Six of Crows – Sangue e Mentiras
Leigh Bardugo
Editora Gutenberg

SKOOB

OESTE DE RAVKA, ONDE GRISHAS SÃO ESCRAVIZADOS E ENVOLVIDOS EM JOGOS DE CONTRABANDISTAS E MERCADORES…

…fica Ketterdam, capital de Kerch, um lugar agitado onde tudo pode ser conseguido pelo preço certo. Nas ruas e nos becos que fervilham de traições, mercadorias ilegais e assuntos escusos entre gangues, ninguém é melhor negociador que Kaz Brekker, a trapaça em pessoa e o dono do Clube do Corvo.

Por isso, Kaz é contratado para liderar um assalto improvável e evitar que uma terrível droga caia em mãos erradas, o que poderia instaurar um caos devastador. Apenas dois desfechos são possíveis para esse roubo: uma morte dolorosa ou uma fortuna muito maior que todos os seus sonhos de riqueza.

Apostando a própria vida, o dono do Clube do Corvo monta a sua equipe de elite para a missão: a espiã conhecida como Espectro; um fugitivo perito em explosivos e com um misterioso passado de privilégios; um atirador viciado em jogos de azar; uma grisha sangradora que está muito longe de casa; e um prisioneiro que quer se vingar do amor de sua vida.

O destino do mundo está nas mãos de seis foras da lei – isso se eles sobreviverem uns aos outros.

Vocês já leram um livro na qual se sentiram tão conectados a história e aos personagens que, mesmo aquilo tudo ser claramente um mundo de fantasia, você sente como se tudo aquilo e todos aqueles personagens realmente existissem por aí? Eu espero que sim, espero que vocês já tenham tido uma experiência literária tão boa assim. Posso afirmar que, para mim, Six of Crows se inclui nesse seleto grupo de livros que te transporta e te conecta para outra realidade. O segredo? Os personagens. Apesar de eu ter plena consciência que a história é muito importante para qualquer livro de ficção, e acredite que a história de Six of Crows também é maravilhosa, acho que são os personagens aqueles capazes de mexer com emocional do leitor. Se a história é o corpo, os personagens seriam o coração.

Six of Crows é o primeiro livro de uma duologia, seguida de Crooked Kingdom, escrita por Leigh Bardugo, a mesma autora da tão conhecida Triologia Grisha, também já lançada aqui no Brasil. Ambas séries possuem compartilham a mesma mitologia, se passa no mesmo “mundo”. Preciso falar que antes de ler Six of Crows tive um pouco de receio. Receio porque eu já havia lido o primeiro livro da trilogia Grisha e não foi algo que prendeu meu interesse ao ponto de continuar a trilogia, além de medo de perder algo da história por não ter lido toda trilogia anterior. O ponto importante de se dizer é que a duologia Six of Crows, apesar de se passar no mesmo universo de Grisha, não tem praticamente nada de ligação entre as duas, nada além de easter eggs ou referencias que não vão fazer falta para o entendimento. Além disso, para mim, as duas também foram diferentes na questão de que Grisha não me envolveu tanto e por Six of Crows fiquei muito apaixonada.

O livro, que mistura fantasia e aventura, se passa na fictícia Katterdam e nossos protagonistas são seis jovens disfuncionais, casos perdidos, ladrões, farsantes. Seis personagens que talvez jamais se encontrassem, até que uma proposta para liderar um assalto com uma recompensa milionária recai sobre Kaz, que acaba buscando e montando sua equipe com os outros cinco. E o interessante é que todos os seis tem interesses particulares para aceitar essa proposta. Uns por dinheiro, outros por liberdade, outros por algo a mais.

Kaz, o líder, frio, calculista, carrega traumas do passado. Inej, a espectro e espiã, com um passado que me emocionou e me fez amá-la cada vez mais. Nina e Matthias, os amantes unidos pela casualidade, mas também inimigos mortais. Jesper, o divertido pistoleiro viciado em jogos de azar. E Wylan, que acaba sendo levado nessa história por acaso e se mostra uma peça muito importante. Eles formam nosso grupo de personagens, todos muito bem construídos e com passados sombrios. O livro é narrado em terceira pessoa, alternando os pontos de vista entre os personagens em cada capítulo. Também temos flashbacks do passado, onde conhecemos melhor a história de cada personagem e entendemos melhor suas atitudes no presente. É muito gostoso observar o quanto todos eles se desenvolvem com o decorrer da história ao ponto de lutar com seus fantasmas e se transformarem em algo muito além de um grupo de ladrões contratados realizando um golpe milionário.

Outro ponto de destaque da história é o quão inteligente e madura ela é. É difícil assimilar que todos esses personagens são adolescentes, levando em conta a maturidade de suas atitudes e conflitos. A autora Leigh Bardugo também nos entrega cenas de ação e planos mirabolantes e inteligentes, muitos liderados por Kaz, o “cabeça” do grupo. É muito bom se surpreender na história com todos os pontos dos planos amarrados e com as improvisações em que todos eles precisam passar.

Six of Crows e Crooked Kingdom são livros maravilhosos, que recomendo para todos que assim como eu são fãs do gênero Jovem Adulto, mas estão sempre em busca de histórias diferentes e mais maduras. São livros diferentes de tudo que já li, que me deixaram com uma sensação amarga que esses personagens tão complexos poderiam render mil livros ao invés de somente dois. Mas é isso mesmo, são somente dois, e a saudade é o que fica.

Enquanto eu lia a duologia eu criei uma playlist no spotify com músicas que me remetiam a história. Deixo aqui o link para o spotify e abaixo o quadro com a playlist. Se gostarem, não se esqueçam de me dar o feedback pelas redes sociais. Amo fazer playlists e posso trazer mais para o site futuramente!

E para quem quiser comprar a duologia aproveitando os descontos que estão tendo hoje, você pode comprar Six of Crows na Saraiva por R$ 22,90 clicando AQUI e o segundo livro, Crooked Kingdom, por R$ 32,90, clicando AQUI. Já na Amazon, pra comprar Six of Crows por R$ 25,00, basta clicar AQUI e para comprar Crooked Kingdom por R$ 32,90, basta clicar AQUI.