Vamos a mais um post com os nossos lançamentos gringos favoritos do mês de Março. Esse mês está cheio de lançamentos de livros lindos!

Vale avisar que as sinopses que estão em português são as sinopses já divulgadas e traduzidas pelas editoras brasileiras. Optamos manter as outras sinopses em inglês, pare evitar conflitos ou discordância pelas nossas traduções.

To Kill a Kingdom
de Alexandra Christo
(6 de março)

Princess Lira is siren royalty and the most lethal of them all. With the hearts of seventeen princes in her collection, she is revered across the sea. Until a twist of fate forces her to kill one of her own. To punish her daughter, the Sea Queen transforms Lira into the one thing they loathe most–a human. Robbed of her song, Lira has until the winter solstice to deliver Prince Elian’s heart to the Sea Queen or remain a human forever.

The ocean is the only place Prince Elian calls home, even though he is heir to the most powerful kingdom in the world. Hunting sirens is more than an unsavory hobby–it’s his calling. When he rescues a drowning woman in the ocean, she’s more than what she appears. She promises to help him find the key to destroying all of sirenkind for good–But can he trust her? And just how many deals will Elian have to barter to eliminate mankind’s greatest enemy?

Mari: Logo quando li a sinopse desse livro, já me interessei e minhas expectativas foram lá no alto. Uma sirena letal e da realeza que se apossa de corações de príncipes? Uma rainha do mar que pune essa princesa, após ela matar um de sua própria espécie, fazendo ela se tornar o que ela mais odeia: humana? QUERO. Além disso, de bônus, temos um príncipe que caça sirenas e que acaba encontrando essa sirena na forma humana. Notei uma tendência bem sombria para esse livro e se tem coisa que eu amo é seres mitológicos assumindo mantos sombrios. Já quero sangue, romance proíbido, vingança, traição (na medida que o YA permite, claro, não sou tão iludida). Sim, as expectativas estão altas e isso é perigoso (risos). Ao que tudo indica, esse livro é um stand-alone, então seria uma boa dica para quem não curte ficar preso em séries e trilogias. Não encontrei nenhuma informação sobre lançamento desse livro aqui no Brasil.

Restore Me (Shatter Me #4)
de Tahereh Mafi
(6 de março)

(Essa sinopse pode conter spoilers para quem não leu os livros anteriores)
Juliette Ferrars acreditava ter vencido. Assumiu o controle do Setor 45, foi nomeada nova Comandante Suprema da América do Norte e agora conta com Warner ao seu lado. No entanto, quando a tragédia se instala, Juliette precisa confrontar a escuridão que existe tanto à sua volta quanto em seu interior. Em que ela se transformará diante da adversidade? Será Juliette capaz de controlar seu poder e usá-lo para o bem?

Raíssa: 4 anos! 4 anos sentindo a necessidade de Shatter Me ter uma continuação e TEVE! Restore Me são tantos sentimentos que nem dá para descrever. Tahereh fez uma trilogia (agora uma série) que os fãs de X-men e um romance cheio de dramas vão amar. Se você ainda não conhecia Shatter Me, é uma história de uma menina aprisionada por ter um poder capaz de matar simplesmente se ela tocar a pessoa. Quando todo mundo a menospresa, Juliette mostra a cada livro que o poder da mudança ta dentro de sí mesma. Tahereh é maravilhosa quando se trata em desenvolver personagens. Juliette não foi a única; tivemos Aaron Warner também, um dos personagens literários que mais amo. Eu não tenho palavras pra descrever meu agradecimento pela Tahereh trazer meus personagens preciosos de volta. <3

More Than We Can Tell
de Brigid Kemmerer
(6 de março)

Rev Fletcher está lutando contra seus demônios do passado. Mas, graças ao amor de seus pais adotivos, tem conseguido lidar com eles… até que uma carta de seu pai biológico o faz reviver os traumas da infância.
Emma Blue passa seu tempo aperfeiçoando os jogos de computador que cria em vez de lidar com o desmoronamento do casamento de seus pais. Mas, quando o assédio de um usuário anônimo toma proporções inesperadas, ela começa a ficar assustada.
Quando Rev e Emma se conhecem, a conexão é imediata. Mas essa relação será testada de formas que nunca esperaram quando suas vidas passam a correr perigo.

