Q&A: Malcolm, Ash, Gwynburn, Clary e mais!

Livros, Lord of Shadows, Queen of Air and Darkness, The Dark Artifices, The Eldest Curses, The Shadowhunter's Chronicles, The Wicked Powers

Cassie respondeu mais perguntas em seu tumblr, falando dessa vez sobre Malcolm ser um vilão, sobre Ash, sobre Gwyn e Diana, também sobre Clary e mais coisas. Lembrando que pode conter SPOILERS de Senhor das Sombras! Confira:

black-stairs: Hey, Cassie! Então eu tenho uma pergunta sobre os sobrenomes Shadowhunters! Eu lembro de ler em algum lugar que eles tem que ser duas palavras. De toda forma, os sobrenomes indianos (pelo menos os que conhecemos até agora – Joshi, Chaudhary, não são), então eu estava me perguntando como isso funciona. Também, como uma indiana, é bom ver mais representação além de médicos. Obrigada! Também eu estou muito animada sobre QoAAD vindo ano que vem! Eu estava triste de ter que esperar.

Do codex: Por tradição a maior parte dos nomes Shadowhunters são compostos, como “Shadowhunter” mesmo—nesse caso, “shadow” + “hunter”.

Então, nem todos eles são compostos. Durante a história, muitas famílias pegaram nomes compostos para honrar o Jonathan Shadowhunter; essa é a ideia. Nós conhecemos muitos Shadowhunters com nomes compostos, porque nós conhecemos muitos Shadowhunters de regiões onde nomes compostos aparecem. Mas tem muitos Shadowhuntes que não tem nomes compostos e Divya Joshi é uma deles. (Outros nomes não compostos que nós vimos: Rocio, Ke, Rosales, Maduabuchi – que significa ninguém é Deus, o que é muito parecida com a inscrição na espada Glorious, Quem é Deus? Ninguém é como Deus. O que é legal.)

Mas um nome composto não é um pré requisito para ser um Nephilim. Tem muitas famílias que não tem nomes compostos também. Tem algumas linguagens em que nomes compostos nem existem, e tem famílias que não tem vontade de colocar essa convenção no nome deles. Essas famílias e indivíduos encontram outros jeitos de honrar Jonathan Shadowhunter e a causa dos Nephilim; a falta de nome composto não é considerada uma desfeita.

twodemigodtraveleroflorien: Isso é algo que venho me perguntando: Porque Malcolm? Porque você fez dele o vilão? Você planejou isso desde que ele apareceu a primeira vez em CoHF?

Não é como se eu tivesse chegado com Malcolm e então pensado “E aí, eu preciso de um vilão, que tal esse cara?” 🙂 Funciona mais de outro jeito, pelo menos pra mim. Eu precisava de um vilão, e eu queria que ele fosse alguém que as pessoas não suspeitariam de primeira — e ainda não tinha sido mostrado um feiticeiro malvado. No universo de TSC, feiticeiros são geralmente bons e gentis. Então eu sabia que ele ser um feiticeiro daria a ele algum tipo de proteção, e também eu dei a ele algumas qualidades em comum com Magnus, porque Magnus é um personagem que é amável e confiável. Foi uma escolha deliberada de criar um vilão que as pessoas não suspeitariam como vilão, e também um vilão que tinha um passado simpatizante e algumas qualidades genuinamente boas no passado. Então sim, em CoHF eu sabia que ele seria um vilão em TDA.

belieberboy0jb: Oi, Cassie. Eu queria saber se vamos ver mais de Ash em QoAAD ou TWP?

Sim. Talvez não de um jeito que todo mundo espera!

shadowarlockk: Porque você mudou o nome do primeiro livro de TEC?

Quando nós vendemos livros, nós olhamos muitos títulos diferentes e a editora escolheu esses três. Eles escolherem esses baseados em um esboço bem simples, mas enquanto escrevíamos os livros, ficou melhor como um titulo para o segundo livro, então mudamos. Isso não significa nada para a história ou os personagens. Sério! É como perguntar “porque vocês mudaram a fonte?”

thepurplewarlock: Oi, Cassie! Eu estava querendo saber se vamos ver mais da relação de Gwyn/Diana em QoAAD? E se nós vamos, você pode nos dar qualquer indicação de qual é o relacionamento deles. Lendo as partes deles em LoS, eu descobri que eles eram o casal que eu não sabia que precisava.

Eu mesma amo Gwynburn (Eu não sei como as pessoas geralmente chamam eles, mas eu chamo de Gwynburn porque então eu faço brincadeiras de Gwynburn Legacy com a Sarah). Gwyn e Diana apenas deram um primeiro passo no caminho de desenvolver um romance em LoS, então em QoAAD eles tem que navegar na dificuldade de um romance entre uma humana e um fada (especialmente com a Paz Fria e a guerra vindo), os problemas de Diana com a violência do trabalho dele, os perigos que os dois enfrentam, etc. Mas a conexão entre eles é forte e Gwyn realmente ama e admira ela.

swiftnbooks: Cassie nós vamos ver o encerramento (bom ou ruim) da situação do sonho de Clary em QoAAD?

Claro. Bom ou ruim, é um plot muito grande para não deixar resolvido.

Fonte: 1, 2.