Cassie fala sobre o significado de família em “As Últimas Horas”

The Last Hours, The Shadowhunter's Chronicles

Cassie respondeu uma ask em seu tumblr aonde falou sobre o que pesa mais: sangue ou o amor que desenvolvemos com a coveniencia, resultado em um significado real de família? Leiam a resposta completa abaixo, que envolve os relacionamentos dos personagens em “As Últimas Horas”!

Perguntas & Respostas: Sangue versus Amor

rorochan92 disse:
Oi, Cassie! Eu estou relendo “Nada além de Sombras” e tenho uma pergunta – e tomara que possa responder! Então… nós sabemos que, quando esteve na Academia, Jem se encontrou com James. Mas ele falou com Alastair também? Eu senti que aquele pirralho mimado poderia receber algum conselho. Se não – Jem alguma vez encontrou com seus primos antes? Ele ainda é próximo aos Carstairs? Obrigada pelos seus livros e seus personagens!

Meio-soilers de The Last Hours abaixo!

Em “Nada além de Sombras”, Irmão Zachariah/Jem visitou James no meio da noite porque James precisava, e porque Zachariah foi chamado a fazê-lo pelo reitor da Academia, que não tem ideia de como lidar com a natureza peculiar de James, e queria o conselho dos Irmãos do Silêncio. Jem com certeza estava feliz em estar lá, porque ele amava James, e estava preocupado com ele. Mas não foi ideia sua aparecer. Ele foi levado até lá pela sua capacidade oficial

“E a presença de um Irmão do Silêncio na Academia não significava nada de bom. Papai estava sempre inventando desculpas para o tio Jem chegar a eles – uma vez que ele havia afirmado que um vaso de flores era possuído por um demônio. Mas isso era Idris, e um Irmão do Silêncio só seria convocado para crianças Shadowhunters apenas em momentos de muita necessidade“.

Parece haver uma ideia que circula por aí de que Jem deveria gastar mais tempo com as pessoas de sua linhagem, especificamente os Carstairs. Essa é uma atitude estranha a respeito de Jem, porém, o fato de que o DNA compartilhado importa mais do que amor, dedicação ou ações não é realmente compatível com a ética dele ou compatível com suas crenças declaradas. Sim, os Carstairs são a sua família, mas os Herondale também são, e ele não tem um histórico por privilegiar um DNA compartilhado sobre toda uma história compartilhada.

Por exemplo: Elias se ofereceu para acolher Jem depois que ele ficou órfão, mas como os dois nunca foram tão próximos, Jem escolheu não ir, porque já havia encontrado uma casa (e um parabatai) no Instituto de Londres. Retirado de “Princesa Mecânica”:

“James falou de você” disse Elias. “Depois que saí da China, quando voltei para Idris, perguntei se ele viria morar comigo. Mas, quando perguntei se queria ir para Idris, ele disse que não, não podia. Pedi que reconsiderasse. Falei que era sua família, seu sangue. Mas ele respondeu que não podia abandonar seu parabatai, que havia coisas mais importantes que o sangue.”

Do ponto de vista de Jem, a cerimônia parabatai o fez parte de uma família com os Herondale. Ele zombaria da ideia de que Alastair está mais relacionado a ele do que James, da mesma maneira que uma criança adotada não perderia muito tempo com a ideia de que seu pai biológico é sua família de uma maneira que seus pais adotivos não são. Na visão de Jem, os Herondale são sua família (não sua única família – e não em detrimento dos Carstairs, na minha opinião, mas são sua família). Parte da mensagem de todos os livros sobre os Caçadores de Sombras é que sangue não é amor. Os Fairchild e os Herondale, e até mesmo os Lightwood, fizeram muito por Jem em sua vida, enquanto os Carstairs fizeram relativamente pouco. Elias respeitou a decisão de Jem de não viver com ele, mas, como sabemos, depois, ele não foi particularmente bom em manter contato.

Claro, Jem nunca culparia Alastair e Cordelia pela indiferença de seus progenitores. No entanto, ele tem mesmo uma dificuldade em conseguir vê-los. Os Irmãos do Silêncio não têm permissão para ir e vir como bem quiserem. Seus movimentos são circunscritos. Se espera que eles vão aonde quer que sejam enviados, e retornem à Cidade do Silêncio quando sua missão estiver concluída, sem titubear. Era muito mais fácil para Jem visitar o Instituto de Londres do que teria sido para ele tentar alcançar a família Carstairs enquanto viajavam pela Pérsia e pela França.

Existe também um problema maior que depois que o Jem virou um Irmão do Silêncio, Ellias se empenhou muito para manter sua família longe do Irmão Zachariah, o que você vai ver mais em “As Últimas Horas”.

Apesar dos desejos do pai, Cordelia desenvolveu uma amizade com o Jem, que depende do curso de “As Últimas Horas“. Mas Jem teve uma relação contenciosa com Alastair. Alastair sempre se sentiu desconfortável com Irmãos do Silêncio, e especialmente com a ideia de ser parente de um. Ele tenta evitar o Irmão Zachariah quando possível, para não ter que contar que Jem é seu parente, então você pode imaginar que Alastair não ficaria exatamente feliz de ser acordado por ele no meio da noite para uma visita surpresa.

O Alistair poderia ter outras influências na sua vida? Almas mais sabia e velhas para o dar conselho? Sim, claro. Mas Jem não seria sua primeira escolha para esse papel. Alistair é só uma criança em Nada Além de Sombras e ele ainda tem que crescer muito. Jem seria simpatizante com isso, mas Alistair é quem o rejeitou, não o contrário.

Para saber tudo sobre a trilogia “As Últimas Horas”, que fala sobre os filhos dos personagens de “As Peças Infernais”, basta vir AQUI.

Já sobre livros, o mais novo publicado no Brasil é “Senhor das Sombras”, o 2º livro da trilogia “Os Artifícios das Trevas” já está sendo vendido no Brasil. Para saber aonde comprar e tudo sobre a edição nacional de “Senhor das Sombras”, basta vir AQUI.

Para saber tudo sobre “Os Artifícios das Trevas”, basta vir AQUI.

Fonte