muitos que influenciam em ter feito de Jonathan quem ele é. Um Jonathan com sangue de demônio, mas que não foi criado por Valentim é uma coisa. Um Jonathan sem sangue de demônio mas criado por Valentim é outra coisa. Um Jonathan sem sangue de demônio e que não foi criado por Valentim poderia ser o que vimos no sonho de Clary – isso é o mais perto de um ‘e se’ que acho que vamos chegar.”

“É provável que se ele tivesse sido criado por Valentim, Jonathan teria sido afetado por essa educação, mesmo se ele não tivesse sangue de demônio, sim, mas ele provavelmente não teria sido basicamente um demônio na forma humana. Seb/Jonathan é uma mistura de maus impulsos e má educação. Certamente eu não tive intenção nenhuma de sugerir que se ele não tivesse sangue de demônio ele seria um anjo de luz: nós não temos ideia do que ele teria sido, e nós nunca saberemos. O que eu queria transmitir no final desse arco foi simplesmente a tragédia de potencial desperdiçado. O próprio Jonathan diz que ele não é uma pessoa real após a Gloriosa ter queimado o sangue de demônio para fora dele, ele é como o sonho de Clary com ele, um possível Jonathan que poderia ter existido, mas que realmente nunca existiu.”

FONTE

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare , Os Instrumentos Mortais com as tags: , , .
Postado por:
Você pode gostar de ler também
16.10
A Editora Galera Record anunciou a volta do box “Os Instrumentos Mortais” com as novas capas met...
15.10
“Cidade de Vidro”, de Cassandra Clare e o 3º livro da série “Os Instrumentos Mortais”, ent...
02.09
Cassie deu uma entrevista para o site booktopia, respondendo 10 perguntas que eles fizeram pra ela! ...
17.08
Cassie anunciou hoje em seu twitter que estará no festival internacional do livro de Edimburgo, no ...
01.07
Conforme anunciado em sua newletter (leia clicando AQUI), Cassandra Clare revelou a capa de “Chain...
25.05
A live de Cassandra Clare aconteceu hoje e foi um sucesso: mais de 1.900 pessoas assistindo simultan...

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook