11.04

padrao_cassie

Já na fase de divulgação de “The Bane Chronicles”, ou em português livre “As Crônicas de Bane”, Cassie, junto com as co-escritoras do livro de conto, Maureen Johnson e Sarah Rees Brennan, deu uma entrevista ao site EW, o qual publicou a capa do primeiro conto “What really happened in Peru” (“O que realmente aconteceu no Peru”), que você vê aqui. Logo mais, a tradução dessa entrevista, aonde elas falam de como surgiu a ideia e do que podemos esperar dos 10 contos juntos!

ENTERTAINMENT WEEKLY: A primeira coisa é a primeira: Como é que surgiu a ideia para “As Crônicas de Bane”?

Maureen Johnson:
Nós sempre brincamos sobre cada os livros uma das outras, e eu tenho meus projetos com vários dos personagens de Cassie. Tudo começou através de uma longa série de piadas sobre o que farimos.

Sarah Rees Brennan: Eu cheguei um depois. Maureen e Cassie estavam conversando sobre várias aventuras diferentes que [alguns] personagens poderia ter tido. Então estávamos todos na França juntas quando começaram a contar histórias de Magnus uma para a outra.

Cassandra Clare: Nós alugamos esta casa [na França], e tinha uma grande e chique sala que não poderíamos possivelmente usar. Nós estávamos cuidadosamente sentadas lá, e então começamos a fazer piadas sobre Magnus e o que ele pensaria da sala. Maureen teve uma [teoria] sobre Magnus durante a Revolução Francesa. Sarah teve suas teorias sobre por que Magnus estava realmente banido do Peru, e meio que se expandiu. Eu disse: “É realmente uma pena que não podemos escrever isso como uma série de histórias em curso, porque não é realmente um formato de um livro. É mais uma série de contos interligados”. Foi quando começamos a falar sério sobre o assunto.

Por que você decidiu em 10 contos?

CLARE: Tivemos a percepção de que a melhor casa para um projeto como este era, provavelmente, a Internet, porque permite formatos extremamente não-tradicionais de publicação. Então nós começamos a nós dedicar e falar sobre o que as histórias seriam e como seriam escritas. Já como há três de nós e estamos escrevendo cada história – Maureen escreve metade, Sarah escreve metade, eu escrevendo metade junto – me parecia justo dividir cinco e cinco.

Cada conto é escrito por apenas duas de você. Como vocês decidiram que iria escrever o quê?

BRENNAN: Quando começamos a falar sobre isso, tornou-se claro que estavamos mais interessadas. Sério tipo, “Bem, e sobre os outros personagens de Os Instrumentos Mortais? E sobre Raphael?E se ele e Magnus tivessem uma história?”. E às vezes, as histórias que planejavamos escrever tomar um rumo dramático. Cassie, Maureen, e eu estávamos em turnê juntas, e um monte de pessoas estavam perguntando sobre os personagens de “As Peças Infernais”. Cassie e eu falamos sobre isso no ônibus, e nós estavamos tipo, “Bem, isso poderia ser uma Crônica de Bane” e depois tivemos de dar a notícia ao nosso editor que tínhamos uma Crônica de Bane diferente!

JOHNSON:
Aconteceu muito naquela sala na França, e parecia tipo o cenário ideal para isso – o lugar para se fazer este projeto louco. Nós conversamos muito sobre tempos de epóca porque tivemos tantos para escolher. Nós fomos tipo em um banquete e dissesemos: “Temos quatro ou cinco mil anos de história para jogar. Quais são alguns limites incriveis, uma vez que podemos fazer tudo? Para onde devemos ir?”

O que vocês podem adiantar sobre o que realmente aconteceu no Peru?

CLARE: Há uma menção em um dos [Instrumentos Mortais] livros que Magnus está banido de todo o Peru, e ele nunca diz o porquê. Portanto, esta é a história de… Eu não quero dar spoilers do banimento de Magnus! Mas, na verdade, abrange uma série de séculos de visitas de Magnus no Peru.

