(Atualizado) Curiosidade sobre a capa de “Shadowhunters & Downworlders”

Livros, Shadowhunters and Downworlders

shaddown
Com a proximidade do lançamento do livro dissertativo “Shadowhunters &Downworlders”, que ser dará na próxima terça-feira 29/01/13, o pessoal do Smart Pop Books lançou algumas cuhriosidades sobre eles. Gostaria de saber de quem é a mão que aparece na capa do livro?

Tudo devidamente traduzido depois do mais para vocês, Shadowhunters, com direito a duas imagens e gráficos, mas nessa matéria deixamos o nome do livro e do primeiro conto em sua nome original já como não há previsão de publicação no Brasil, apesar do nome ser melhor traduzido como “Caçadores de Sombras e Seres do Submundo”. Então agora é só ler!

Próxima terça-feira é a data de publicação oficial para “Shadowhunters e Downworlders”, nossa antologia de autores falando sobre a série infanto-juvenil “Os Instrumentos Mortais” de Cassandra Clare. (Embora você já possa conseguir uma cópia impressa ou encomendar do e-book online. Ou pedir o livro de áudio!) E embora geralmente esta pré-publicação do livro com a “introdução” dê um pouco de informações extras por-trás-das-cenas sobre o conteúdo de nossos livros, eu queria acabar a tradição aqui e falar um pouco sobre o design, em especial, a capa.

A arte da capa é linda, claro, é um trabalho de Cliff Nielsen, o homem responsável por muitas das capas de meus livros infanto-juvenis favoritos dos últimos anos (incluindo as capas de “Os Instrumentos Mortais” e “As Peças Infernais”). Mas eu também amo o que Cliff fez com o conceito, conseguindo transformar nossas notas espalhadas sobre trabalho em equipe e apertos de mão e cidades em uma imagem que traz um bocado de sentido.

Nós escolhemos o título “Shadowhunters e Downworlders”, em parte, é claro, porque é distintamente “Os Instrumentos Mortais”. Mas eu também realmente gostei de sugerir várias pessoas se unindo para o bem maior. Isso me lembra o final de “Cidade de Vidro”, mas também me faz pensar sobre todos os contribuintes que se juntam para fazer este livro. (Além disso, eu gosto de fingir que “Caçadores de Sombras” é um pouco de uma brincadeira em que as dissertações no livro de fazer: Olhar para os subtextos, as sombras da série “Os Instrumentos Mortais” e trazê-los à luz).

Aqueles de vocês que seguem o tumblr já sabem, a marca na palma da mão é a metade da da binding rune (runa de ligação) que Clary cria em Cidade de Vidro. (Nós a usamos e sua outra metade, também no interior.) O design é trabalho de Val Freire, que (de acordo com o link), originalmente desenhou-as para os quadrinhos de “Os Instrumentos Mortais” Th3rd Mundial. Estamos apenas tendo o prazer de ser capaz de usá-los (obrigado, Val!).

Há uma história por trás das mãos também. Se estivéssemos representando uma runa de ligação, obviamente queríamos uma mão de um Caçador de Sombras e uma mão de uhm ser do Submundo. Mas qual Caçador de Sombras? Que tipo de Ser do Submundo? Nós queríamos mantê-lo relativamente não-específico o personagem que representaria – por mais tentador que era pedir Magnus e Alec – mas para ajudar Cliff a escolher modelos de mãos (modelos de mão!), nós escolhemos uma mulher e um homem, um jovem e um mais velho. E mais porque apenas podíamos, nós aproximamos a idade e a aparência da mão do Ser do Submundo com a descrição de Maia que foi dada nos livros. Os pouco mais longa, mais nítidas, unhas-mais-para-garras devem sugerir lobisomem.

É um conjunto bonito, mas isso não significa muito se o livro por dentro não é bom. E nós realmente achamos que é, é simplesmente divertido de ler, de ode lírica de Kate Milford à estranheza de cidades com a New York de “Os Instrumentos Mortais” para Sarah Rees Brennan nunca-falha-em-me-fazer-cuspir-qualquer –coisa-que-eu-estou-bebendo mini-paródia dE Jace como um terapeuta sexual Caçador de Sombras (e o tema subjacente da validação do desejo em tem nos livros).

Você pode conferir o conteúdo na nossa página do livro por você mesmo (pequenos trechos de cada dissertação em breve!), mas nós queríamos fazer algo. . . mais. . . para ajudar a mostrar quão bom é o conteúdo. Então, nós pegamos duas dúzias de citações que pensamos ser especialmente interessante, instigante, ou engraçado (que nós também poderíamos colocar em um gráfico legível). Nós estaremos compartilhando-os no Tumblr nas próximas duas semanas, mas aqui estão os dois primeiros, a partir da introdução Cassandra Clare e da primeira dissertação, Kate Milford de “Unhomely Places”:

s&d1

“Eu sabia que queria que a história centrasse em uma resistente, forte garota com um traço imprudente e um grande coração. Então Clary nasceu. Eu quis dar a ela um melhor amigo que sempre estaria ali por ela, desde que o romance vindo de uma grande amizade sempre me fascinou. Então veio Simon. E eu sempre amei o loiro malandro com um pouco de senso de humor que usasse aquele humor como um mecanismo de defesa – e então veio Jace.”

s&d2

“Aqui está o mundo que você conhece, o mundo que você sempre conheceu; e então você pisca, e tem um lugar que você nunca teve suspeita sobre, e se espalha por sua pupila. E então, o mais chocante de tudo: Tem a compreensão de que esses dois lugares são o mesmo. E acontece que você nunca realmente conheceu o mundo ao redor de você totalmente.”

Mais uma citação:

” “Há um portal que pode te levar para casa quando você estiver lá”

E então, Shadowhunter, ansiosos para lerem?

Fonte e Caçadores de Sombra Colombia