A frase de abertura de “The Eldest Curses”,Ty, TLH e muito mais em novas respostas no tumblr de Cassie!

Chain of Gold, Livros, Lord of Shadows, The Dark Artifices, The Eldest Curses, The Last Hours, The Shadowhunter's Chronicles

Mais respostas de Cassie em seu tumblr: dessa vez ela falou sobre Ty e agradeceu uma pessoa que se identifica com ele, além de falar sobre Wessa e seu ponto de vista em “As Últimas Horas”, além de das a frase inicial de “The Eldest Curses”, conhecida como “a trilogia Malec”. Confiram todas as repostas já traduzidas:

Obrigado por criar o Ty! Existem tantas pessoas neurodiversas na minha vida que isso me dá vontade de abordar o assunto. Eu adoro ver a inclusão em seus livros! Fiquei me perguntando como os seres do submundo/Clace lidam com deficiência (Henry em uma cadeira de rodas) ou neuroatípico (Ty)? Eles também acreditam na saúde mental? – Sarahalavi322
Julian pensa frequentemente sobre isso em “Dama da meia-bnoite”. De muitas maneiras, suas palavras serão mais úteis do que uma explicação que eu poderia dar, porque Ty e Julian vivem isso:

“Os pensamentos de Ty, sua mente linda e curiosa, não eram como os de todo mundo. Julian já tinha ouvido histórias — sussurros, na verdade — de outras crianças Caçadoras de Sombras que pensavam ou sentiam diferente. Que tinham dificuldade de concentração. Que alegavam que letras se reorganizavam na página quando tentavam lê-las. Que caíam em profunda e indistinta tristeza ou ataques que não conseguiam controlar.
Mas eram apenas fofocas, porque a Clave detestava admitir que existiam Nephilim assim. Eram colocados na parte da “escória” da Academia e treinados para não perturbar os outros Caçadores de Sombras. Enviados aos cantos mais distantes do globo como segredos vergonhosos que deviam ser escondidos. Não havia palavras para descrever Caçadores de Sombras cujas mentes eram diferentes, nem palavras reais para descrever quaisquer diferenças.
Porque se houvesse palavras, Julian pensou, teria que haver admissão. E havia coisas que a Clave se recusava a admitir.”

Obviamente isso será explorado com mais detalhes nos livros seguintes sobre Ty e outros, como uma sociedade, os Nephilim tendem a serem intolerantes as diferenças, e eles têm um relacionamento especialmente pobre com neuroatipicidades entre os seus. Eles não têm uma boa compreensão da saúde mental ou da diferentes maneiras como as mentes podem funcionar, e eles vêem qualquer desvio do que eles percebem como “normal” como um sinal de fraqueza ou mesmo anti-socialidade no indivíduo.

Os Nephilim realmente tendem a aceitar mais as limitações físicas, como Henry paralisado. Caçadores de sombras são seriamente feridos o tempo todo, e às vezes eles não podem ser curados. Alguns personagens mais desagradáveis podem se livrar de caçadores de sombras que são afetados por lesões permanentes, mas a maioria dos caçadores de sombras reconhecerá o sacrifício que a pessoa ferida fez e mostrará gratidão e respeito. Feridas e cicatrizes são honras, desde que sejam visíveis.

Os seres do submundo não pertencem a uma sociedade rígida de guerreiros, e já há uma tonelada de variações dentro da população dos seres do submundo, então há muito menos ênfase em ser “normal”. A sociedade dos caçadores de sombras é uma religião, um bloco de crenças . Mas um vampiro não é um lobisomem e um clã de vampiros não é como outro. Por isso, depende muito mais simplesmente de quem/o que/onde você acontece de estar.

Oi, essa pode ser uma pergunta estranha, mas eu sou um pouco obcecada por nomes, então: Como você pensou em Alec como um apelido, não Alex? Há algum significado por trás disso? Eu realmente gosto de Alec, é muito original e se encaixa perfeitamente! Como com Alexander, a maneira que Magnus sempre diz, como um segredo que somente os dois compartilham. Como se “Alec” não fosse especial o bastante para ele, porque é assim que todos o chamam. Isso é o que eu sempre penso quando leio/ouço os nomes. O que você pensa ao escolher? – after-all-thiis-tiime
O apelido de Alec, embora seja Alexander completo, era uma referência ao Alec do livro “Swordspoint”, de Ellen Kushner.

http://www.tor.com/2008/11/10/love-blood-and-rhetoric-ellen-kushners-swordspoint/

Um dos primeiros livros de fantasia que eu li que tinha personagens LGB+ e um grande relacionamento gay e uma história de amor. Significou demais para mim e para meus amigos e, de fato, para toda uma geração.

