Corte de Gelo e Estrelas (Corte de Espinhos e Rosas #3.1)

Páginas: 238
Galera Record

SKOOB

O aguardado spin-off da série Corte de Espinhos e Rosas.

Feyre, Rhys e seu círculo íntimo de amigos ainda estão ocupados reconstruindo a Corte Noturna e tentando manter a paz, conquistada a base de muito esforço e perdas pessoais, após a queda da muralha.

Mas o Solstício de Inverno finalmente está próximo e, com isso, um alívio merecido. Compras, festas, celebração e a promessa de dias tranquilos. A atmosfera festiva não consegue, entretanto, impedir que as sombras da guerra se aproximem.

Em seu primeiro Solstício como Grã-Senhora, Feyre ainda lidando com os horrores do passado recente, e percebe que seu parceiro e sua família têm mais cicatrizes do que ela esperava – cicatrizes que podem impactar o futuro, e a paz, de sua Corte.

Em A Corte de Gelo e Estrelas vemos a Corte Noturna reconstruindo o mundo em que vivem após os últimos acontecimento que vemos Corte de Espinhos e Rosas, A Corte de Asas e Ruínas. A batalha com Hybern, foi algo que não só fez com que a própria Corte Noturna sofresse com os destroços, mas também causou um grande desgaste emocional com tantas mortes e destruição; o equilíbrio em Prythian ainda precisa de ajuda para encontrar seu balanço. Com o Solstício de Inverno e aniversário de Feyre bem próximos, parece que será um suspiro de alívio dentre tanta nuvem de tristeza; além de ser o primeiro solstício em que Feyre participa como a Grã-Senhora da Corte Noturna pausa para gritinho de orgulho.

Quando terminei A Corte de Asas e Ruínas, eu realmente senti falta de vários pontos no desfecho e assim que Sarah deu a notícia de que um novo livro/conto iria ser publicado eu não poderia ter ficado mais feliz. A história de ACOFAS se passa logo após o final do terceiro livro e podemos ver os personagens que tanto amamos bem abalados ainda… Pesadelos, muito trabalho reconstruindo as cortes que sofreram ataque, mas também vemos a união de todos e como essa guerra só fez eles perceberem o quanto isso é importante. A premissa desse spin-off foi incluir novas perspectivas nos livros como era o intuito da Sarah antes de ACOTAR ter seus direitos comprados, vemos Rhysand finalmente em mais capítulos como narrador e também dois personagens que conhecemos bastante… A Sarah fez bastante mistério de quem seriam os personagens que teriam voz nessas novellas e vou deixar vocês na curiosidade também. Motivo? A Sarah como sempre não incluiu esses personagens atoa; a próxima novella tem papel direto nisso e posso garantir FOI PERFEITO. Claro que antes já tínhamos várias teorias, inclusive Maas já tinha dado várias dicas, mas prefiro deixar que vocês descubram lendo essa novella maravilhosa.

“Você nasceu na noite mais longa do ano. Era seu destino estar ao meu lado desde o começo.”

Uma grande espera dos outros livros foi como Nestha e Cassian se comportariam após tantos acontecimentos e principalmente como Nestha estaria lidando com as perdas já que como se não bastasse ter sua humanidade retirada sem seu consentimento, ter que viver em um local sem ter poder de escolha, ver sua irmã Elain vivendo uma vida que não queria e ela virar algo que sempre odiou, ela perdeu o pai. Esse foi um ponto que por mais que eu tenha passado uma boa parte do tempo tendo raiva dela, eu a entendi. Imagina o quanto não deve ser sufocante para ela viver tudo aquilo e ainda ter as pessoas esperando que ela supere logo? Eu amo Cassian e entendo sua urgência, mas ao mesmo tempo esperei mais dele e da Feyre também, esperei um pouco mais de paciência com a Nestha. Mas claro que essa menina podia ser menos odiosa ne? Porém, é aquilo… Nestha eu tenho amor e ódio e ainda shippo demais ela e Cassian! a gente ama um amor sofrido não é mesmo? Sobre Azriel e Elain eu só tenho algo a dizer? PROTEJAM OS DOIS A TODO CUSTO! Como eles são preciosos! E a evolução da Elain foi incrível e seu humor era maravilhoso ainda mais quando ela juntava com Azriel. E pra mim esse conto foi mega importante para quem julgava os laços de parceiros da Sarah já que muitos falaram que ela escrevia ele como se fosse obrigatório que os parceiros ficassem juntos e quando Rhysand disse que na Corte Noturna todo mundo era livre pra ficar com quem ele quisesse ele estava sendo verdadeiro.

Um pequeno spoiler que eu acho importante para essa resenha é falar que temos uma parição de Tamlin… Infelizmente, mas primordial. Sem entrar em muitos detalhes de como isso acontece apenas gostaria de falar que Sarah mostrou todos os lados a destruição da guerra e todas os locais que as sombras ainda se encontram. De um lado temos Corte Noturna destruída, mas que todos continuam leais e de outro temos a Corte Primaveril destruída, com um Grã-Senhor igual e sem pessoas leais. Será que isso será capaz de mudar Tamlin? Sendo sincera eu não me importo, porém entendo o motivo de mostrar isso desses contos.

Agora preciso falar da ambientação dessa novella! A história se passa bem quando a Corte Noturna está completa de neve e geadas! A Galera Record fez um ótimo trabalho com a capa trazendo todo a mensagem do livro para ela. Não da vontade de pegar um chocolate quente, colocar uma meia e lê-lo?

Sarah continua escrevendo histórias envolventes e que deixam os leitores ansiando por mais. Eu jamais vou me cansar dessa série e vocês? Não deixa de comentar com a gente se ler esse livro!

Compre:

Amazon, por R$ 20,30 sem mercador, com frete grátis somente até HOJE com o cupom FRETEGRATIS.
Amazon, por R$ 22,99 com mercador, com frete grátis somente até HOJE com o cupom FRETEGRATIS.
Submarino, por R$ 22,99 sem mercador.
Submarino, por R$ 22,99 com mercador.
Martins Fontes, por R$ 34,90 sem mercador.