Q&A: Recomendações de livros, “Every Exquisite Thing”, um trecho de Cordelia e Alastair e mais!

Ghosts of the Shadow Market, Livros, The Last Hours, The Shadowhunter's Chronicles

Cassie respondeu algumas perguntas em seu tumblr, onde ela dá uma lista de recomendação de livros com representação LGBT, além de falar sobre o “Quarteto Shadowhunter”, Jem, Anna e Ariadne, Tessa e o relacionamento de Cordelia e Alastair, nos mostrando ainda um trecho deles! Confira:

wndrwtsch: Hey, Cassie, isso não é tanto uma pergunta e sim mais um “obrigada”. Eu amei “Cast Long Shadows” com todo meu coração. Mas foi o trecho de “Every Exquisite Thing” que absolutamente me fez chorar demais. Desde que eu não sou hétero e relacionamentos do mesmo sexo/mulheres não hétero são principalmente ignorados na ficção infanto-juvenil, significa o mundo para mim que você criou e incluiu Anna em Gftsm e TLH. Não posso expressar completamente o quanto significa finalmente poder me ver representado. Muito obrigada mesmo <3

Obrigada, querida! Fico feliz em poder trazer Anna para você e espero que você a ame como eu. Dito isso, existem romances maravilhosos sobre lésbicas e despretensiosos na literatura infanto-juvenil e eu gostaria de tirar um momento para recomendar alguns deles, pois eles são frequentemente negligenciados e não promovidos como deveriam. Eu li e gostei desses livros:

“Ash” (Cinderela recontada como um belo conto de fadas lésbicas), “Huntress”, “A Line In The Dark”, de Malinda Lo;
“Tell me Again what a Crush should be”, de Sara Farizan;
“The House You Pass Along the Way”, de Jaqueline Woodson;
“Down to the Bone”, de Mayra Lazara Dole;
“Keeping you a Secret” e “Far from Xanadu”, de Julie Ann Peters;
“The Dark Wife”, de Sarah Diemer
“Everything Leads to You”, de Nina LaCour
“You Know Me Well”, de Nina LaCour e David Levithan (gay e lésbica alternando a narração)
“Lies We Tell Ourselves”, de Robin Talley

Eu espero que você tenha a chance de ler alguns 🙂

nevergonnagiveyouuporletyoudown: Os meninos do Quarteto Shadowhunter (Matthew, James, Christopher e Thomas) são muito travessos?

Absolutamente! Não tem nada além de travessuras da manhã até a noite. Eles não obedecem as regras quando se diz respeito a caçar demônios, mesmo que eles tenham muito sucesso. Todo mundo vive com medo que Christopher exploda alguém. Matthew festeja loucamente com os membros do Submundo a cada oportunidade. James é distante e profundamente sarcástico. E eles formam de um jeito um time imparável. Quando esses quatro chegam a uma festa, todo mundo fica tipo “Guardem as louças! Tranque o papagaio, vocês SABEM o que aconteceu da ultima vez!”

markd1176: É difícil para Jem manter segredos dos outros Irmãos do Silencio, se eles estão sempre na cabeça dele? Por exemplo, o conhecimento dele sobre Jocelyn e Clary e a ajuda que ele providenciou com o ritual.

É muito difícil para Jem manter segredos, mas ele consegue! Nós todos sabemos que Jem é fiel e obstinado, e muito mais quando se diz respeito a Tessa. Possivelmente ele mantem Irmão Enoch de fora se concentrando em memorias dele dando uns amassos com Tessa. Irmão Enoch fica tipo “Deixa pra lá, Irmão Zachariah! Eu não quero que fale sobre isso! Reprima isso, meu irmão! Não pode reprimir mais?”

famouslightpersonstatesman: Uma pergunta sobre “Every Exquisite Thing”. O que Anna faz que fez Ariadne gostar dela? Ariadne, sendo filha do Inquisidor, não devia querer casar com um Shadowhunter homem e rico?

Anna é tipo, muito gata. 😉 Ahem! Não, desculpa. Definitivamente no preconceituoso e muito heteronormativo ano de 1903, uma mulher devia se casar e se casar tão bem quanto ela pudesse. Ariadne é a única filha do Inquisidor Bridgestock – ela foi adotada do Instituto de Mumbai quando o Inquisidor e sua esposa estavam muito velhos para serem pais e não tinham mais esperanças de ter filhos biológicos, e ela é a menina dos olhos deles, mas eles são muito tradicionais e eles definitivamente querem que ela se case bem, com um Shadowhunter integro e com boas conexões.

Dito isso, atração e amor nem sempre acontecem como deviam acontecer, e certamente nem sempre pelo que os pais da pessoa querem.

darkling135: Nós vamos descobrir qual demônio é pai de Tessa?

Ah, sim. Nós vamos pegar dicas em “Ghosts of the Shadow Market”, e nós vamos explorar a herança de Tessa – e James e Lucie – extensivamente em “The Last Hours”. Em “Every Exquisite Thing” nós vamos ver uma grande revelação!

dreamgirl98: Oi, Cassie! Primeiro eu queria agradecer pelos lindos livros que você escreve (mesmo que ainda estava braba pelo final de “Senhor das Sombras”). Então, queria te perguntar sobre Cordelia e Alastair. Uma vez você disse que eles não se dão muito bem e que eles tem poucas coisas em comum (eu lembro que uma das coisas era uma paixão por arquitetura); mas eu fiquei curiosa para saber mais sobre o relacionamento deles. Alastair se importa com sua irmãzinha? Ele é um irmão protetor?

Alastair e Cordelia dividem um amor pela cultura Persa e as histórias e as musicas, por causa da mãe deles Sona, mesmo que Alastair esteja se afastando disso por causa da forma que ele foi tratado na Academia Shadowhunter devido a sua herança, e a maneira como ele é visto agora em Londres. Alastair diz a Cordelia para não falar com ele em publico na língua da mãe deles. Eles sempre foram pessoas bem diferentes, crescendo em um lar muito difícil e reagindo a isso de maneiras diferentes. Seu relacionamento já tenso ficou muito pior quando Alastair foi para a Academia Shadowhunter e depois da Academia, Alastair passou seu ano viajando em Paris: teve uma distancia física e emocional entre eles, e não teve tempo para corrigir isso, mesmo que Alastair quisesse, o que Cordelia não tem ideia que ele quer. Cordelia tentava pensar o melhor dele, mas ao mesmo tempo, muitas irmãs nem tentavam mais com os irmãos por menos do que com Alastair.

Aqui tem um trecho que pode indicar um pouco da complicada dinâmica deles:

Vergonhoso,” disse a Sra. Bridgestock. “Eu conheço seu rosto. Você é o garoto Persa. Não está com vergonha de andar por aí corrompendo jovens bons? Eu imagino que você está apenas seguindo o exemplo do seu pai, mas considerando o que aconteceu com ele, você devia saber melhor.

Cordelia desejou ir em defesa de seu irmão, mas ela não se atreveu a se mover.

Alastair mostrou os dentes para a Sra. Bridgestock. “Eu devia, não devia?

Fonte [x], [x]

Assuntos