Muito tem se especulado sobre os direitos de imagens de “As Crônicas dos Caçadores de Sombras” (para saber quais livros compõe a coleção, basta vir aqui). Já traduzimos diversos posts de Cassandra Clare no tumblr, no qual ela fala sobre isso (vocês podem ler aqui, aqui e aqui, por exemplo). Mas, para deixar claro, vamos traduzir uma ask de meses atrás, na qual ela fala com todas letras o que pode e o que não pode se tornar série de TV ou filme. A fonte para a postagem original está no final, basta clicar em “fonte”, aonde estará em inglês original.

Oi Cassie! Eu só estava me perguntando se você tinha vendido os direitos para fazerem filmes de “As Peças Infernais” (Desculpe esta não é uma questão relacionada à Dama da meia-noite , eu estou realmente curiosa)
Gone-with-the-cheese

As pessoas que possuem os direitos de filmes/TV (Os direitos são a mesma coisa e as mesmas pessoas. As mesmas pessoas que fizeram o filme “Cidade dos Ossos” fazem “Shadowhunters”. Eles não compraram separadamente os direitos pra TV, não houve nenhum ponto em que eu tenha vendido os direitos pra TV – uma vez que eles fizeram o filme, eles tinham o direito de fazer qualquer tipo de adaptação visual que eles queiram, para sempre, até o fim dos tempos) também possuem “As Peças Infernais” e podem fazer o que eles querem com.

Eles não possuem “As Crônicas de Bane”, “Contos da Academia dos Caçadores de Sombras”, “Os Artifícios das Trevas” ou “As Últimas Horas”, e não podem legalmente usar cenas ou tramas desses livros ou personagens originários desses livros. Acho que um dos escritores disse o contrário na Wondercon, mas foi apenas um erro – nenhuma má intenção – eles podem ler o material extra para história de fundo, se quiserem, apenas não podem usar.

(Funciona ao contrário também, porque não teríamos permissão para, digamos, fazer uma capa de TV pra “As Crônicas de Bane”.)

Complicado, mas aqui está.

*Eles mencionaram o passado de Magnus e Imasu no 12º episódio (da 1ª temporada), mas isso foi um erro, discutimos isso mais tarde, isso é tudo. Claro que eles podem mencionar qualquer coisa sobre Magnus de “As Peças Infernais”.

Fonte