Como o mundo é bastante pequeno, Ellen Kushner foi uma das primeiras a ler “Cidade dos Ossos” e a primeira coisa que ela me disse foi “Quero me casar com Magnus Bane, espero que ele apareça de novo.” Eu disse: “Bem, isso é conveniente, porque termina que…

Hey, Cassie, eu queria saber se Will e Tessa terão capítulos com seu ponto de vista em “The Last Hours”? – sarahalavi322
Eles tem. Embora eu tenha certeza de que até o final da “Chain of Gold” todo mundo vai querer que os pais chatos vão embora para sempre. 🙂

Oi, Cassie, eu sei que você acabou de responder a uma pergunta sobre Ty e que as palavras de Julian foram em relação a ele ser diferente e o que os caçadores de sombras pensam sobre dele, mas eu só queria agradecer porque Ty significa muito para mim e eu não posso esperar para saber mais sobre ele (contando os dias até “Lord of Shadows”) como alguém que é neuroatípica é realmente reconfortante ler sobre alguém como nós, alguém com quem podemos nos identificar, então eu só queria dizer obrigada! – rockinginneverland
Muitos abraços!

Recentemente eu li algumas das suas séries. Eu absolutamente adoro todos esses personagens. Eu estava pensando sobre como você administrou criar Jace e Will? Você teve inspiração ou esses personagens aconteceram ser alguém que você conhece? Também qual é a provável porcentagem de Clary dizer “sim” para a proposta de casamento de Jace? Por favor, que seja 100%. Se houver uma chance de Clary e Jace se casarem, tenho TONELADAS de nomes para seus filhos. Então me pergunte imediatamente quando você quiser algumas ideias sobre quais nomes os filhos deles deveriam ter. Beijos Annie 😘 – Boba2001
Vou fazer um post sobre criação de personagens. Mesmo se um personagem é inspirado em alguém que você conhece (e Will e Jace não são) você ainda tem que os transformar em personagens de ficção. Não há maneira de mudar isso. Cada personagem é um ato de inspiração seguido de muito trabalho, não importa como você teve a ideia para eles.

Acho que sabemos no final de “Uma Longa Conversa” que Clary não vai dizer sim a Jace ali. Nós apenas não sabemos POR QUÊ. E acredite em mim que eu sabia quando eu escrevi que pareceria uma reação totalmente inesperada e ilógica – claro que ela o ama. Mas sim, ela ainda vai dizer não. E nós descobrimos por que em “Lord of shadows”.

Se é um consolo, Emma também não aceita bem as notícias. 🙂

Olá, eu absolutamente amo todos os seus livros e estou ansiosa para “Lord of Shadows” e o primeiro livro de “The Last Hours”. Eu queria saber, uma vez que 1º livro de TLH vai sair depois de “Lord of Shadows” e antes do 3º livro de TDA, será algumas das nossas perguntas da série “Os Artifícios das Trevas” será respondida em TLH? Principalmente sobre parabatai estarem apaixonados? – sportygirl43
O quão sorrateiro isso seria!

Não – é um pouco mais como “As Peças Infernais” e “Os Instrumentos Mortais”. Eles enriquecem as histórias um do outro, e alguns personagens se cruzam, como Magnus e Malcolm, mas você não vai encontrar spoilers de um no outro.

Olá Cassie! Em primeiro lugar, quero te agradecer por escrever essas histórias incríveis. Elas me ajudaram passar por um monte de coisas. O que eu AMEI foi a série “As Peças Infernais”. Eu tenho uma pergunta que tem estado em minha mente ultimamente. Será que Will alguma vez pensou em se transformar para que ele pudesse se tornar imortal e estar com Tessa? Como se transformar em um vampiro? Muito amor da Holanda! 💜 – iadoreg
Espere, Will, que uma vez bebeu um balde de água benta para evitar se transformar em um vampiro? Aquele Will? 🙂

Quer dizer, sabemos que Will não decide se tornar imortal, porque vive uma vida natural. Então eu acho que a pergunta é: Ele pensou alguma vez sobre isso? Alguma vez passou por sua mente? Eu não acho que Will (assim como Alec) quereria a imortalidade ao preço de desistir de ser um caçador de sombras. Ou que ele iria querer ver seus filhos envelhecerem e morrerem. A imortalidade é um fardo e um dom, às vezes mais dom do que fardo. Se Will já pensou nisso, acho que vamos ouvir sobre isso em “As Últimas Horas”, mas há uma razão para “The Eldest Curses” começar com uma citação particular de Schopenhauer:

“Desejar a imortalidade é desejar a perpetuação de um grande erro.”

O próximo livro de Cassandra Clare a ser publicado será “Lord of Shadows”, o 2º livro da trilogia “Os Artifícios das Trevas”, no dia 23 de maio em língua inglesa. A Galera Record ainda não tem data, nome ou capa da publicação nacional.

Para saber tudo sobre “Os Artifícios das Trevas”, basta vir AQUI.
Para saber tudo sobre “As Últimas Horas”, basta vir AQUI.
Para saber tudo sobre “The Eldest Curses”, basta vir AQUI.

Fontes: [1]; [2]; [3]; [4]; [5]; [6]; [7].