Mari: Esse ano eu li “Aos perdidos, com amor”, lançamento da Plataforma21 do final de 2017, sem nem saber o que esperar e fui surpreendida por um livro com uma história bonita e personagens cativantes. Um romance com pitadas de drama e superação, do jeito que eu gosto. Então ouvi falar que a autora iria lançar um spin-off dele, More than we can tell, e claramente fiquei doida por ele. Vale lembrar que, mesmo sendo um spin-off, ao que tudo indica ele pode sim ser lido separadamente. “More than we can tell” conta a história do Rev, melhor amigo do Declan (que é o protagonista de “Aos Perdidos, com amor”) e de Emma, uma personagem que ainda não conhecemos. Rev foi um personagem muito interessante no primeiro livro e mostrou ter um passado complicado, que provavelmente será explorado agora e nós, leitores curiosos, agradecemos! Pela sinopse dá para ver que a história vai envolver temas tensos, como o assédio virtual (talvez um stalker?) e eu estou aqui com expectativas altas nessa história que espero que seja tão boa quanto seu antecessor. Sem falar que também estou aqui na saudade de Declan e Juliet (de Aos perdidos, com amor) e espero ver algo deles em More than we can tell. E, para a nossa alegria, a Plataforma21 já anunciou que pretende lançar o livro ainda em 2018. Obrigada Plataforma, sua linda <3 E vocês? Curtem romances fofos com pitadas de drama?

Hero at the Fall (Rebel of the Sands #3)
de Alwyn Hamilton
(6 de março)

(Essa sinopse pode conter spoilers para quem não leu os livros anteriores)
Quando a atiradora Amani Al-Hiza escapou da cidadezinha em que morava, jamais imaginava se envolver numa rebelião, muito menos ter de comandá-la. Depois que o cruel sultão de Miraji capturou as principais lideranças da revolta, a garota se vê obrigada a tomar as rédeas da situação e seguir até Eremot, uma cidade que não existe em nenhum mapa, apenas nas lendas — e onde seus amigos estariam aprisionados.

Armada com sua pistola, sua inteligência e seus poderes, ela vai atravessar as areias impiedosas para concluir essa missão de resgate, acompanhada do que restou da rebelião. Enquanto assiste àqueles que ama perderem a vida para soldados inimigos e criaturas do deserto, Amani se pergunta se pode ser a líder de que precisam ou se está conduzindo todos para a morte certa.

Raíssa: Eu descobri a trilogia A Rebelde do Deserto há pouco tempo, mas li os dois primeiros tão rápido que quando vi tinha terminado e necessitando do próximo. Hero at the Fall é o livro final da trilogia e vai concluir a história da Amani que fugiu de uma casa de pessoas abusivas e se tornou uma protagonista cheia de garra. Os dois primeiros já foram publicados no Brasil pela Editora Seguinte e a notícia boa é que Hero at the Fall (A Heroína da Alvorada) já tem data de lançamento no Brasil para o dia 23 desse mês. E para vocês saberem mais detalhes dessa trilogia fiquem ligados no post de sexta.

Children of Blood and Bone (Legacy of Orïsha #1)
de Tomi Adeyemi
(6 de março)

With four starred reviews, Tomi Adeyemi’s West African-inspired fantasy debut conjures a world of magic and danger, perfect for fans of Leigh Bardugo and Sabaa Tahir.

They killed my mother.
They took our magic.
They tried to bury us.

Now we rise.

Zélie Adebola remembers when the soil of Orïsha hummed with magic. Burners ignited flames, Tiders beckoned waves, and Zélie’s Reaper mother summoned forth souls.

But everything changed the night magic disappeared. Under the orders of a ruthless king, maji were killed, leaving Zélie without a mother and her people without hope.

Now Zélie has one chance to bring back magic and strike against the monarchy. With the help of a rogue princess, Zélie must outwit and outrun the crown prince, who is hell-bent on eradicating magic for good.

Danger lurks in Orïsha, where snow leoponaires prowl and vengeful spirits wait in the waters. Yet the greatest danger may be Zélie herself as she struggles to control her powers and her growing feelings for an enemy.

Mari: Children of Blood and Bone é o início de uma nova trilogia de fantasia, dessa vez baseada na mitologia africana, sobre uma garota que tem que lutar contra a monarquia para trazer a magia de volta para o seu povo. Preciso comentar o quão interessante e empolgante é uma fantasia jovem adulto inspirada na mitologia africana? Eu nunca li nada parecido e eu amo quando aparecem temas diferentes na fantasia. Tomi Adeyemi, a autora, é Nigeriana e Americana e estudou mitologia da África Ocidental aqui no Brasil, em Salvador. Vale citar que o livro também já tem os direitos de adaptação vendidos para a Fox 2000/Temple Hill Productions com Karen Rosenfelt e Wyck Godfrey (Crepúsculo, Maze Runner, A Culpa é das Estrelas) como produtores. Outro ponto que fez eu ficar ainda mais ansiosa para ler esse livro foi que eles está sendo comparado com livros de autoras como Sabaa Tahir (Uma Chama entre as Cinzas) e Leigh Bardugo (Six of Crows), duas autoras com obras que amo demais! E trago boas notícias: como consta no site da autora, o livro já teve os direitos vendidos para publicação no Brasil para a Editora Rocco, então o que nos basta é torcer que seja logo lançado por aqui!

E vocês, qual os livros que despertaram o interesse de vocês? Conta pra gente!