BRENNAN: Eu não sei uma quantia obscena sobre a história peruana. Então, eu estaria olhando para ela e descobri que, em um século Peru tinha esse problema enorme da pirataria. Magnus e piratas, obviamente! E em outro século, eram ousados trapaceiros indo com tudo para atacar em viagens, e se Magnus encontrou um malandro confiante? Esse tipo de coisa.

Foi recentemente anunciado que a estrela de Grey’s Anotomy, Jesse Williams, irá narrar a versão audiobook. Como isso aconteceu?

BRENNAN: Jesse Williams é tão incrível, então eu sinto super sortuda de consigo-lo… Ele é muito bonito! [Risos]

CLARE: Eu estava tipo: “Wow, que pena que vocês não podem vê-lo enquanto ele fala! [Risos] Nós demos a Simon & Schuster uma enorme lista de nossos atores favoritos e as pessoas que realmente gostavamos. Nós éramos como: “Bem, essas são as pessoas que realmente gostamos e achamos que seria ótimo”. As histórias diferentes têm diferentes modos e estilos diferentes. [Simon & Schuster] veio até nós com algumas pessoas diferentes e um deles era Jesse… Eu acho que foi idéia de Sarah de ter um narrador diferente para cada capitulo. Nós não queríamos colocar o narrador como Magnus contando a história. Queríamos colocá-los cada um como um narrador contando a história sobre Magnus.

Então cada conto vai ter um narrador diferente? Vocês sabem quem mais poderia participar?

CLARE: Vai mudar a cada conto é meu entendimento. E eu sei de pessoas cujos nomes nós jogamos no lixo. Eu não sei se eles vão fazer isso ou não.

Quem vocês sugerem?

BRENNAN: É permitido dizer?

CLARE: Eu acho que provavelmente poderíamos. Podemos ser como: “Hey, me liga!”. Nós jogamos em um monte de pessoas diferentes que nós pensamos que teria realmente grande timing cômico, como Alan Cumming. Para os que estão na Inglaterra, estávamos interessadas em ter leitores britânicos, entrão demos a ideia de John Barrowman, pois ele tem uma bela voz britânica e também desempenhou um dos mais conhecidos personagens masculinos bissexuais na mídia. Nós pensamos que ele poderia ter algum divertimento com Magnus e sua vida romântica.

BRENNAN: Eu não sei se nós vamos consegui-los.

CLARE: Estes são contos e por isso é meio que legal. Podemos sair para pessoas com bonitas agendas lotadas e ser tipo, são apenas quatro horas de seu tempo. Não é um compromisso enorme.

JOHNSON: Sim, apenas venha por uma manhã!

Fonte.

Arquivado nas categorias: Cassandra Clare com as tags:
Postado por:
Você pode gostar de ler também
30.06
Algum tempo atrás, Cassie abriu uma caixinha de perguntas em seu Instagram. Avisamos no twitter (ve...
26.06
Cassie enviou uma newsletter nova, onde ela fala sobre a viagem que fez a Paris para pesquisas e tam...
05.05
Algumas semanas atrás, Cassie abriu uma caixinha de pergunta em seu Instagram @CassieClare1 e agora...
16.04
Cassie enviou a newsletter especial de “Sword Catcher”, cheia de novidades sobre o livro adulto ...
03.04
Cassie enviou uma newsletter bem pequena e sem muitas novidades, só pra falar sobre o atraso da new...
28.12
Nós, do Idris, estamos fazendo um Sorteio Solidário para doar para a cidade de Itabuna, que sofreu...

Deixe seu comentário

1 comentário em “Entrevista de Cassie Clare, Sarah Rees Brennan e Maureen Johson para o EW”







Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Siga @idrisbr no Instagram e não perca as novidades
Facebook